EU NÃO PRECISO PULAR DE PARAQUEDAS PARA ENVELHECER BEM!

BIA

“Que a importância de uma coisa possa ser medida pelo encantamento que produz em nós.” Manoel de Barros.

“O que os anunciantes precisam saber a respeito da nova maturidade para estabelecer conexão com esta geração”.

Não discordo inteiramente de Denise Ribeiro, jornalista autora desse instigante texto. Mas confesso que com minha autoestima indo “de vento em popa”… aprecio ver as mulheres que saem em busca de aventuras não muito associadas a pessoas mais velhas.

Liberdade total, ousadia e realização!!! Sensações muitas vezes adiadas em nome de algo maior, mas que agora é chegado o momento de aproveitar… Hora de deixar a curiosidade de lado e se encorajar em praticas pensadas (ou impensadas) anteriormente… Um tempo que não quer, ou não pode mais esperar… Momento único e exclusivamente do meu “querer” e “poder”. Eu mesma já fiz algumas destas… rsrsrs e me deram um prazer enorme e uma sensação de realização.

Mas, além disso, temos muitas outras coisas em vista pra descobrir. Ah! Também não me importo quanto perguntam a minha idade. Leiam:

A1 PARAQUEDAS

Só tem uma coisa que me irrita mais do que perguntarem minha idade: é ver octogenárias pulando de paraquedas. Cansei desses clichês imagéticos da chamada terceira idade. O que pretendem com isso? Melhorar a autoestima dos idosos? Sinalizar que a velhice não é fim de linha? Que é tempo de ousar? Devo confessar que, para mim, essas tentativas são inócuas. Primeiro porque minha autoestima vai bem, obrigada, depois, porque não sou o tipo de pessoa alimentada por pretensões esportivas. Paraquedas? Nem aos 20 e nem agora, que já passei dos 50. Prefiro rever algum filme do Fellini.

Há outros clichês bonitinhos, mas também irritantes. Velhinhos e velhinhas supercool, com roupas originais, meio hipongas ou de grife, sempre em poses modernas, chapéus e badulaques nas ruas de Nova York. Esses ganham sempre muitos likes no facebook. Gosto de ver… tenho agudo senso estético, o belo e o subersivo me atraem. Mas o peso dessas imagens como inspiração? Dois gramas.

E o que me inspira? Conteúdos que me façam sonhar, que mostrem o lado bom das pessoas, que exibam um mundo mais humano, que ampliem meus horizontes extra-sensoriais. Que me atualizem com sugestões criativas para empregar meu tempo livre. Fiquei empolgada em saber que posso trabalhar num hotel flutuante no canal do Panamá, ajudar a traduzir para o português o site de idiomas de um australiano na Grécia ou cuidar dos jardins (e desfrutar dos arredores medievais) de uma propriedade no interior da França. Você troca trabalho por comida e hospedagem. Isso é economia colaborativa.

Quero conteúdos que me conectem com essa tecnologia incrível e rápida demais pra eu acompanhar. Não me interessa saber se o Obama tem conta no Spotify. Meus amigos e eu queremos entender, por exemplo, como se faz para produzir e editar um vídeo e depois colocar ele no youTube.

A 1.png

A gente quer fazer parte dessa revolução digital, quer contar nossas histórias, experimentar nossos talentos em outras áreas, trocar ideia com gente de todas as idades, se integrar aos negócios sociais, ter lições de empreendedorismo. Queremos aprender a lidar com novas formas de trabalho e de remuneração. Saber como funciona esse tal de crowdsourcing, que é fruto da criatividade coletiva.

Aliás, contem com a gente para fermentar essa criatividade. Esse grupo de cinquenta, sessentões tem muito conhecimento acumulado para compartilhar. A gente só está meio perdido tentando encontrar as pontes e as portas que nos conduzam a essa rede colaborativa, onde nossos talentos sejam valorizados. Precisamos de conteúdos que nos habilitem para essa caminhada, que nos transformem em nodos dessa rede. Conteúdos que tragam ferramentas não só para a vida profissional, mas também para o autoconhecimento. Palestras, encontros, cursos que nos deem suporte psicológico e espiritual.

E espiritual, claro, não está necessariamente relacionado à religião. Tem a ver com força pessoal, equilíbrio psíquico, serenidade para aceitar a circularidade do tempo, coragem para construir um novo modelo mental.

A crise existencial que o processo de amadurecimento traz é inerente ao ser humano. Segundo Jung, é na meia idade que nos sentimos mais aptos a reorientar nossa consciência espiritual e nossos paradigmas. Quem não quer aumentar a sintonia com os mais caros valores universais? Quem não quer ser digno, ético, paciente, atento, solidário, amoroso, altruísta? Quem não quer ser autônomo para ampliar seu universo de aspirações?

