EU NÃO SOU PERFEITA, MUITO MENOS EXEMPLO, MAS TENTO O MEU MELHOR…

meditar

Simone Guerra traz uma bela reflexão sobre tudo aquilo que pensamos. Leiam:

Eu não sou feliz o tempo todo. Tenho erros graves e estou longe de ser padrão de qualidade.

A verdade é que sou gente. Sou gente que tropeça, levanta, cai de novo, levanta, anda um pouco, cai, levanta… limpa os machucados da vida, remenda os sentimentos, chuta tudo, arrepende, dá vexame e pede perdão.

Essa coisa de ser feliz o tempo todo, nunca existiu. O que existe é tentar melhorar, todos os dias, o tempo todo. Quem não busca estar em paz, não refaz as histórias e não busca leveza, logo morre de tédio de si mesmo.

Eu não sou feliz todos os dias… e, em outros, eu sinto medo, raiva, fadiga e enjoo da vida, porque não em como ser perfeito quando dentro da gente há imperfeições que precisam melhorar diariamente.

Não adianta se sentir culpado, muito menos irritado quando nada vai bem, quando tudo parece cinza, sem a intenção de colorir, porque tem coisas inexplicáveis que precisam de tempo. Eu também não me acostumo com essa coisa de que o tempo é a melhor espera e tudo se encarrega. A verdade é que minha ansiedade é maior do que minha paciência, e nem sempre uma entende a outra ou se adapta, então eu acabo me transbordando.

Eu não sou essa mulher forte o tempo todo, muito menos corajosa. Eu tremo. Eu choro. Eu desisto. Eu xingo. Eu grito. Eu saio do eixo e desequilibro, porque não sou perfeita. Mas, eu assumo todas as minhas idiotices, nem que seja para mim mesma, porque quem se garante determinado demais e forte como uma rocha, sofre de corpo e alma.

Queria ser aquela pessoa que esquece em menos de um minuto, que perdoa em menos de uma hora e não desce do salto para dar um vexame. Eu queria ser mais fina, ter recato de madame, mas não sou. Sou assim: 50% gente e 50% humana, e é difícil, viu?!

Eu não sou intocável, ou inabalável, ou dona de mim mesma o tempo todo, porque me divido em pedaços se meus sentimentos se quebram, se preciso viver uma desilusão ou se preciso me doar para alguém.

Eu não sou grata todos os dias. Muitas vezes esqueço de agradecer, de apreciar e de me doar. Eu sou agitada demais em dias alternados, e quando me estresso de vez, não sei ser delicada, muito menos boa. Eu sou pavio curto, roleta russa, chama que não cessa mesmo nos dias que é preciso respirar fundo. Realmente, eu atropelo com palavras nada lindas quando deixo de ser santa para ser extremo.

Eu não dou conta de ser eu mesma de vez em quando, até tento o meu melhor, mas como sou às avessas, acabo me estranhando. Não acredito que alguém seja 100% original quando é preciso ser gente, porque pintamos nós mesmos em diferentes nuances para viver a vida.

Eu amo ser eu mesma, mesmo que às vezes fechada demais, silenciosa, deprimida, feliz ao extremo; com vontade de fugir, de sair por aí fingindo ser quem não sou, louca, fria, quente, amável, irritante, chata, paranoica. Eu me amo, mesmo que eu não entenda como ser gente em dias difíceis pra caramba.

Sou intensa! Eu me atropelo. Eu me entrego. Eu faço birra. Eu me seduzo. Eu me excluo. No entanto, sou maravilhosa se você souber me ganhar.

Gratidão-pela-vida_

Anúncios

NÃO É A APARÊNCIA QUE ENCANTA, É A ESSÊNCIA…

Essencia

Simone Guerra nos faz refletir sobre o que realmente nos importa… nossa essência. Leiam:

Muitas vezes vivemos em função do outro. Gastamos o que temos e o que não temos para impressionar, para demonstrar e até mesmo aparecer, e no fim de tudo não resta sequer um olhar, um muito obrigado ou um elogio. A pior decepção é aquela que nos abraça na hora errada e vem de quem menos esperamos.

Criamos expectativas demais com as pessoas à nossa volta. Cismamos que aparências e uma boa apresentação nos conecte com alguém que queremos. Vivemos ilusões perdidas e conquistas unilateral, muitas vezes. Quem nunca comprou algo para impressionar alguém e se decepcionou? Todo mundo, pelo menos uma vez na vida, inventou moda, pagou e ainda chorou desconsolada porque ele não percebeu.

Aprendi a fazer agrados para mim mesma, porque depois de muitos anos vividos, percebi que sou minha melhor plateia. Não é excesso de autoestima, não. Muito menos confiança demais, é apenas ter consciência que homens apreciam outras coisas. Raramente vamos encontrar um homem que consiga distinguir uma roupa de boutique com uma de brechó, um sapato caro com algum de liquidação, uma colônia barata de um perfume bom e caro, porque para eles, o imprescindível é a companhia, o carinho, o sexo, o beijo, a pegada, o cheiro natural. Então, aprendi a gastar com mais atenção, algumas horas a mais em casa, carinho dobrado e conversa que convence e acolhe.

essencia 3

Demoramos muito tempo para aprendermos que superficial, supérfluo e falta de contexto matam os encantos. Ninguém precisa ter aparência impecável e cara para encantar, é preciso apenas demonstrar através da simplicidade amor e acolhimento. Uma roupa bonita, um sapato lindo, jóias e maquiagem, muitas vezes, encantam apenas vitrines, porque ninguém vive de aparências.

