COSTURANDO 🥰 Á MÃO.

Uma história de avós e netos: Uma avó conversando com a neta.

– Avó, o que posso fazer quando estou desesperada?
– Costura, minha menina. À mão, devagar. Aproveitando cada onda criada com seus próprios dedos.
– Costurar afasta o desespero?
– Não. Costurando, bordando você o decora. Olha para a cara dele. Enfrenta-o. Da-lhe forma. Atravessa-o . E vai além.
– Realmente é tão poderoso costurar à mão?
– Claro, querida. As pessoas já não costuram e por isso estão desesperadas. As costureiras sabem que com agulha e linha você pode enfrentar qualquer situação escura conseguindo criar obras-primas maravilhosas. Enquanto você move suas mãos é como se você movesse sua alma de forma criativa. Se você se deixar transportar pelo ritmo repetitivo do remendo e do bordado, você entra em um verdadeiro estado meditativo. Você consegue chegar a outros mundos. E o emaranhado de fios emocionais dentro de você se suaviza. Sem fazer mais nada.
– O que você aprende bordando?
– A enfrentar cada ponto. Só isso. Sem pensar no próximo ponto. A gente se foca no ponto presente, em cada costura. É esse ponto que nos escapa na vida diária. Estamos desesperados porque sempre pensamos no futuro. E se pensamos assim o bordado se torna desarmônico, confuso, pouco curado.
– Sim, mas vó… as preocupações e medos como vencer com a costura?
– Minha menina. Você não precisa vencer. Precisa acolher os medos, as preocupações. E compreendê-los. Costurando se tece o enredo da vida com suas mãos, é você que cria o vestido adequado para si mesma. Bordando você se conecta àquele fio fino que pertence a toda a humanidade e aos seus mistérios. Costurando você se transforma em uma aranha que tece sua teia contando silenciosamente ao mundo todos os segredos da vida. Entrelaçando os fios, entrelace seus pensamentos, suas emoções. E você se conectará ao divino que está em você e que segura o início do fio.

De Elena Bernabè

ENVELHECER DE BEM COM A VIDA…

“Envelhecer é o único meio de viver muito tempo.
A idade madura é aquela na qual ainda se é jovem, porém com muito mais esforço.
O que mais me atormenta em relação às tolices de minha juventude não é havê-las cometido…
E sim não poder voltar a cometê-las.
Envelhecer é passar da paixão para a compaixão.
Muitas pessoas não chegam aos oitenta porque perdem muito tempo tentando ficar nos quarenta.
Aos vinte anos reina o desejo, aos trinta reina a razão, aos quarenta o juízo.
O que não é belo aos vinte, forte aos trinta, rico aos quarenta, nem sábio aos cinquenta, nunca será nem belo, nem forte, nem rico, nem sábio…
Quando se passa dos sessenta, são poucas as coisas que nos parecem absurdas.
Os jovens pensam que os velhos são bobos; os velhos sabem que os jovens o são.
A maturidade do homem é voltar a encontrar a serenidade como aquela que se usufruía quando se era menino.
Nada passa mais depressa que os anos.
Quando era jovem dizia:
“Verás quando tiver cinquenta anos”.
Tenho cinquenta anos e não estou vendo nada.
Nos olhos dos jovens arde a chama, nos olhos dos velhos brilha a luz.
A iniciativa da juventude vale tanto a experiência dos velhos.
Sempre há um menino em todos os homens.
A cada idade lhe cai bem uma conduta diferente.
Os jovens andam em grupo, os adultos em pares e os velhos andam sós.
Feliz é quem foi jovem em sua juventude e feliz é quem foi sábio em sua velhice.
Todos desejamos chegar à velhice e todos negamos que tenhamos chegado.
Não entendo isso dos anos: que, todavia, é bom vivê-los, mas não tê-los.
Adoro este texto de Albert Camus, tem muito do encantamento que os avós vivem com os netos. Sei bem disto

CONSELHO DE AVÓS.