Quero evoluir espiritualmente, abrir mão de cobranças, de preconceitos, de lamentações, de traumas do passado. Quero consumir com consciência, abrir mão do supérfluo, inclusive nos relacionamentos. Quero ouvir com qualidade meu interlocutor, desligar o botão do julgamento, ser tolerante com meus erros e mais generosa com as fraquezas alheias. Quero entender as similaridades entre a cabala e o xamanismo, entre meditação e mindfulness.

A1 EU

Quero cuidar e ser cuidada… quero olhar o meio ambiente com a sabedoria dos ciclos. Quero me comprometer com projetos de transformação social, com pessoas empenhadas em tornar nossa comunidade humana mais…. humana. Tenham elas 16, 45 ou 80 anos. Mas quero fazer isso ativamente, de maneira engajada, um dia após o outro. Com foco no que é possível fazer agora.

Portanto, senhores anunciantes, acordem: estamos experimentando a revolução da longevidade. Essa nova geração de idosos tem muita vida pela frente e está apostando numa longevidade sustentável. Está se reinventando para tirar proveito dos próximos 20 anos. Já sabemos que caminhar faz bem, que fritura aumenta o colesterol, que há velhinhos surfistas. Invistam sua verba em anúncios, programas, portais inteligentes. Que nos tratem como pessoas ávidas por informação qualificada; despertas, curiosas, prontas a compartilhar tudo o que fizeram e viveram e aptas a desbravar esse mundo maravilhoso que se renova diariamente.

https://medium.com/@maturitynow/eu-n%C3%A3o-preciso-pular-de-paraquedas-para-envelhecer-bem-83d8036fc7a2#.xt5lm9342

CONTROLE SUA AGENDA DE REMÉDIOS PELO CELULAR.

Caixa de remédio aplicativo

“Saber não basta; devemos aplicar. Desejar não basta; devemos fazer.” Goethe.

Gosto de conhecer novidades que possam ajudar nossa vida, aqui esta uma delas é esta…

O “Caixa de Remédios”, aplicativo para smartphones desenvolvido no Brasil, permite que um familiar ou cuidador supervisione a medicação de vários pacientes à distância.

“Qual é mesmo o remédio que eu tenho que tomar às 16h?… A que horas devo tomar meu remédio para pressão?”…  Para quem toma diversos remédios ao longo do dia, lembrar-se de todos eles e a que horas tomá-los exige muita “ginástica mental” para não esquecer-se de um deles – o que, em alguns casos, pode ser fatal.

Para resolver o problema, pode-se recorrer à tradicional caixinha de remédios, ou ao celular… Sim, isso mesmo, ao celular. Graças ao rápido desenvolvimento tecnológico dos celulares “inteligentes”, os smartphones, como são chamados, hoje é possível consultar quase tudo pelo celular.

Instalando alguns programas – “aplicativos”, também conhecidos como “apps”, na maioria das vezes, gratuitos – você obtêm informações sobre quase tudo, instantaneamente na palma de sua mão.

Sua caixa de remédios na tela do celular

Foi essa a ideia que motivou a “Ambiente Medicamento”, empresa brasileira que desenvolve e comercializa aplicativos para área de saúde e farmacêutica, a lançar, em dezembro de 2013, o aplicativo “Caixa de Remédios” (foto). Vale a pena experimentar.

“Como a caixa de remédios tem sido, na prática, o meio mais usado pelos pacientes para controlar sua medicação, nós resolvemos adaptar esse método para a mídia eletrônica, aproveitando os recursos disponíveis nos smartphones”, explica Antonio Carlos Zanini, diretor da Ambiente Medicamento.

caixa de remedio 2

O aplicativo ‘Caixa de Remédios’ também permite que um familiar ou cuidador supervisione a medicação de vários pacientes à distância. Ele detalha de maneira simples e rápida qual é a fórmula do produto, alerta se pode ser usado na gravidez e se existe interação com alimentos.
O programa permite visualizar a rotina do paciente e é o único que tem um banco de dados com mais de 16.000 medicamentos comercializados no Brasil. “Com essas ferramentas, as chances de acidentes com medicamentos diminuirão significativamente”, afirma Zanini.
Mais de 10 mil pessoas já utilizam as facilidades do ‘Caixa de Remédios’. Para instalar o aplicativo é preciso ter um celular do tipo smartphone com o sistema operacional Android 2.3 ou superior (para celulares com sistema iOS, o aplicativo estará disponível a partir de maio).
A versão é gratuita. Basta acessar o módulo que baixa aplicativos em seu celular e digitar “Caixa de Remédios”, com aspas, para instalá-lo em seu aparelho.

http://www.portalterceiraidade.org.br/wordpress/controle-sua-agenda-de-remedios-pelo-celular/

DIA DAS AVÓS!

avo 9

Penso que: “Jamais deixarei de ser essa Peter Pan. Quero mostrar pros meus netos que a verdadeira felicidade mora num coração de criança. Mesmo que o corpo venha envelhecer, a mente não precisa abandonar a melhor fase da nossa vida”… Adriana N. do Amaral.

