Xiii… EU ENVELHECI!

“Viver é envelhecer, nada mais”. Simone de Beauvoir.

Quando li esta crônica me identifiquei completamente. Libertei-me! Sim… penso que envelheci e “eu sou agora, provavelmente pela primeira vez na vida, a pessoa que sempre quis ser”. Não mudaria simplesmente nada! Construiria a mesma história pra mim. E você? Mudaria alguma coisa?

De tudo que acontece em nossa vida, muitas vezes custamos a entender e aceitar alguns fatos… mas quando você vê mais à frente… é capaz de compreender tudo. Nada é por acaso. Leia:

Um dia desses uma jovem me perguntou como eu me sentia sobre ser velha. Levei um susto, porque eu não me vejo como uma velha. Ao notar minha reação, a garota ficou embaraçada, mas eu expliquei que era uma pergunta interessante, que pensaria a respeito e depois voltaria a falar com ela. Pensei e concluí: a velhice é um presente. Eu sou agora, provavelmente pela primeira vez na vida, a pessoa que sempre quis ser.

Oh, não meu corpo! Fico incrédula muitas vezes ao me examinar, ver as rugas, a flacidez da pele, os pneus rodeando o meu abdome, através das grossas lentes dos meus óculos, o traseiro rotundo e os seios já caídos. E constantemente examino essa pessoa velha que vive em meu espelho (e que se parece demais com minha mãe), mas não sofro muito com isso.

Não trocaria meus amigos surpreendentes, minha vida maravilhosa, e o carinho de minha família por menos cabelo branco , uma barriga mais lisa ou um bumbum mais durinho.

Enquanto fui envelhecendo, tornei-me mais condescendente comigo mesma, menos crítica das minhas atitudes. Tornei-me amiga de mim mesma. Não fico me censurando se quero comer um bolinho-de-chuva a mais, ou se tenho preguiça de arrumar minha cama, ou se compro um anãozinho de cimento que não necessito, mas que ficou tão lindo no meu jardim. Conquistei o direito de matar minhas vontades, de ser bagunceira, de ser extravagante.

Vi muitos amigos queridos deixarem este mundo cedo demais, antes de compreenderem a grande liberdade que vem com o envelhecimento. Quem vai me censurar se resolvo ficar lendo ou jogar paciência no computador até às 4 da manhã e depois só acordar ao meio-dia?

Dançarei ao som daqueles sucessos maravilhosos das décadas de 50, 60, 70 e se, de repente, chorar lembrando de alguma paixão daquela época, posso chorar mesmo!

Andarei pela praia em um maiô excessivamente esticado sobre um corpo decadente, e mergulharei nas ondas e darei pulinhos se quiser, apesar dos olhares penalizados dos outros. Eles, também, se conseguirem, envelhecerão.

Sei que ando esquecendo muita coisa, o que é bom para se poder perdoar. Mas, pensando bem, há muitos fatos na vida que merecem ser esquecidos. E das coisas importantes, eu me recordo freqüentemente. Certo, ao longo dos anos meu coração sofreu muito.

massa-muscular-depois-dos-50-viva_50-580x435

Como não sofrer se você perde um grande amor, ou quando uma criança sofre, ou quando um animal de estimação é atropelado por um carro? Mas corações partidos são os que nos dão a força, a compreensão e nos ensinam a compaixão. Um coração que nunca sofreu é imaculado e estéril e nunca conhecerá a alegria de ser forte, apesar de imperfeito.

Sou abençoada por ter vivido o suficiente para ver meu cabelo embranquecer e ainda querer tingi-los a meu bel prazer, e por ter os risos da juventude e da maturidade gravados para sempre em sulcos profundos em meu rosto. Muitos nunca riram, muitos morreram antes que seus cabelos pudessem ficar prateados.

Conforme envelhecemos, fica mais fácil ser positivo. E ligar menos para o que os outros pensam. Eu não me questiono mais. Conquistei o direito de estar errada e não ter que dar explicações.

Assim, respondendo à pergunta daquela jovem graciosa, posso afirmar: “Eu gosto de ser velha”. Libertei-me! (Autoria Desconhecida).

Anúncios

AS 10 CIDADES MAIS BARATAS PARA VIVER EM PORTUGAL.

“Temos de nos tornar na mudança que queremos ver”. Mahatma Gandh.

Acompanho Erick, da Eurodicas, já a algum tempo, sempre esta nos dando muitas dicas boas sobre como é morar em Portugal. Recomendo vocês visitarem o Blog dele.Como estou planejando minha mudança para 2020, pesquiso bastante . Leiam:

Quando estamos nos preparando para mudar de vida, decidimos mudar de cidade e, principalmente de país, temos que considerar o custo de vida daquele lugar. Portanto consideramos neste artigo 10 cidades mais baratas para viverem em Portugal. O custo de vida em Portugal é relativamente baixo, mas existem as cidades mais baratas para viver em Portugal, assim como existem as mais caras. Por isso, temos que levar isso em conta, na hora de escolher a cidade onde vamos morar, pois o custo de vida e a infraestrutura são muito importantes na hora da mudança.

Custo de vida em Portugal

Portugal é um dos países que tem o custo de vida mais baixo, mas também é um dos que tem o salário mínimo mais baixo. Atualmente (2018) o salário mínimo em Portugal é 580 euros. Porém, principalmente nas grandes cidades, é muito difícil viver somente com esse valor.

Se você já se sente preparado e decidido a morar em Portugal, veja o ebook como Morar em Portugal, (que eles montaram para ajudar) onde conta em mais de 300 páginas de conteúdo prático qual o passo a passo para transformar seu sonho de morar fora em um plano e executá-lo.

A Portugal 2

Vamos dar o exemplo do Porto: Nota: Média de valores para uma pessoa. Gastos dependerão do seu estilo de vida. Custo de vida media/ mensal no Porto:

Apartamento de 1 quarto – 400 euros

Alimentação (mercado) – 150 euros

Contas (água, luz, gás) – 50 euros

Internet + TV – 25 euros

Celular – 10 euros

Transporte – 30 euros

Total – 715 euros

Sem contar outros gastos como academia, animal de estimação, etc. Esse é o custo para uma pessoa viver sozinha no Porto, por isso muitas pessoas que mudam sozinhas para a cidade optam por alugar quartos (por volta dos 300 euros com as contas incluídas), dividindo casa com outras pessoas. Por isso que as pessoas procuram as cidades mais baratas para viver em Portugal.