Exupéry disse: “o essencial é invisível aos olhos”, tão invisível que se compara com a nudez do amor. O amor é tão puro que tem a necessidade de ser transparente, invisível. Se é amor, aquela roupa de grife, aquela bolsa com quatro ou mais dígitos continuarão sendo apenas detalhes, porque uma representação de você não vai ter a mesma importância que a sua essência. E homens, por incrível que pareça, trocam qualquer Valentino, Dior, Chanel por essência e bom humor. Pena, que só entendemos isso depois que já nos preocupamos demais em retocar a maquiagem, escovar os dentes antes dele acordar…

É importante cuidar de nós mesmos, comprar o que nos fazem felizes, gastar com supérfluos, andar na moda, ser impecável, desde que isso te dê aquela sensação de felicidade, de prazer… E se isso não impressionar quem você quer, por favor, não fique triste ou pense que gastou tempo e dinheiro à toa, porque quem deve se impressionar com você antes de qualquer outra pessoa, é você mesma. Faça o seu melhor para você, sempre! Assim, você não vai se decepcionar.

Não é preciso comprar a roupa mais linda para conquistar, porque homens não prestam atenção em detalhes, então compre para você mesmo e se aprecie. Alguém que você quer ao seu lado, vai se preocupar com o que está dentro dos seus pensamentos e coração. O amor tem a exigência de ser leve e inteligente, porque é pura essência.

TALVEZ O AMOR!

“Quando a solidão aperta o peito, somos convidados a meditar no carinho que desprezamos, no afago de que nos privamos, nos amores de que fugimos.

Então, sentimo-nos encorajados a tentar compreender o Amor em sua plenitude, a partir da lacuna de nossas almas.

Mas, mesmo após muito meditarmos, fica em nosso peito tão somente a certeza de um “talvez”.”

Assista esse lindo vídeo de Perhaps Love – John Denver & Placido Domingo

CUMPRIMENTE A TODOS, CONFIE EM POUCOS E NÃO DEPENDA DE NINGUÉM.

cumprimente

Estamos sempre refletindo sobre nossas aprendizagens. Gosto deste texto de Marcel Camargo. Leiam:

Ser gentil não custa nada e só nos traz benefícios. Sorrir com verdade pode até ajudar quem menos esperamos, pois há sempre alguém procurando por alguma luz em seu dia. Nem imaginamos o quanto de alento um simples “bom dia” pode trazer a quem passa por escuridões dolorosas. Por outro lado, é muito desagradável deparar-se com uma cara amarrada já às sete horas da manhã, com pessoas deseducadas, mal-humoradas e ríspidas, afinal, ninguém tem culpa da nossa briga com o mundo.

Quem de nós nunca foi completamente ignorado ao passar rente a um colega, a um conhecido, a alguém que já conversou conosco, já passou um tempo na nossa companhia e, portanto, já sabe o nosso nome? Não dá para entender por que certas pessoas fingem que não conhecem os outros, se é insegurança, medo sabe-se lá de quê, problema de visão, distração excessiva, ou pura e simplesmente soberba gratuita mesmo. Sentem-se superiores ou inferiores, afinal? Vai entender…

É perfeitamente possível sermos educados e atenciosos com quem quer que seja, sem que precisemos aprofundar intimidade com quem não simpatizemos. Aliás, não conseguiremos ter afinidade com todo mundo à nossa volta e isso não quer dizer que só deveremos nos dirigir tão somente àqueles de quem gostamos. Cumprimentar uma pessoa, trabalhar no mesmo ambiente ou sentar à mesa de amigos em que ela está não nos obriga a manter fortes laços com ela.

Na verdade, conheceremos muita gente, porém, confiaremos em pouquíssimas pessoas, porque o que temos de tão nosso jamais poderá ser entregue a qualquer um, sem ressalvas. Muitos aguardam qualquer chance de derrubar quem quer que seja, através de fofocas maldosas principalmente. Termos a segurança de dividir nossa vida com as pessoas certas nos poupará de inúmeros dissabores e decepções. E esses poucos sempre valerão a pena.

Fato é que não devemos depender muito das pessoas, para podermos seguir nossas vidas sem pendências excessivas, uma vez que os outros, muitas vezes, não correspondem às expectativas que costumamos lhes imputar. Nem sempre as pessoas agirão conforme o que esperávamos, tampouco terão atitudes iguais às nossas. Cada pessoa possui o seu próprio coração e nele guarda aquilo que quiser – ninguém manda nos sentimentos alheios.

Melhor tentar não depender de ninguém, nem contar muito com os outros, afinal, quanto mais depositarmos nossa felicidade fora de nós, mais distante ela se torna. Quando contamos com nós mesmos, então mantemos as chances de ser feliz aqui dentro, que é onde a felicidade deverá sempre permanecer.

cumprimente 1