 Hoje como uma vovó novata tenho a dizer que me sinto abençoada e agradecida por estar vivendo esta experiência única e maravilhosa na minha vida.  Meu neto é muito amado, agora com 8 meses encontra-se atualmente morando em Londres… Este ano estou com ele, ajudando nesta mudança de País na vida de sua família… e a cada dia vou me despedindo um pouquinho de sua presença física… pois em breve nos veremos menos… e terei que me acostumar a matar as saudades via internet… ainda bem que este avanço ajuda a diminuir um pouquinho as saudades e a estar mais perto. Mas mora eternamente dentro do meu coração e lá estaremos sempre juntinhos!  A relação que nasce entre avós e netos é terna e infinita de muito amor e afeto. Que todos avós possam receber esta dose de amor hoje e sempre.

avo-neto-brincando

 “Ser avó e avô é como fazer uma colcha de retalhos… é juntar pedaço por pedaço de cada quadradinho, de cada retângulo, de tamanhos diferentes, de cores diferentes, mas sempre cores vivas, alegres, cheias de vida… e transformando aqueles pequenos retalhos num ato de amor, mesmo que cada um tenha seu estilo próprio”. Ana Maria Pantaneira.

AS 7 MELHORES CIDADES DA ESPANHA PARA MORAR.

“Eu vou fazer o melhor. Não importa aonde eu esteja, eu vou fazer o melhor”. Bia Perez.

A Espanha é aquele tipo de país que todo turista volta pra casa pensando em quando vai visitar de novo. Cheio de história e cultura, o país tem muito mais do que bonitas cidades, tem qualidade de vida! Se você está planejando morar na Espanha, deve estar pensando quais são as melhores cidades da Espanha. Essa é uma das dúvidas mais comuns e vamos te ajudar com a lista das melhores cidades da Espanha para morar!

Melhores cidades da Espanha

7 – Granada

Espanha - _Granada_Spain-s

Granada é uma cidade no sul da Espanha com pouco mais de 230 mil habitantes. A região metropolitana tem meio milhão de moradores e no seu entorno estão as montanhas mais altas da Península Ibérica. A cidade possui monumentos considerados Patrimônio da Humanidade, a Alhambra é um exemplo disso, assim como o jardim de Generalife e o bairro de Albaícin. Para se viver é importante saber que a principal atividade do município espanhol é o turismo, então dominar outros idiomas é sempre um diferencial.

6 – Vigo

Espanha vigo

A cidade espanhola de Vigo é uma das mais próximas de Portugal. Com quase 300 mil habitantes, Vigo está no meio do caminho entre a fronteira de Portugal e a cidade de Santiago de Compostela. Com uma economia forte, tem como um dos principais motores econômicos a pesca e o porto da cidade é o principal porto pesqueiro da Europa. Também conta com a fábrica da Peugeot/Citroën e uma indústria de construção naval reconhecida na Europa e no mundo. Veja Como morar na Espanha

5 – Bilbau

Espanha bilbau-bridge-santiago-calatrava-in
BILBAO-DECEMBER 23: Zubizuri Bridge, Santiago Calatrava in Bilbao, Spain, on December 23, 2012. It is an arch bridge that hangs over the river Nervión

A cidade de Bilbau fica no norte da Espanha, bem perto da fronteira com a França. Com mais de 350 mil moradores, Bilbau tem uma região metropolitana de quase 1 milhão de habitantes. Conhecida e premiada por seu urbanismo, a cidade espanhola foi reconhecida e já ganhou prêmios por sua arquitetura urbanística de qualidade. Antigamente o município espanhol era um importante polo de extração de minérios de ferro, mas na década de 1980 passou a ter como principal fonte de economia o setor de serviços. É sede do banco BBVA e da Iberdrola, grandes empresas reconhecidas mundialmente.