Leia também: https://oterceiroato.com/2016/03/28/consulados-de-portugal-no-brasil/

Quanto é preciso para viver na cidade?

Existe uma pesquisa feita em 2017 que revelou que o valor mínimo adequado para uma pessoa receber em Portugal, para viver com dignidade é 783 euros.

Cidades mais baratas para viver em Portugal

Falar sobre as cidades mais baratas para viver em Portugal é um tema muito difícil e relativo, pois a cidade pode até ser barata, mas não garantir a infraestrutura que a pessoa precisa para viver. Por isso esse artigo tem apenas a intenção de dar a conhecer um pouco sobre algumas cidades e já vou avisando que vão faltar algumas na lista.

Leia também: https://oterceiroato.com/2016/03/07/conheca-as-5-melhores-cidades-de-portugal-para-morar/

Você quer saber quais são as cidades mais baratas para viver em Portugal? Então confira a lista que fizemos e veja qual mais te agrada.

Morar em Braga. Braga é uma cidade do norte de Portugal, e apesar de ser bastante turística, possui um custo de vida bem barato. A cidade é muito limpa e os transportes funcionam muito bem.

Custo de vida em Braga.

Para se ter ideia do custo de vida na cidade vou citar o valor do aluguel(em média) para termos uma noção. É possível alugar um apartamento de 2 quartos por mais ou menos 350 euros.

Comer em restaurantes na cidade, principalmente fora da zona turística, são bastante acessíveis (mesmo).

Outros aspectos importantes sobre morar em Braga

Possui uma Universidade de renome, oportunidades de trabalho principalmente nas áreas de tecnologia.

Na cidade há taxis e o Uber chegou há pouco tempo. Há estação de trem, shopping e está muito perto do Porto. Tenho amigos que moram em Braga e que não vêm desvantagens em morar lá.

Saiba mais sobre como é morar em Braga.

Morar em Viseu. É uma cidade situada no centro de Portugal, e para quem busca qualidade de vida, esse é o lugar certo. Viseu já entrou algumas vezes em rankings internacionais de cidades com melhor qualidade de vida.

Custo de vida em Viseu

Viver em Viseu não é muito caro. Um apartamento de 2 quartos custa por volta de 300 euros por mês, e as contas são mais baixas do que nas grandes capitais.

Outros aspectos importantes sobre morar em Viseu

É uma cidade moderna, com muitos espaços verdes, e com um centro histórico preservado. Com uma economia baseada em serviços e na indústria, esse é o melhor ramo para encontrar emprego. Os transportes públicos funcionam bem, porém, a cidade não tem trem, portanto as pessoas dependem de ônibus e carro.

Morar em Bragança. Uma cidade do extremo norte de Portugal, bem pertinho da Espanha, com um clima diferente do restante do país, bem mais frio no inverno, e com a primavera bem seca.

Custo de vida em Bragança

Bragança possui um baixo custo de vida, além de ser uma cidade bastante estudantil, o que torna o aluguel de quartos muito baratos. O aluguel de um apartamento de 2 quartos custa por volta de 280 euros. Além disso, restaurantes e contas básicas são bem mais baratos do que as dos grandes centros.

Outros aspectos importantes sobre morar em Bragança

Bragança já foi considerada uma das melhores cidades e também está entre as cidades mais baratas para viver em Portugal, pela sua segurança, qualidade de vida e baixo custo.

Uma cidade bem universitária, situada na região tão conhecida de trás-os-montes, possui um bom sistema de transporte, apesar de não ser muito grande e possui oportunidades de empregos mais na área comercial e vendas. Porém é muito fria no inverno e não tem trem. para ir para outros lugares, vai sempre depender de ônibus ou carro.

Morar em Guarda. Guarda é uma cidade no centro de Portugal, localizada perto da Serra da Estrela. É uma cidade implantada em uma região montanhosa, e tem registros de ocupação desde o período pré-histórico!

Custo de vida em Guarda.

Como uma das cidades mais baratas para viver em Portugal, oferece boa qualidade e um baixo custo de vida. É possível encontrar apartamentos de 2 quartos para alugar a 280 euros, restaurantes com comida boa e barata, contas de casa também abaixo da média das grandes capitais.

Outros aspectos importantes sobre morar em Guarda

Tem uma boa universidade , transportes públicos, estação de trem, shopping, e opções de lazer.

No inverno é muito fria e neva, e algumas casas podem não estar preparadas para esse frio todo, e podemos acabar gastando um pouco mais nas contas, com os aquecedores. Quando pesquisamos sobre empregos na Guarda na internet, as oportunidades que aparecem são mais no ramo de vendas e telemarketing.

Torres Vedras.

É uma cidade de praia e bem perto de Lisboa, possui uma boa qualidade de vida e já se destacou como um dos melhores lugares para viver em Portugal.

Custo de vida em Vedras

Viver em Torres Vedras é bem mais barato do que vivem em Lisboa e muitas pessoas que trabalham em Lisboa optam por vivem em Torres Vedras, pelo baixo custo de vida. Um apartamento de 2 quartos pode custar por volta de 300 euros por mês.

Outros aspectos importantes sobre morar em Torres Vedras

Existe um projeto de investimento na cidade, onde estão sendo realizadas obras de revitalização do centro histórico e outros projetos para melhorar a cidade e a vida de seus habitantes. Além disso é uma cidade com praias maravilhosas e perto de Lisboa, onde tem acesso melhor a oportunidades de trabalho.

Morar em Leiria. Essa cidade está no centro de Portugal, perto de termas com água medicinais, e belas praias, além de ter muita beleza natural e arquitetônica.

Custo de vida em Leiria.