Dia dos avós chegando, 👀 diferente agora com esta pandemia interminável que estamos passando… sempre regados de afeto ❤️. Se eu pudesse dar apenas um conselho aos vovós corujas, seria esse:

“Deixem os avós serem avós…”💗
Avós tem mil fotos do neto no celular, que ele pode mostrar, postar e babar… pois ter um neto é um privilégio dado por Deus… uma benção, eu diria.
Avós não precisam de permissão para visitar ou dar colinho…
Nem precisam de horário estipulado para irem embora… (usando o bom senso né?)
Avós querem ajudar no banho, fazer ninar se preciso e cheirar aquela carinha linda…
Avós são abrigo seguro, são mãos estendidas e protetores fiéis…
Avós sejam maternos ou paternos são iguais no amor, se preocupam e sentem saudades… e muita…

Gostam de dar conselhos e contar como era a maternidade no seu “tempo”… nostalgia cheia de emoções.
Avós não querem só contar histórias querem fazer história na vida do neto… E quantas tem construído juntos. Doces memórias que se eternizam.
Querem brincar e ensinar sapequices… vibrar com tudo.
Eles querem ser o apoio do filho e o olhar atento ao neto para que os pais possam descansar ou trabalhar…


Por que o breve é breve e o tempo você sabe…ele voa! E nós avós iremos partir e queremos deixar lembranças bonitas para nossos netos.

Quero desejar a todos os avós momentos maravilhosos e marcantes entre esta linda convivência que acontecem no dia a dia. Que possam deixar afeto e doçuras mil ❤️ . Eu escrevi um texto lindo no livro Avós e Netos… vale a pena ler. Tenho comigo alguns poucos exemplares ainda.

Veja também: https://oterceiroato.com/2020/10/15/historia-do-avental-da-vovo/

https://oterceiroato.com/2020/09/16/avos-anjos-em-forma-de-gente/

AVÓS E NETOS…❤️ HISTÓRIAS!

  1. A avó se maquiava no banheiro, sob o olhar atento do pequeno neto, como sempre fazia. Depois de aplicar o batom e se preparar para sair, o garotinho disse: “Mas vovó, você esqueceu de dar um beijo de despedida no guardanapo!”
    Certamente a vovó nunca pintará a boca novamente sem dar ‘o beijo de despedida’ para o guardanapo.
  2. Meu neto me ligou outro dia para me desejar um feliz aniversário. Ele me perguntou quantos anos eu tinha e eu lhe disse que tinha 64 anos. Meu neto ficou pensativo por um tempo e depois me perguntou: você começou do 1?
  3. Depois de colocar os netos na cama, uma avó vestiu sua velha camisola e chinelos e se preparou para lavar o cabelo. Na medida em que ela ouviu a farra que os meninos faziam, sua paciência se esgotou. Ela enrolou uma toalha na cabeça, entrou como um furacão no quarto e colocou as crianças de volta na cama com uma bronca. Assim que saiu da sala, ela ouviu o menor de todos dizer com uma voz trêmula: Quem era aquela?
  4. Uma avó contou à neta como era sua infância: “Andamos de skate com uma prancha pequena e também tivemos um balanço feito de pneu pendurado em uma árvore em frente à casa. Andávamos em um burro e pegávamos mangas nas arvores. A garota ficou sem palavras me ouvindo. Finalmente ela disse: “Eu deveria ter te conhecido muito antes”.
  5. O neto de uma amiga me visitou um dia e de repente ele disse: — Vovó, você sabe como você e Deus se parecem? E eu, perguntei a ele: — Não, por quê?” E ele me soltou: — Ambos são velhos”.
  6. Uma garotinha estava ocupada digitando no computador do vovô e disse que estava escrevendo uma história. “O que é isso?”, Perguntou o velho. — Não sei, respondeu ela, não sei ler”.
  7. Eu não sabia se meu neto já havia aprendido a reconhecer cores, então decidi dar uma olhada. Então eu estava apontando as coisas e perguntando a ela as cores de objetos. Então, depois de um tempo, sempre respondendo corretamente ele foi até a porta, e me disse: “Vovó, acho que você pode reconhecer essas cores por si mesmo”.
  8. Quando meu neto me perguntou quantos anos eu tinha, brincando, lhe disse que não tinha muita certeza. Ele me aconselhou : — Olhe para a etiqueta da sua blusa, na minha diz 4 a 6 anos.
  9. Eles perguntaram a um garoto de 6 anos onde sua avó morava e ele respondeu: — Ah, ela mora no aeroporto, porque quando queremos vê-la, vamos procurá-la lá. Então, depois que ela nos visita, nós a levamos de volta ao aeroporto.
  10. Meu avô é o mais inteligente de todos! Ele me ensina muitas coisas boas, mas não o vejo com frequência suficiente para me tornar tão inteligente quanto ele. Histórias de AVÓS para AVÓS🤩