4 – Sevilha

Espanha Seville_place_d_espagne-s

A cidade de Sevilha fica no sul da Espanha, bem próxima ao estreito de Gibraltar. Com mais de 700 mil habitantes, a cidade espanhola tem uma área metropolitana de quase 1,5 milhão de moradores. Com clima agradável o ano todo e uma temperatura média de 18.6ºC, Sevilha é um ótimo lugar para se viver.

3 – Valência

Espanha Valencia-cathedral-s

Valência fica no leste da Espanha e possui 800 mil habitantes. Na costa do Mediterrâneo, a cidade espanhola tem sua economia baseada no turismo, apesar de já ter sido uma cidade industrial no passado. Com praias reconhecidas pelo mundo, Valência se tornou destino turístico de pessoas de diversos países da Europa e do mundo.

2 – Barcelona

espanha barcelona

Barcelona é a capital da Catalunha e se localiza no nordeste da Espanha. Mundialmente famosa por abrigar o time de futebol mais valioso do mundo, o Barcelona Futebol Clube, a cidade tem 1,6 milhão de habitantes e uma economia baseada na indústria. É o maior centro industrial da Espanha e a cidade também é reconhecida por sua vida noturna badalada.

1 – Madrid

Espanha palacio de cristal

A capital espanhola Madrid (ou Madri) é a maior cidade da Espanha, tem mais de 3 milhões de habitantes e tudo passa pela capital. A metrópole cosmopolita abriga pessoas de diferentes nacionalidades uma economia forte, sendo considerada um dos principais centros financeiros mundiais. Para se ter uma ideia, Madrid tem sua produção econômica maior que Moscou, por exemplo.

Agora você já conhece um pouco mais das melhores cidades da Espanha, pode decidir de acordo com o seu estilo de vida a melhor cidade para morar na Espanha. Faça uma análise e um balanço de prós e contras e se jogue, morar na Espanha vai mudar sua vida! Se você quer saber o quanto de dinheiro precisa para morar na Espanha, leia nosso guia do Custo de vida na Espanha.

As 7 melhores cidades da Espanha para morar

SINAL DE GRANDEZA.

apice multiplo

 “Há momentos na vida e m que se deveria calar… e deixar que o silêncio falasse ao coração; Pois há sentimentos que a linguagem não expressa… e há emoções que as palavras não sabem traduzir…” Autor desconhecido.

Gosto de aprender com a vida…

Dia a dia ela nos encarrega de ensinar…

casal feliz

Aprende a escutar o que os outros dizem.
Registrar a intimidade alheia, sem divulgá-la, é sinal de grandeza.
Acolhe o desabafo de quem sofre e não censures quem erra.
Por vezes, saber ouvir é mais importante que saber expressar-se em todos os idiomas.
Oferece ombro amigo ao coração aflito.
Todos carecemos de quem nos escute sem nada dizer.
A indiferença aumenta o sofrimento de quem se sente sozinho.
Não desconsideres a dor dos semelhantes.
A solidariedade nas lágrimas de quem chora, equivale a seguro abrigo que se encontra debaixo da tempestade.
Um simples sorriso de simpatia e cordialidade pode resgatar uma alma ao abismo.

Fonte: https://www.aterceiraidade.com/positivismo/sinal-de-grandeza/

 

CONVIVÊNCIA FAMILIAR.

“A família não nasce pronta; constrói-se aos poucos e é o melhor laboratório do amor. Em casa, entre pais e filhos, pode-se aprender a amar, ter respeito, fé solidariedade, companheirismo e outros sentimentos”. Luis Fernando Verissimo

familia-reunida-e-feliz

Amar… Compartilhar… Compreender…

Quem não sabe tolerar… não aprende a amar.

Os teus familiares são as tuas lições imediatas.

Sem paciência… o menor problema adquire proporções imensas.

Aprende a ceder em favor da felicidade alheia.

Necessário… muitas vezes.

Não agridas verbalmente aqueles que convivem contigo.

Respeite os limites de cada um.

Ouça com o coração acima de tudo.

A gentileza abre portas a muito tempo cerradas.

Não transforme o teu lar em lugar de aflições.

Repense… Paz e amor!

Aprenda a conviver com o outro.

Crie um ambiente de harmonia.

Torne mais aconchegante o teu ninho doméstico.

Seleciona os assuntos de teus diálogos familiares.

Incentive seu filho a conviver com todos da família.

Soluções surgem com um bom diálogo e respeito mútuo.

A família é o teu primeiro compromisso na vida.

A diversidade é inerente à família

a49cdb808f4067e04c2f32d97f3971e4

 

TAG: 7 PECADOS CAPITAIS LITERÁRIOS!