O custo de vida das cidades mais baratas para viver em Portugal são comparados aos das grandes capitais, e claro, não aos das aldeias e vilas, e por isso, os das cidades que estamos citando são muito semelhantes. O aluguel de um apartamento de 2 quartos em Leiria ronda os 310 euros, e os demais custos estão mais ou menos equiparados à média nacional.

Outros aspectos importantes sobre morar em Leiria

Os transportes públicos funcionam muito bem, mas a cidade possui ciclovias, por isso é possível economizar e, de quebra, fazer um exercício físico. Além disso, Leiria foi considerada a terceira melhor cidade do centro de Portugal para se viver, de acordo com um estudo nacional realizado pela empresa Bloom Consulting.

De acordo com o site da câmara municipal de Leiria, a cidade registrou no último censo uma taxa de desemprego abaixo da média nacional. Ou seja, dentre as cidades mais baratas para viver em Portugal, Leiria parece ser uma excelente escolha, não acham?

Morar em Beja. Localizada na região do Alentejo, uma região que atrai muitos turistas. Tem um inverno mais suave, com temperaturas mais amenas, é uma região tranquila e muito segura. Vejam um artigo sobre morar no Alentejo.

Custo de vida em Beja

O custo de vida em Beja é bem menor do que nas outras cidades, porém encontrar casa não é uma tarefa muito fácil. Mas, é possível encontrar apartamentos de 3 quartos por 400 euros ou de 1 quarto por 250.

Outros aspectos importantes sobre morar em Beja

A cidade tem vindo a perder habitantes ao longo dos anos, mas agora existem multinacionais investindo na cidade e criando posto de trabalho, e além disso, existe muita terra para investir em agricultura, tornando interessante investir na região. Por conta desse investimento e criação de postos de trabalho, o investimento na infraestrutura da cidade tende a aumentar, melhorando ainda mais a qualidade de vida dos moradores.

Morar em Portimão. Uma cidade praiana, localizada na região do Algarve, também é um destino muito turístico em Portugal e uma das cidades mais baratas para viver em Portugal.

Custo de vida em Portimão.

Para alugar um apartamento de 2 quartos em Portimão, você irá gastar no mínimo 450 euros. É mais caro que as outras, mas é uma cidade maior.

Para quem quer morar no Algarve, uma alternativa ao custo mais alto dos aluguéis, é morar um pouco mais afastado da cidade e da praia, onde o custo dos aluguéis diminui.

Outros aspectos importantes sobre morar em Portimão

Na época do verão, a cidade fica cheia de turistas, cheia mesmo. Mas isso por um lado é bom, pois surgem diversos empregos temporários e dá para fazer uma grana extra. Além disso, com o crescimento do turismo, as cadeias de hotéis sempre aumentam o número de funcionários a contratar e esse ano as contratações já começaram.

A cidade ainda conta com linhas de ônibus que funcionam muito bem e percorrem toda a cidade, facilitando o deslocamento.

Morar em Évora. Também localizada no Alentejo, é muito procurada pelos turistas principalmente pela sua gastronomia e vinhos.

Custo de vida em Évora

Apesar de ser uma cidade muito turística, Évora é também uma cidade universitária, por isso o custo de vida acaba por não ser muito alto. É possível encontrar apartamentos de 2 quartos para alugar por aproximadamente 400 euros, principalmente se for mais afastado da zona turística/histórica.

Outros aspectos importantes sobre morar em Évora

A cidade recebe muitos turistas, por isso existe um cuidado maior em manter o centro histórico preservado. É possível ir a qualquer lugar caminhando. O lado bom de caminhar é admirar as belezas que a arquitetura da cidade “esconde”. Por receber muitos turistas, as ofertas de empregos estão mais ligadas à hotelaria e bares/restaurantes.

Morar em Faro. Mais uma cidade do Algarve, possui praias, é a porta de entrada dos turistas, por causa do aeroporto. Faro ainda conta com a Universidade do Algarve, muito requisitada.

Custo de vida em Faro.

Na região do Algarve os aluguéis são mais caros, mas resolvemos colocar duas cidades algarvias no artigo de cidades mais baratas para viver em Portugal (fugindo um pouquinho ao objetivo do artigo), pois não queríamos excluir essa região. Para alugar um apartamento de 2 quartos em Faro, por exemplo, você deverá pagar pelo menos uns 450 euros.

Outros aspectos importantes sobre morar em Faro

Faro é uma cidade turística e a porta de entrada dos turistas no Algarve. Por isso, possui muitas opções de restaurantes e lazer, rede de transportes que funciona bem, além de ser possível fazer muitas coisas caminhando ou de bicicleta.

A qualidade de vida é muito boa e tem a vantagem de não ter um inverno tão rigoroso quanto no norte de Portugal. As oportunidades de emprego estarão mais ligadas à área do turismo (hotelaria, restaurantes, bares, agências de turismo).

Veja mais sobre como é morar em Faro. https://oterceiroato.com/2016/04/03/algarve-eleita-o-melhor-lugar-para-os-aposentados-morar/

Cidades pequena mas vizinhas das grandes cidades.

Se você prefere ficar nos grandes centros em Portugal e arrumar um emprego em uma cidade grande, mas quer e/ou até precisa economizar, a dica é procurar as cidades vizinhas às cidades grandes.

Um exemplo de cidades vizinhas do Porto é: Rio Tinto, Ermesinde, Águas Santas, Maia, Vila Nova de Gaia. O custo de vida será mais baixo e elas estão praticamente dentro da cidade do Porto.

Funchal também vale a pena! Gostaria de falar somente sobre 10 cidades, mas não posso deixar de citar o Funchal, e as cidades ao redor.

Sempre que encontro alguém que mora na Madeira, pergunto como é morar lá (ainda nem tive a oportunidade de conhece, mas quero muito!) e sempre falam muito bem da Ilha e da qualidade de vida, do clima, das paisagens, enfim, acho que vale a pena você fazer uma pesquisa sobre o Funchal e ver se é uma cidade que se encaixa nos seus objetivos de vida.

Existem muitas outras cidades mais baratas para viver em Portugal

E tão interessantes quanto estas que citei. Portugal é um país pequeno mas com muito a se explorar.