Veja também: https://oterceiroato.com/2020/07/26/avos-de-hoje-em-dia/

https://oterceiroato.com/2020/07/22/posso-dormir-na-casa-da-vo/

https://oterceiroato.com/2020/09/16/avos-anjos-em-forma-de-gente/

O BOLO DO CHOCOLATE DE AVÓ. 😍

Uma triste realidade de muitos avós e pais no envelhecer. Precisamos repensar 👀. Os anos se passam 😔 a vida transforma tudo. O corre corre do dia a dia acaba afastando as pessoas. Já não tem tanto tempo mais para dar tanto afeto que precisam… 😍 no entanto temos sede de amor e de conversar simplesmente como era antigamente. Adorei este texto de Sidney Gavin, da pra refletir bastante:

Um dia, você fica cansado da solidão, da falta de atenção, você começa a perceber que já não faz tanta falta…Os netos que ficavam dias na sua casa e que passavam as férias com você, viajando, indo a cinemas, lanchonetes, festas, brincando, rindo…Cresceram e você ficou lá atrás, na infância deles…

Quando vai visitá-los, eles preferem ficar em seus quartos com aparelhos eletrônicos do que a sua visita e seu abraço…Você e sua esposa ficam sentados num sofá na sala sozinhos e acabam indo embora e muitas vezes parece até que eles desejavam isso… Deduzem que porque somos idosos, não percebemos as coisas, não sentimos falta de carinho, talvez seja nessa fase da vida que necessitamos mais de um beijo, de um abraço… De atenção!

A gente só consegue matar a saudade dos filhos e netos se formos visitá-los num dia em que eles não estejam ocupados… Não te convidam para um almoço tranqüilo, para conversar sobre as crianças, as notas escolares, e outras amenidades do cotidiano…Enfim, para passarmos algumas horas juntos igual antes.

Outro dia você telefona porque a saudade voltou a judiar e sua esposa fez um bolo de chocolate para as crianças e vocês querem ir vê-los, mas não podem, porque eles vão ao Shopping, a casa de amigos, receber visitas ou qualquer outra coisa, não tem um tempinho para nós, não cancelam nada para ficarem um pouco ao nosso lado… Naquela tarde você e sua esposa comem no café da tarde o bolo de chocolate feito com tanto carinho e saudade…

Você sente a falta de um telefonema, assim: “Pai! fiz um almoço gostoso, vem almoçar com a gente e passar a tarde aqui para colocarmos a conversa em dia” ou “Mãe estamos indo ai almoçar com vocês, estamos levando o pudim de coco que o papai gosta!” ou ainda “Vô! como vocês estão? Vem me buscar, quero dormir ai, amo vocês!”

Nesse dia que cansou da solidão, você vende sua casa, onde viveu feliz por muitos anos, para onde foi com seu amor quando casaram, onde seus filhos nasceram, cresceram e um dia mais tarde seus netos correram atrás de você se atirando em seus braços te apertando e rindo, te fazendo de cavalinho e dizendo o tanto que gostavam de você…Escolhe uma Casa de Repouso bem distante, e vai morar lá até quando Deus quiser, junto a pessoas que tem empatia por você, os mesmos problemas e as mesmas dores.