TAG 7 PECADOS LITERÁRIOS 3

“Fico às vezes reduzida ao essencial, quer dizer, só meu coração bate.” Clarice Lispector.

Oi pessoal, tudo bem? Continuo aqui em Londres… Primeiramente eu quero agradecer a Victória do Blog “Um coração igual ao Teu“ que me indicou para responder a TAG: 7 Pecados Capitais Literários. Ah! É bom vocês saberem que eu achei bem divertida rsrsr… Fico imensamente feliz por estar sendo lembrada por meus leitores tão competentes e criativos, beijinhos. Bom, espero que vocês curtam!

A Tag foi criada pelo canal BookishlyMalyza e eu não sei quem traduziu rs, caso alguém saiba avisa que eu coloco os créditos por aqui. Vamos lá:

  1. GANÂNCIA – Qual o livro mais caro e o mais barato que você tem na sua biblioteca?

Acredito que o livro mais caro que tenho que eu comprei, (tirando os de estudo e trabalho) foi “As melhores crônicas de Rubem Alves” que custou R$55,00, mas valeu a pena. Costumo visitar muito sebos e consigo verdadeiras joias raras… rsrsr.

Tag Livro cronicas rubem alves

Já o livro mais barato foi o “Se Eu Ficar, que quando eu comprei custou R$10,00.

tag livros se eu ficar.jpg

     2. IRA – Com qual autor você tem uma relação de amor e ódio?

Eu acho que minha relação de amor e ódio é com Jane Austen de “Orgulho e preconceito”. Eu adoro o livro dela, mas antes de gostar eu fico querendo abandonar e logo depois me apaixono rsrsrsr. É estranho, acho que é amor e ódio mesmo.

Tag livros orgulho e preconceito

Gosto de ler sobre as contradições entre os sentimentos que oscilam do amor ao orgulho… vistos nas diferenças das classes sociais. É uma clássica historia de amor e de mal entendidos.

    3. GULA – Qual livro você devorou, sem vergonha nenhuma?

Ah, são tantos! Recentemente aconteceu com o livro “Como eu era antes de você” de Jojo Moyes. A escrita da autora é maravilhosa, suave de um jeito que nos envolve por inteiro. É completamente apaixonante e viciante, daquele jeito que a gente não consegue largá-lo mesmo quando acabou, e fica refletindo sobre o tema e recordando a história inteira na nossa cabeça. Se ainda não leram, vocês PRECISAM ler esse livro. Estou querendo ler agora o “Depois de você”.

tag livros depois de você

      4. PREGUIÇA – Qual livro você tem medo de iniciar por pura preguiça?

Eu estou com o “A Menina que Roubava Livrosde Markus Zusak na estante há tempos, mas estou com uma preguiça de começar a ler porque tem outros livros na frente que acabo lendo antes dele. Já assisti ao filme (que amei)… então pretendo ler ainda este ano…rsrsr…

tag livros a menina que roubava livros

    5. ORGULHO – Um livro que deixou você orgulhoso por ter lido.

Lembro quando achei “Crepúsculo” de Stephenie Meyer na livraria, fiquei bem curiosa e comprei. Gostei tanto que li na mesma semana rsrssr…  senti-me orgulhosa! Logo quis ler a trilogia da série (hoje são mais).

TAG ORGULHO crepusculo

Foi um livro que gostei bem mais do que o filme, assim como tantos outros.

   6.  LUXÚRIA – Quais atributos você acha atraente em um personagem?

Gosto de personagens profundos e intensos… aqueles que superam os desafios com sensibilidade e nos dão verdadeiras lições de vida.

tag livros noh      tag livros Noahh 4

Noah de ”Diário de uma paixão” me marcou profundamente. Foi um bom personagem, com defeitos e qualidades como a maioria de nós, mas com coragem de tomar atitudes decisivas… em nome do amor… só isso já basta pra me conquistar… e se tiver um toque de carisma, leveza, generosidade e humor… então me apaixono.

tag livros

     7.  INVEJA – Qual livro você gostaria de receber de presente de alguém?

Aceito todos rsrsrs… Mas para começar que tal “O diário de Anne Frank” de Mirjam Pressler/Otto H. Frank , é um dos livros que planejo, planejo e planejo comprar, mas no máximo volto para visitar na livraria. (já li de biblioteca).

tag livros o diario de ane frank

OS 7 Indicados para responder esta TAG:

  1. Ana do Blog “Escrevendo sonhos”
  2. Blog Devaneadora de ideias
  3. Blog O eu insólito
  4. Blog Coisas de Raissa
  5. Blog Universo Inconsequente
  6. Blog Ao Amado Timóteo
  7. Blog Lisland