Se formos escrever sobre todas as cidades, teríamos que escrever um livro, por isso, não fiquem tristes se uma das suas cidades favoritas ficou de fora da nossa lista, continue percorrendo o nosso site que com certeza você irá encontra-la em outras listas. Você também pode ver uma lista com 10 cidades pequenas de Portugal para morar.

Agora que você conheceu algumas ótimas cidades viver, descubra como morar em Portugal. Leia também:

https://oterceiroato.com/2017/12/01/aposentado-em-portugal/

https://oterceiroato.com/2017/09/22/documentos-para-morar-em-portugal/

https://oterceiroato.com/2016/06/27/morar-em-portugal-visto-d7-duvidas-comuns-e-respostas/

Fonte: https://www.eurodicas.com.br/cidades-mais-baratas-para-viver-em-portugal/?utm_medium=social&utm_source=facebook&utm_campaign=page

PONTO G – SAIBA ONDE ELE FICA E COMO ESTIMULÁ-LO.

mulher-pernas-673x1024

“Amor é prosa, sexo é poesia”. Arnaldo Jabor

Hoje é Dia dos Namorados, nada melhor do que tirar algumas dúvidas comuns… bom para todos nós, né? Gostei muito do que Bianca F. Herbe (Fisioterapeuta Pélvica e Sexóloga) nos explica sobre o Ponto G.

Afinal??? Existe ou não o existe o Ponto G da mulher? Onde está localizado? E se existe, como estimula-la? Acredito que este post vai ajudar muito principalmente as mulheres… Interessante, vale a pena ler o que ela diz:

Anatomicamente, ou seja, como um órgão, o Ponto G não existe. Não é um órgão, que está lá esperando para ser estimulado. Não é como um dedo, uma mão, uma orelha, ou um nariz. Nenhum estudo no mundo conseguiu encontrar o Ponto G na mulher sem ela estar previamente excitada.  O Ponto G fica oculto e só aparece após a mulher receber estímulos no corpo inteiro e estar previamente excitada.

Isto quer dizer que quando a mulher recebe estímulos no seu corpo, e identifica estes estímulos como agradáveis, o seu organismo começa a mudar e alterações no seu corpo podem ser notadas. Pois é…

O que isto significa? Que o ponto G aparece quando a mulher fica excitada e pode ser encontrado?

Confie em mim, ela diz… toda mulher possui o ponto G. Ele está lá, só que as vezes são difíceis de perceber! Algumas mulheres têm grandes pontos G que estão bem perto da abertura vaginal e outras têm o seu ponto G um pouco mais escondido. A falta de nos tocarmos e de conhecimento do nosso próprio corpo… frutos da nossa geração reprimida e dos preconceitos nele envolvidos… levam muitas mulheres a não se descobrirem sexualmente. Nunca é tarde para isso, acreditem…

Ao longo destes anos já encontrei várias mulheres que estão convencidas de que simplesmente não possuem o seu ponto do prazer. Mas eu garanto, ele está lá. Grande, suculento e difícil de perder, uma vez que você saiba o que está procurando. Tenha certeza de que você pode tentar encontra-lo… Muitas mulheres da terceira idade por tabus e ou preconceitos, sequer conhecem seu corpo, seus desejos e sensações… esta descoberta começa por ela mesma. Sim a maioria das mulheres da minha geração, teve a sexualidade reprimida durante toda a vida… até que por curiosidade ou de mudanças em seu pensamento começam a mudar isso. E estão mudando. Quem se conhece desfruta de uma vida sexual plena.

Pesquisando encontrei muitas coisas interessante (conheça as dicas de Cátia Damasceno, especialista em sexualidade feminina, uroginecologia e idealizadora do Programa Mulheres Bem Resolvidas) que você precisa saber:

1 – Como encontrar o ponto G.

A melhor maneira de encontrar seu ponto G é através do toque, da excitação, e saber o que sentir. A melhor maneira de localizá-lo é quando a mulher está excitada. Porque há um tecido erétil no ponto e é mais visível e mais fácil de achar quando ele está excitado e cheio.

estimular-ponto-g.png

O homem pode realmente ver o ponto G quando a mulher empurra para fora, porque está muito perto da abertura vaginal. Ele verá um montículo emergir do topo da abertura vaginal. Se seu ponto G for mais profundo, ele pode não ser capaz de vê-lo, mas cerca de 70% das mulheres têm seus pontos bem próximos da entrada vaginal e, portanto, podem ser empurrados para fora e tornar ele visível.

2 – O ponto G é o coração da vagina.

Essa vai para os homens: Prepare-se para a possibilidade de uma resposta emocional dela quando você começa a estimular o ponto G dela. Esse é um lugar que mantém grande emoção. Como o ponto G é rodeado por músculos e embalado com terminações nervosas, pode ser um vórtice de emoções profundas.

Se ela sentir uma onda de energia emocional quando você está estimulando o seu ponto ou durante um orgasmo, incentive ela a não segurar, reprimir ou se fechar por causa do medo. Essas emoções precisam surgir e serem externadas. Diga que você está dando a missão para ela se expressar plenamente.

Permita que ela sinta o que tiver que sentir e simplesmente esteja presente e aproveite com ela. Você nem precisa falar muito.

3 – Diferentes maneiras de estimular o ponto G.

Algumas advertências ao revelar estas informações é que você deve encontrar o que funciona de forma exclusiva para cada mulher que você esteja se relacionando. Quando se trata do ponto G, conhecer todas as suas partes mais sensíveis são fundamentais.

Existem muitas maneiras diferentes de estimular o ponto G. Aqui estão algumas delas:

  • Manualmente com seus dedos lentamente;
  • Brinquedos sexuais são ótimos para autoconhecimento;
  • Dildos, existem grande variedades;
  • Anéis no pênis do homem, entre outros.

Toda mulher terá suas preferências. É seu trabalho criar um refúgio onde ela se sentirá confortável explorando com você o que ela mais gosta. Vá lentamente e crie uma parceria para o prazer onde você pode encontrar técnicas excitantes que lhe permitem liberar seus belos sentimentos. Experimente!

4 – Como melhorar o sexo em geral?