No entardecer de um dia de verão, você e sua esposa estão no jardim da Casa, vendo fotos amareladas, relembrando momentos felizes e comendo o bolo de chocolate que sua esposa sempre faz, quando algumas sombras dançam sobre a mesa, vocês erguem os olhos e ali de pé ao lado de vocês estão seus filhos já grisalhos, os netos agora adultos e talvez algum bisneto que vieram vê-los… Mas agora já é tarde… Você já não lembra de tantas coisas… O silêncio se faz e lágrimas ralas e lentas escorrem pelo seu rosto molhando as fotos espalhadas na mesa, enquanto a tarde começa lentamente a definhar…


Antes que isto aconteça vamos mudar… ter mais encontros presenciais ou virtuais (on-line) da forma que der. Vale tudo. Sempre é tempo de começar… Ambos vão ter muito do que recordar… muito além do bolo de chocolate. Doces memórias carregadas de afeto e amor. Abraços e Paz!

https://oterceiroato.com/2020/10/12/casa-de-mae-depois-que-se-vao/

Veja também: https://oterceiroato.com/2020/09/16/avos-anjos-em-forma-de-gente/

https://oterceiroato.com/2020/10/15/historia-do-avental-da-vovo/

PRIMEIRO DE JANEIRO…

2020 foi um ano em que tudo parou e o 🌍 mundo inteiro mudou 🧐.

Minha retrospectiva de 2020! 🥂

Assustou! Deu medo! Deu tempo de pensar e refletir muitoooo.

Mudei!😷 Mudamos e ainda mudaremos mais 💉🦠😷.

Ficar comigo mesmo, foi bom 👀 eu gostei… Fui a minha 🥰 melhor companhia 😉🙏🏻 🙏🏻.

Gratidão pelos desafios superados… pelas muitas aprendizagens💫… pelos meus avanços no uso das novas tecnologias… pela resiliência… pelos cuidados… pela solidariedade… pela minha família e os meus amigos… 🥂aos novos amigos que fiz… pelos afetos e atenção recebidos mesmo que por on-line… pelos zoom que tanto me distraíram e me ensinaram… pela minha fé em acreditar que dias melhores virão 🙏🏻 pela vida… ufa! Valeu!!!

Vai passar 💉😷!!!

Chegaremos em breve 2021 🙌🏻🤩🧐💫🙏🏻. Um ano novo cheio de sonhos a realizar 🤩.

2021 será diferente 🥂

Esperança de uma vacina que possa nos proteção proteção contra a Covid-19.

🌍 Vai mudar 🌍 para melhor👌🏻!!!

Dias melhores virão 💫💫

Rumo a 2021💫

Boa entrada a todos 🥂

ANO NOVO!

As vezes pensamos em mudar muitas coisas para o próximo Ano ou quase tudo. Ano novo vem chegando. Mas não precisa de tudo isso, basta ter um olhar positivo sobre o que foi e o que virá. Em 2021 muitas coisas estão por vir… muitas mudanças acontecendo no dia a dia. Algumas boas outras nem tanto. Cabe a nós refletir sobre o que queremos para frente. A pandemia tem nos trazido um novo normal… um novo tempo, muito diferente dos anteriores. Ansiedade pelas vacinas que possa nos protegerão do coronavírus tem sido uma prioridade para todos. Esta cada vez mais perto de acontecer, mas… Como será? Aos poucos vamos descobrindo e nos adaptando. Tudo vai passar! Pra melhor no meu olhar otimista em relação à qualidade de vida. Feliz Ano Novo meus amigos… Que você realize todos os seus sonhos. Muita paz, amor e saúde! Gosto deste texto de Drummond… com um pouco de mim…

Para você ganhar belíssimo Ano Novo cor de arco-íris, ou da cor da sua paz, Ano Novo sem comparação como todo o tempo já vivido (mal vivido ou talvez sem sentido) para você ganhar um ano não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, mas novo nas sementinhas do vir-a-ser, novo até no coração das coisas menos percebidas (a começar pelo seu interior) novo espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, mas com ele se come, se passeia, se ama, se compreende, se trabalha, você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita, não precisa expedir nem receber mensagens (planta recebe mensagens? passa telegramas?).

Não precisa fazer lista de boas intençõespara arquivá-las na gaveta. Não precisa chorar de arrependido pelas besteiras consumadas nem parvamente acreditar que por decreto da esperança a partir de janeiro as coisas mudem e seja tudo claridade, recompensa, justiça entre os homens e as nações, liberdade com cheiro e gosto de pão matinal, direitos respeitados, começando pelo direito augusto de viver. Para ganhar um ano-novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente. É dentro de você que o Ano Novocochila e espera desde sempre.

