QUAL É A MINHA OBRA?

“A vida é muito curta para ser pequena.”          Benjamin Disraeli.

 mario sergio cortella 1

Assistindo as palestras de Mario Sergio Cortella, sempre fico impactada pela profundidade das questões que ele traz para nossa reflexão…

Á partir desta palestra especificamente comecei a pensar “Qual era a minha obra?“… Cheguei a conclusão que a “minha obra” vai mudando á partir dos momentos que sinto que já atingi o que queria nesta etapa da vida… no meu presente… no agora! E á partir de então vou buscando novos caminhos… novos desafios… e começamos a  fazer novos “Projetos de vida”.

Sinto que eu encerrei mais um ciclo na minha vida… e passo agora com mais “maturidade”… a querer me “autoconhecer” com profundidade; “reavaliar” meu passado e “corrigir” alguns erros… e quero principalmente “envelhecer bem”… com uma “melhor qualidade de vida”.

Aproveitando que sempre gostaram muito do que eu escrevia resolvi me aventurar nesse sentido e confesso que gostaria agora de compartilhar com as outras pessoas o que venho refletindo e aprendendo sobre o que fazer para envelhecer bem e com saúde… iniciei então meu Blog.

Viver com simplicidade… me cuidar… e a minha paz de espírito é o que de mais importante posso fazer por mim de agora em diante… Com humildade, fé, gratidão, paciência, compreensão, gentileza e otimismo me parece uma excelente opção para iniciar esta nova etapa…  De uma coisa eu sei, não quero mais perder tempo com coisa que acho menos importante…

Quero aproveitar muito este tempo precioso que ganhamos nesta nova era! Sei que nunca pretendo me arrepender… lá no futuro de não ter feito algo pra mim e pelos meus…  conscientemente! Estou tendo a coragem de enfrentar esse novo desafio com dignidade e serenidade.

Nesta palestra minhas reflexões ficaram mais aguçadas… Cortella  provocou perguntando:

“… Quando é que eu e você deixamos de viver?” E continua….

“… Qual é a tua obra?”

Sugiro que assistam a esse vídeo de Mário Sérgio Cortella – “Se você não existisse, que falta faria?”.

Aqui descrevo algumas partes desta palestra de Cortella, com perguntas que não querem calar…

Fala: “… no livro do Apocalipse, capítulo 3, está escrito: “Porque não és nem quente nem frio ei de vomitar-te”. – Deus vomitará os mornos.

– Conhece gente “morna”? Gente que é mais ou menos, que não cheira e nem fede, morna no trabalho, morna na comunidade, gente que não tem compromisso, mais ou menos, mais ou menos compromissada, mais ou menos profissional, mais ou menos amigo, mais ou menos religioso, gente morna…

mario-sergio-cortella 3

“A vida é muito curta pra ser pequena” (Disraeli). Já basta que ela curta seja, para que consiga apequená-la de algum modo, acrescenta…

– “E quando é que eu e você … apequenamos a vida? ”.

Isso tudo me dá muito que pensar! Repensei minha vida…

Continua questionando “… Quando temos uma vida pequena, banal, fútil inútil, superficial… eu, Cortella, no dia que eu me for… eu vou querer ficar, e só tem um jeito de ficar: se eu fizer falta… e aqui repito a pergunta:

“Se você não existisse, que falta faria?”

O único jeito de não ser esquecido é se fizer falta, e para isso você precisa se tornar importante, não confunda importante com famoso, “uma enfermeira tirando as escaras de um doente de UTI, que nem sabe que está sendo cuidado, é absolutamente importante”…  e a importância você constrói onde se está, na família, no trabalho, quando uma pessoa te “importa” do verbo importar, para “dentro dela”.

Refletindo sobre tudo isso, mais uma vez me deparo com a busca em fazer o meu melhor, deixar de ser “fubá”… morna, e responder à pergunta acima de forma honesta:

“Se eu morresse hoje, que falta eu faria?

Eu faria falta, e você?”.

Que falta eu faria?… Como posso reverter isso?… Nunca tinha pensado sobre esta questão… Pensei muito!…

Continua e chama a nossa atenção que “… esta é uma pergunta que, mesmo inconscientemente, passa pela nossa cabeça todos os dias. Afinal, somos o único animal dotado da consciência da morte, ou seja, todos os animais morrem, mas somente o homem sabe que vai morrer”.

Buscando responder a esta pergunta, vivemos sonhando e construindo uma visão do nosso futuro, e é esta visão que nos move para fazer o que fazemos todos os dias. Essas visões partem dos objetivos e promessas que fazemos para nos aproximarmos mais desse futuro…

Uma coisa eu Cortella que aprendi na vida (e que tenho tentado passar em meus cursos e palestras) é que, para ter sucesso precisamos entender três variáveis que tem alto impacto nos resultados de nossos trabalhos. São elas:

  • a nossa competência para a tarefa que nos propomos a fazer;
  • a visibilidade do resultado do nosso trabalho;
  • o amor que aplicamos na tarefa que desempenhamos.

mario-sergio-cortella 2

No fundo, o nosso sucesso está ligado à “diferença que fazemos na vida das outras pessoas”. Existem os que fazem diferença positivamente, os que não fazem a menor diferença e os que fazem a diferença negativamente.

Portanto, a sustentabilidade da sua vida profissional é diretamente proporcional às repostas que as pessoas dão a uma simples pergunta (título do novo livro do Mário Sérgio Cortella)…  “Se você não existisse, que falta faria?”.

Propõe… pensem nisso!

A provocação maior no final era: “E o que estamos fazendo nesse período… entre nosso nascimento e a nossa futura e certa morte?”.

Sim, qual é a sua “obra”… a que estamos construindo?

Á partir destas reflexões devemos pensar em: “QUAL É A TUA OBRA”…  é aqui onde devemos saber definir bem o que é “essencial” e o que “fundamental “na vida.

Finaliza com uma frase:

“O mundo que vamos deixar para nossos filhos, depende dos filhos que estamos deixando nesse mundo”.

E você já pensou…     QUAL É A SUA OBRA?

Digo que a minha obra continua caminhando… com simplicidade… firme e forte!

Começando agora uma nova etapa, a minha nova obra…

Meu Blog… oterceiroato.wordpress.com

Será que eu faria falta?

Anúncios

15 comentários sobre “QUAL É A MINHA OBRA?

  1. Nunca pensei com profundidade sobre estas questões. Mas agora já estou começando a planejar várias coisas… Estou escolhendo com cuidado as minhas prioridades e seguindo em frente.
    Sou seu maior fã… minha esposa e companheira. Tenho acompanhado seu blog e estou muito orgulhoso! Estou gostando bastante. Sucesso! Parabéns!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Gosto muito das palestras do Mario Sergio Cortella, ás vezes coloco o vídeo para tocar e vou ouvindo enquanto arrumo a casa. Ou faço a minha mãe escutar também. É um cara muito sábio, mas acima de tudo humilde e bem humorado, o que faz com que suas mensagens sejam agradáveis demais.

    Bacana esse post Bia, abraços!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Muita boa descrição! Depois dessa não conseguiria não seguir esse blog hahaha’ provavelmente toda segunda e sexta estarei te fazendo uma visitinha aqui. Obrigada por deixar essa reflexão, veio como um gás pra mim. Abraços ❤

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s