Na maioria das vezes, as mulheres não estão recebendo o que querem na cama com seu parceiro porque simplesmente não se dão permissão para se expressar e outras, simplesmente, não sabem como. A linguagem da vagina pode ser complicada, mas é provável que se o seu parceiro não seja um leitor mental ou não tenha uma bola de cristal, ele pode não conseguir se comunicar sozinho com ela.

A linguagem sexual da mulher pode ser exigente, particular, temperamental, tímida ou espontânea. Por isso, para melhorar o sexo em geral o casal precisa se comunicar, perguntando repetidamente o que o outro precisa, isso abrirá os caminhos para seu prazer e você vai se sincronizar com suas necessidades muito mais prontamente e com facilidade. Isso não tem que ser adivinhação.

Leia também: https://oterceiroato.com/2018/01/24/9-artificios-que-tornam-o-sexo-possivel-e-mais-gostoso-na-3a-idade/

Velhos-sexo

5 – Como aumentar a excitação.

Conheça o Orgasm Turbo Pack é a melhor combinação no mercado para aumentar o desejo sexual feminino (vai trazer uma grande melhora na sua performance sexual). Ele combina o que há de melhor no Virectil Turbo Mulher com o Orgasm Gel. Juntos vão promover o aumento na libido, orgasmos mais intensos e satisfatórios. Esse efeito é visto claramente em poucos minutos, pois ele tem ação rápido.

O Virectil Turbo Mulher é um afrodisíaco extremamente potente e eficaz, sendo 100% natural. Ele tem sido um sucesso entre as mulheres de vários lugares do mundo. Esse suplemento tem ação rápida, permitindo que o desejo sexual feminino aumente rapidamente. Virectil Turbo Mulher também melhora o humor e a vontade de fazer sexo. Além de aumentar o fluxo do sangue na região genital, pois isso faz com que a sensibilidade do clitóris aumente.

Feliz Dia dos Namorados para todos vocês.

Leia também:

https://oterceiroato.com/2015/10/17/viagra-feminino-promete-ser-lancado-a-partir-de-outubro-nos-eua-e-no-brasil/

https://oterceiroato.com/2016/05/06/nove-razoes-para-o-sexo-ser-melhor-depois-dos-50-anos/

https://oterceiroato.com/2018/02/28/depois-dos-60-anos-nao-se-faz-sexo-pelo-prazer-do-momento-e-muito-mais/

Fonte: Bianca F. Herbe – Fisioterapeuta Pélvica e Sexóloga e  Marlon Mattedi – Psicólogo Terapeuta Sexual e Especialista em Sexualidade Humana

VACINAS QUE VOCÊ PRECISA TOMAR, SE JÁ CHEGOU AOS 60 ANOS.

idoso-tomando-vacina-1526417204565_v2_900x506“Ainda não se descobriu vacina contra os males de alma produzidas pelo amor” Carlos Drumound de Andrade.

Tem muitas pessoas depois dos 60, que acredita que a única vacina que temos que tomar anualmente, é a contra gripe. Engano comum… é bom saber que temos outras vacinas importantes, que não devem ser esquecidas.

Se queremos ter um envelhecimento mais saudável e protegidas de outras doenças a vacina é uma das melhores maneiras que temos de nos cuidar. Entre elas está vacinas, contra herpes zóster, pneumonia e hepatite B. Interessante este artigo de Choé Pinheiro (Uol) que estou compartilhando com vocês agora, serve como um alerta.  Leia o artigo:

A campanha nacional de vacinação contra a influenza, agente causador da gripe, vai (aproximadamente) até 1º de junho. E os idosos estão entre os grupos indicados, já que, nesse período da vida, o risco de complicações provocadas pelo vírus, como pneumonia e até infartos, é maior. Isso ocorre não só com a gripe, aliás, mas com outras infecções evitáveis com as vacinas específicas para a terceira idade, que são consideradas aliadas do envelhecimento saudável.

Elas protegem o organismo em uma fase em que a saúde costuma estar mais abalada. “Na terceira idade, doenças crônicas, como o diabetes e hipertensão, são mais comuns, e as infecções podem descompensar esses quadros”, comenta Dra. Maísa Kairalla, presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, de São Paulo.

Veja, abaixo, quais são as vacinas indicadas para quem tem mais de 60 anos e como elas devem ser tomadas:

1) GRIPE – A vacina deve ser repetida anualmente porque o vírus sofre mutações constantes. “Ela é feita para proteger contra os tipos de influenza que estão circulando mais naquele ano”, explica Francisco Ivanildo de Oliveira Junior, infectologista membro da diretoria da Sociedade Paulista de Infectologia.

Quem bate o martelo é a Organização Mundial de Saúde, que obtém as informações de serviços de saúde espalhados pelo mundo, recolhidas de indivíduos, infectados nos meses anteriores à estação da gripe: o outono/inverno. A partir daí, são produzidos dois tipos: uma para o hemisfério sul e outra para o hemisfério norte. E, apesar do que se diz por aí, tomar essa injeção não dá gripe. “Ela é feita com fragmentos do vírus morto, então não há essa possibilidade”, esclarece Junior. O que pode ocorrer é o idoso ficar gripado apesar de ter sido vacinado, já que ela demora alguns dias para fazer efeito, ou ter pego algum outro tipo de influenza que não está incluso na campanha do ano.

Ela estará disponível no Sistema Público de Saúde a partir da segunda quinzena de abril , em data ainda a ser confirmada (mas atrasou um pouquinho). Há ainda uma versão que protege contra quatro tipos, ao invés da trivalente da rede pública, disponível nas clínicas particulares.

2)PNEUMONIA – Apesar de não garantir que a pessoa não pegará pneumonia, a vacina evita a infecção por parte da família do pneumococo, grupo de bactérias que são as principais causadoras da doença que inflama os pulmões.

A campanha nacional de vacinação contra a influenza, agente causador da gripe, vai aproximadamente até 1º de junho. Nos idosos, o quadro pode significar risco elevado de morte. “É neles o maior risco de ser internado e desenvolver doenças mais graves por conta da pneumonia, como problemas cardíacos, insuficiência respiratória e até derrames”, comenta Roberto Dischinger Miranda, cardiologista chefe do Serviço de Cardiologia da Geriatria da Escola Paulista de Medicina da Unifesp e diretor do Instituto Longevità.