Texto (extraído do “Jornal do Brasil”, Dezembro/1997) – Carlos Drummond de Andrade

Veja também:

https://oterceiroato.com/2020/03/13/benditos-sejam/

QUANDO ADQUIRIMOS HISTÓRIAS DENTRO DE UM LAR…

Aprendi que a vida é feito de surpresas. As vezes assusta rsrsrs. Tudo tem seu tempo e hora certa pra acontecer. Nem tudo o que desejamos vem na hora que esperamos. As vezes vem antes, outras bem depois… outras nem chegam a acontecer. Deus sabe o que é melhor para cada um de nós. Tenho certeza disto.

Tudo é uma questão de aceitação e adaptação. Remamos conforme a maré, mudamos de rumo, se necessário quantas vezes forem preciso. Escolhas são feitas.

Ações trazem consequências, desafios e conquistas virão… apenas preste atenção! Intuição!!! Meu sexto sentido funciona bem.

Esperamos, paralisamos ou seguimos em frente aprendendo e sendo otimistas com o que a vida nos oferece. Não adianta brigar ou desanimar. Eu sigo caminhando inteira, intensa, feliz e em paz. Resiliência, fé, paciência e esperança nos trazem sabedoria e luz. Amor, gratidão e sonhos trazem leveza. Sou grata por tudo que conquistei… pela minha família e pelos amigos que tenho. Sinto-me abençoada.

Quando eu penso que quando comprei o “nosso” apartamento do Guaruja… penso logo que 🤩 não foi só isso. Foi muito mais!!!!

Foram todas as memórias de família… as minhas e as nossas… com muitos objetos significativos e de tantas fotos que falam.

Junto agregou-se doces lembranças desde a minha adolescência, maturidade até o meu envelhecimento… ⭐️ de filha, de irmã, de esposa, de mãe e de avó. Trouxeram assim tudo… tudooooo junto e misturado… desde a minha época vivida… assim como a dos meus filhos da: infância, adolescência e juventude… dos enteados… como a de meus familiares.

Quantos Ano Novos, finais de semana feriados, férias passamos juntos aqui. Quantas alegrias aconteceram 🤩🥂

Neste pacote vieram histórias construídas ao longo deste tempo todo. Veio sim 👀 carregado de memórias afetivas 🤩🙏🏻. Infinitas! Não podia ser melhor. E vem muito mais…

Com o tempo 🤩 Repaginando cada pedacinho, com muito amor e carinho 😍, agora sim…

Estamos preparados para novas etapas… que ainda trarão muitas e outras 🥂⭐️🍷 novas alegrias… Mais histórias a serem contadas 🙏🏻👀🤩, para o meu legado😍🙌🏻. Basta só viver um dia de cada vez, saboreando cada momento.

HISTÓRIA DO AVENTAL DA VOVÓ!

Tenho poucas lembranças dos meus avós. Mas deixaram certamente muita ternura nos seus abraços. Quero ser lembrada assim… cheio de afetos e boas histórias😍


Lembras-te do avental da tua avó?
O primeiro propósito do avental da avó era proteger as roupas abaixo.
Mas, além disso:
Servia de luva para retirar a frigideira ardente do forno;
Era maravilhoso para secar as lágrimas das crianças e, em certas ocasiões, para limpar as carinhas sujas;
Do “galinheiro”, o avental servia para transportar os ovos e, por vezes, os pintos!;
Quando os visitantes chegavam, o avental servia para proteger as crianças tímidas;
Quando estava frio, a avó enrolava os braços.
Este bom velho avental fazia de fole, agitado por cima do fogo a lenha;
Era “ele” que transportava as batatas e a madeira seca na cozinha;
Da “horta”, ele servia de cesta para muitos produtos hortícolas depois que as ervilhas tinham sido recolhidas era a vez das couves;
No final da temporada, era utilizado para colher as maçãs caídas da árvore;
Quando os visitantes chegavam de forma repentina, era surpreendente ver a rapidez com que este velho avental podia dar para baixo o pó;
Na hora de servir as refeições a vovó ia na escada a agitar seu avental
E os homens nos campos sabiam instantaneamente que tinham de ir à mesa;
A avó também o usava para pousar o bolo de maçã acabado de sair do forno no parapeito para esfriar;
Nos nossos dias, não se usa mais o avental.
Vai demorar uns anos até que alguma invenção ou objeto possa substituir este bom e antigo avental. Minha amiga Ione Marinho escreveu está crônica.


Pensei: Doces lembranças das nossas avós, que com sua doçura e afeto nos fizeram enxergar o quão grande eram o seu amor… e como era imenso a sua capacidade de acolher tudo que precisasse de sua ajuda e de seu abraço💓. Saudades de um tempo que passou e mudou tanto… é onde somos nós agora os avós, Já não temos mais este avental… temos outras coisas.

Nestes tempos modernos mudamos muito, fomos acompanhando as modernidades… que foram muitas e gigantescas. Avançamos rápido! Ousamos em nossas novas experiências e com curiosidade desafiamos o tempo e o espaço… Fomos mexendo e aprendemos rápido a usar tudo que surgiu… também começamos a usar mais a internet e as novas tecnologias com certa facilidade… onde já nem sabemos mais como viver sem elas. Muitas coisas aprendemos rápido, perdemos o medo e passaram a fazer parte do nosso cotidiano. Por sorte somos persistentes! E com tudo isto e muitas outras coisas novas que vieram neste período de pandemia, nós inovamos, avançamos a estamos construindo uma nova geração de velhos. Somos muito diferentes dos velhos que conhecemos durante a vida: nossos avós, pais e familiares. Temos muito em comum ainda com os sentimentos dos avós, isto sempre existiu… aquele mesmo olhar amoroso e afetuoso para com toda a família… Nosso olhar de acolhimento são tão grandes como o delas e nossos braços tão ternos quanto… acabaram sendo maiores, ultrapassando oceanos e fronteiras, em tempo real. Mas, crescemos… avançamos e do avental vieram uma infinidade de coisas novas e atraentes: à tecnologias, a internet e o celular estas nos fizeram entrar de cabeça no mundo virtual. Daquela telinha fazemos tudo juntos e misturados .

Veja também:

https://oterceiroato.com/2020/10/12/casa-de-mae-depois-que-se-vao/

UM DIA EM OXFORD 🇬🇧

Devido a pandemia estou saindo muito pouco aqui em Londres desta vez.

O meu principal objetivo desta minha viagem foi ficar com meu filho, nora e neto… matar as saudade deles, que eram muitas juntos em casa. Estou tomando todos os cuidados necessários aqui e só caminho ao ar livre onde tem poucas pessoas.

Neste final de semana fizemos um passeio bate-volta de carro em Oxford a partir de Londres, foi um programa delicioso e super tranquilo de fazer. Reza a lenda que a mesma foi criada no século 12, por ingleses que frequentavam a Universidade de Paris. Eles haviam sido obrigados pelo rei a voltar pra casa e decidiram dar continuidade às suas atividades acadêmicas em Oxford. A prática foi crescendo desde então até que, no século 13, foi estabelecida de vez como um grande centro acadêmico.

A cidade que abriga a universidade mais antiga do mundo anglófono fica a pouco menos de 100 km (60 milhas) a noroeste da capital inglesa. O grande destaque da cidade é obviamente a Universidade de Oxford, seus 38 “colleges” e 6 “permanent private halls”, esses últimos controlados por congregações religiosas.

A universidade central, University of Oxford, consiste de departamentos acadêmicos, centros de pesquisa, bibliotecas e museus. Linda e agradável a cidade, ela possui vários edifícios históricos imponentes, muitos deles em estilo gótico.

Passeando pelo centro tive oportunidade de ver conhecer muitas atrações interessante. A maioria estava fechada devido à pandemia, mas pude apreciar sua beleza externa e seus jardins:

1)Igreja Sant Michel at North Gate (1050);

2)Radcliffe Câmara (1737);

3)Ponte dos Suspiros e Queen’s Lane (1914);

4)Biblioteca Bodleian (1602);

5)Igreja da Universidade da Virgem Maria;

6)Christ Church College (1524/ que inspirou o grande salão dos filmes do Harry Potter);

7)Jardim Botânico da Universidade de Oxford (1621);

8)Oxford Castle e prison (1073);

9)Coverd Market e muito mais no passeio pelo centro da cidade.

Recomendo quando forem a Londres passear um dia em Oxford.