A relação aqui é semelhante à da gripe. O corpo todo sofre com a doença: mais substâncias inflamatórias circulam, a desidratação aparece por conta da febre, organismo debilitado… Assim, se forma um ambiente perfeito para encrencas mais graves.

A vacina está disponível em duas versões: a do SUS, que barra contra 23 cepas comuns do pneumococos, e há ainda a da rede particular, que evita 13 tipos. “A diferença está na composição, a vacina 13 induz uma proteção um pouco mais duradoura, tanto que não precisa da dose de reforço cinco anos depois, que deve ser feita na 23”, explica Junior.

3) HERPES ZÓSTER – É o mesmo vírus da catapora, o varicela-zóster, mas aqui ele volta para causar a doença também conhecida como “cobreiro”. Mais comum acima dos 50 anos, ela provoca não só manchas em formato de faixa do corpo mas dores lancinantes, que frequentemente persistem por anos depois que a infecção regrediu. Complicações menos frequentes incluem a encefalite, uma inflamação no cérebro, e comprometimento da visão, quando o vírus atinge a face.

A vacina da catapora tomada na infância protege pela vida toda. É possível que essa vacina também previna episódios de herpes-zóster. No entanto, tal hipótese demanda tempo para ser comprovada, uma vez que a vacina é relativamente recente. Nesse caso, os idosos podem tomar uma específica para o zóster. O produto, que chegou ao Brasil no ano passado, custa cerca de 500 reais a dose e não está disponível na rede pública.

Mesmo quem já teve contato com o vírus — estima-se que 95% da população se encaixe aqui — se beneficia do imunizante. “Ele fica latente por décadas, esperando quedas na imunidade para se manifestar como hérpes-zoster”, explica Maísa.  A vacina diminui o risco de complicações como a dor crônica, que compromete a qualidade de vida das pessoas e exige o uso medicações fortes por um tempo prolongado.

Indivíduos imunodeprimidos, como os que tomam medicamentos que interferem na imunidade ou que estão fazendo quimioterapia, devem conversar com seus médicos antes de procurar a vacina.

vacina-adulto.jpg

4) FEBRE AMARELA – Alvo de muita discussão, pois o idoso tem mais chance de desenvolver uma espécie de febre amarela adquirida pela vacina, que é feita com o vírus atenuado, embora mesmo nesse público ela seja rara. A recomendação dos especialistas ouvidos nesta reportagem é calcular o possível benefício da vacinação versus o perigo real da complicação, que atinge uma entre 400 mil pessoas que receberam a dose.

“Ele tem mais risco, mas esse risco não é proibitivo, principalmente se o idoso não tem um grande comprometimento do sistema imune e vive ou vai para áreas de risco”, aponta Miranda, que diz recomendar a imunização à maioria de seus pacientes. Agora, se a pessoa acima de 60 anos mora em um bairro distante ou em uma cidade que ainda não teve casos da doença e tem doenças crônicas associadas, vale avaliar com o médico.

Um boato que circula e é totalmente infundado é o de que as doses fracionadas, distribuídas na campanha do governo para alcançar mais gente, provocariam mais reações. “Isso não faz sentido nenhum, uma vez que a carga viral é menor nessa versão”, elucida Junior.

5) DUPLA BACTERIANA DO TIPO ADULTO – Disponível na rede pública para os idosos, age contra difteria e tétano. Há ainda a tríplice bacteriana do adulto, encontrada na rede privada, que inclui ainda a coqueluche. Elas já são tomadas na infância, mas com os anos a proteção diminui, então o risco da infecção surge novamente, ainda mais na terceira idade, quando a imunidade sofre uma queda natural.

Apesar da coqueluche não ser tão comum no no idoso, recomendamos que ele tome a tríplice na rede privada caso tenha condições, especialmente se tem contato com as populações de alto risco, como as crianças menores de seis anos”, orienta Junior.

6) HEPATITE B – A doença é transmitida via relações sexuais ou sangue contaminado, que pode estar, por exemplo, em um material não esterilizado na manicure ou no reaproveitamento de agulhas utilizadas por outras pessoas. Apesar causar sintomas agudos em menos de 30% dos infectados, o risco da doença se cronificar no idoso é alto.

A longo prazo, a presença da doença no organismo pode provocar cirrose e está associada até a tumores no fígado”, diz Junior. Devem tomar a a vacina, disponível no SUS, pessoas acima dos 60 anos que não tenham sido imunizadas anteriormente.

vacinas-para-idosos-1016-_1400x544.pngColaborou neste artigo: Renata Scilla, médica especialista em geriatria pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia….

https://vivabem.uol.com.br/noticias/redacao/2018/05/17/saiba-quais-sao-as-vacinas-que-devem-ser-tomadas-na-terceira-idade.htm

O QUE É ENVELHECER PARA VOCÊ?

“Quando se passa dos sessenta, são poucas as coisas que nos parecem absurdas.” Alberto Camus. 

Este texto me chamou a atenção, ele ficou em quinto lugar em um concurso organizado por um site com o tema “O que é envelhecer para você?”. No caso desse que você vai ler agora, o que chama a atenção é que a autora deste texto, Ada Pedreira Silva, de Salvador – Bahia, tem apenas 34 anos de vida. Sensacional isso!

Para ela, “começamos a envelhecer quando percebemos que o tempo não espera, que os anos passam depressa e os dias passam como passavam as horas quando éramos crianças!”… Ah! se eu tivesse esta visão dimensionada sobre envelhecer na idade dela, na idade dela, teria aproveitado melhor algumas poucas coisas… rsrsrs. Não que não tenha feito muitas coisas, pelo contrário, sou da turma dos que não querem chegar no momento final e dizer “se eu tivesse mais tempo…”.

O meu tempo é hoje aqui e agora. Desperdiçar isso seria luxo ou idiotice minha! Temos que viver plenamente, mas com responsabilidade… estar sempre em paz, de espírito leve… e de bem conosco mesmo … com a vida mesmo. Mas, teria visto mais amanheceres (já que sou dorminhoca) e apreciado mais entardeceres… com lindo pôr de sol em montanhas, nas alturas… Leiam:

Sou fisioterapeuta e uma vez estava no trabalho atendendo um adolescente e fiz uma pergunta rotineira acerca de traumas anteriores, indagando se ele já havia fraturado alguma parte do corpo ou feito algum tipo de cirurgia. O adolescente me respondeu que sim, mas tinha “muuuuuuuito tempo! Uns oito meses, doutora…”

A partir daquela resposta, percebi que aos 25 anos já estava envelhecendo! Isto, pois o tempo não passava para mim como passava para aquela criança-adolescente, para mim oito meses era um tempo recente, assim como um ou dois anos passados. E, a partir daí, modifiquei a pergunta na consulta para: “Tem muito ou pouco tempo que já realizou cirurgias ou teve alguma fratura?”

Com as respostas que obtive, percebi que a forma de sentir o tempo é um marco referencial, pois quanto mais idade a pessoa tem mais longo é o tempo chamado presente e vice-versa! Assim, envelhecer é um estado natural de qualquer ser, mas para nós seres humanos, seres racionais e emocionais, o processo fisiológico de envelhecimento só é percebido quando nos damos conta do tempo!

Começamos a envelhecer quando percebemos que o tempo não espera, que os anos passam depressa e os dias passam como passavam as horas quando éramos crianças!

Começamos a envelhecer quando, pelos dias passarem tão depressa, não conseguimos fazer tudo o que queremos no mês, no ano, muitas vezes numa década ou por toda a vida…

Começamos a envelhecer quando percebemos que existe um tempo para trás, e que nele ficam coisas, e pessoas, importantes e que não vêm com a gente para o tempo presente e futuro.

Começamos a envelhecer quando percebemos que o tempo passou tão depressa que não sentimos as estações mudarem, as crianças crescerem, os amigos amadurecerem e até irem embora…

Começamos a envelhecer na primeira perda de um ente querido e ao sentirmos saudades do que nunca vivemos. Crianças e jovens não têm sentimento de perda, de saudosismo, de frustração. São plenas. E a certeza do envelhecimento acontece quando o tempo do pensamento se torna diferente do tempo dos comandos do corpo. Queremos caminhar mais pelas ruas ou numa viagem, dançar mais rápido ou por mais tempo, mas o corpo não permite… Envelhecemos então.

Hoje, quase dez anos depois de minha constatação, luto para prolongar o começar a envelhecer: me movimento mais, me alimento melhor, respiro melhor e, principalmente, não perco o meu valioso TEMPO com o que não vale a pena.

O tempo é o meu bem mais precioso que nenhum dinheiro pode comprar. Valorizo o tempo com minha família, meus amigos, meu trabalho, meu lazer, meu descanso. Busco distribuí-los de maneira sábia, pois temos que ser tudo ao mesmo tempo. Como já disse um grande poeta: “O tempo não pára!”. E o tempo não vai esperar eu ser este mês esposa, mês que vem profissional e ano que vem mãe, ou daqui a dois anos amiga. Somos tudo ao mesmo t-e-m-p-o!

Como já disse, o envelhecer é um estado natural do ser humano, mas como administramos o nosso tempo na nossa trajetória de vida nos torna mais cedo ou um pouco mais tarde velhos.

Já existem velhos de 30 anos como existem jovens de 70 anos! Ser velho com 30 ou jovem com 70 é escolha de vida. E, tudo bem se alguém questionar que o de 70 também é velho, principalmente fisicamente, mas a vital diferença é que este é um velho pleno. Aprendeu, assim como uma criança, a não brigar com o tempo, e sim a vivê-lo! Bom sobre os quatro primeiros lugares ficaram com homens e mulheres que já passaram dos 55 anos. Ou seja, escreveram com base em sua experiência pessoal. O que também são bem interessantes.

Gostaram? E vocês o que pensam sobre isso?

Me diga… O que é envelhecer pra você?

ENVELHECER!!! É ÚNICO…

“Envelhecer é o único meio de viver muito tempo”. Alberto Camus. 

Enquanto vamos envelhecendo… andamos mais devagar e continuamos construindo novas histórias. Histórias estas cheias de vida e emoções, prefiro assim. Quem me conhece diz que eu teria que escrever um livro… tenho tantas “histórias com momentos” tão engraçados (já que sou a pessoa mais atrapalhada e alegre da família)… que às vezes acho que eles têm razão, mas preferi fazer um Blog rsrsrs. Um dia destes começo a contar algumas pra vocês, algumas experiências de vida já contei ok.

E vocês, me contem o que pensam sobre o envelhecer? Gostei muito desta crônica de Albert Campos que nos diz nesta crônica, sobre envelhecer, leiam:

A idade madura é aquela na qual ainda se é jovem, porém com muito mais esforço.

O que mais me atormenta em relação às tolices de minha juventude, não é havê-las cometido…é sim não poder voltar a cometê-las. Envelhecer é passar da paixão para a compaixão.

Muitas pessoas não chegam aos oitenta porque perdem muito tempo tentando ficar nos quarenta.

Aos vinte anos reina o desejo, aos trinta reina a razão, aos quarenta o juízo.

O que não é belo aos vinte, forte aos trinta, rico aos quarenta, nem sábio aos cinquenta, nunca será nem belo, nem forte, nem rico, nem sábio…

Quando se passa dos sessenta, são poucas as coisas que nos parecem absurdas.

Os jovens pensam que os velhos são bobos; os velhos sabem que os jovens o são.

A maturidade do homem é voltar a encontrar a serenidade como aquela que se usufruía quando se era menino.

Mais-velha

Nada passa mais depressa que os anos. Quando era jovem dizia:…”verás quando tiver cinqüenta anos”. Tenho cinqüenta anos e não estou vendo nada.

Nos olhos dos jovens arde a chama, nos olhos dos velhos brilha a luz. A iniciativa da juventude vale tanto a experiência dos velhos. Sempre há um menino em todos os homens.

A cada idade lhe cai bem uma conduta diferente.

Os jovens andam em grupo, os adultos em pares e os velhos andam sós. Feliz é quem foi jovem em sua juventude e feliz é quem foi sábio em sua velhice.

Todos desejamos chegar à velhice e todos negamos que tenhamos chegado.

Não entendo isso dos anos: …”que, todavia, é bom vivê-los, mas não tê-los.”

Muito bom esta crônica, não acham?

 

AIDS… VEM AUMENTANDO O NÚMERO DE CASOS EM MULHERES COM MAIS DE 50 ANOS NO BRASIL.

Sexo-terceira-idade“Precisamos discutir que as mulheres de 50 anos (e mais) estão ocupando mais espaços, estão empoderadas. Mas, paradoxalmente, elas não têm comando sobre a sua vida sexual. Além disso, precisamos discutir as vulnerabilidades acrescidas de alguns grupos, como o das mulheres negras pobres.” Georgiana Braga-Orillard

Sim elas conhecem varias formas de evitar a contaminação da doença, mas ainda assim há muita resistência em relação aos métodos da camisinha masculina e a feminina… Esta geração sempre usaram a pílula anticoncepcional e bastou.  A falta de proteção não aumenta apenas os riscos de se contrair o HIV, mas das doenças sexualmente transmissíveis, como a sífilis também… Precisamos mudar urgente esta situação. Leiam o que este artigo fala sobre “um estudo do aumento do número de casos de AIDS nesta faixa etária nas mulheres”, muito interessante.Collage of an elderly couple sharing good moments together on aNão têm a cultura de usar a camisinha! Sem o risco de engravidarem, muitas optam hoje ainda por não usar preservativo durante a relação sexual e acabam infectadas por HIV. Ou acabam cedendo aos parceiros por acreditar que estão menos expostas ao risco simplesmente porque reduziram sua atividade sexual. Engano!

Entre 2004 e 2013, três grupos etários de mulheres registraram aumento de detecção de Aids no Brasil: adolescentes, de 15 a 19 anos, com crescimento de 10,5%; mulheres de 55 a 59 anos, com 24,8%; e, acima de 60 anos, a maior taxa no período, de 40,4%. Nas demais faixas etárias, houve queda ou estabilidade. Os números são oficiais e constam do Boletim Epidemiológico HIV-Aids, de 2014.

Só em 2014, foram 13,7 detectadas com Aids para cada 100 mil mulheres. Entre as de 50 a 54 anos, o número foi bem maior: de 20,4. Entre as que têm de 55 a 59 anos, ficou em 18,1, também acima da média nacional. Apenas entre as que têm 60 anos ou mais, a taxa foi menor, de 6,7 por 100 mil. Absurdo que poderia ser evitado.

Dra. Valéria Gomes do Hospital do Fundão: “Raramente tínhamos pacientes com HIV/Aids nessa faixa de idade. Mas, de dez anos para cá, esse quadro mudou. / Fotos: Ana Lúcia Araújo

“A geração com mais de 50 anos não tem o hábito de usar o preservativo. Elas viveram uma fase em que a pílula anticoncepcional era largamente usada e, por isso, acreditavam já ter proteção suficiente para evitar a gravidez. Não tinham preocupação com as doenças sexualmente transmissíveis nem da AIDS. Além disso, são de um tempo em que não havia educação sexual nas escolas”, afirma Valéria Ribeiro Gomes, médica infectologista do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (da UFRJ, na Ilha do Fundão) e professora de infectologia do Hospital Universitário Pedro Ernesto, da Uerj.

“Às vezes, as pessoas pensam que, por serem mais velhas, têm menos chance de se infectar. Precisamos insistir que HIV/Aids não tem cara. É preciso se “prevenir”, resume Luiz Fernando Cabral Passoni, médico do Serviço de Doenças Infecto-Parasitárias (DIP) do Hospital Federal dos Servidores do Estado (HFSE) e do Instituto Estadual de Infectologia São Sebastião.

“A sexualidade das mulheres mais velhas ainda é tabu e, por isso, elas têm vergonha de negociar o uso do preservativo com seus parceiros. Elas precisam ter instrumentos e incentivo para cuidar melhor da sua sexualidade”, afirma Georgiana Braga-Orillard, diretora do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids) Brasil. Ela destaca ainda que tem havido aumento do número de testagens no país, o que, indiretamente, também produz um número maior de diagnósticos. Veja aqui a lista de Centros de Testagem Anônima no Rio.

levantar-peso

“Existe uma falsa ideia de que se a pessoa é mais velha ela tem menos risco  e está mais protegida”, diz a diretora da Unaids, lembrando que o Brasil, nos últimos anos, tem investido mais em acesso a medicamentos e testagens, mas precisa avançar nas políticas de prevenção. Georgiana Braga-Orillard, Unaids.

“As políticas não são voltadas para esse público e hoje sabemos que a mulher de 50 tem uma vida sexual ativa. Há um número maior de mulheres de mais idade em novas relações, como por exemplo as divorciadas, e, por isso, é preciso negociar o uso do preservativo”, afirma Georgiana Braga-Orillard.

É necessário mudarmos esta realidade urgente. O que você acha disso?

Se você quiser saber mais veja: http://mulheres50mais.com.br/aids-cresce-entre-mulheres-acima-de-50/

ENTÃO, VOCÊ VAI SER MÃE…

IMG_0860“A mãe compreende até o que os filhos não dizem”. Textos Judaicos

Quando li esta crônica, lembrei de tudo que já tinha vivido como mãe. Perfeito os sentimentos aqui descritos, cheios de muita sensibilidade. Hoje no “Dia das Mãe“… e com a gravidez de minhas duas filhas… e com minha nora já mamãe, e tantas outras de nós… sinto que como num bate papo, posso aqui compartilhar todos os sentimentos envolvidos neste momento maravilhoso da mulher… Hora de angústias, hora de uma explosão imensa de amor… ansiedades gerais que nos inundam neste período… ser mãe é a melhor coisa do mundo, não tenham dúvidas Tudo se transforma!

Acontece uma grande transformação “no momento em que uma criança nasce… a mãe também nasce. Ela nunca existiu antes. A mulher existia, mas a mãe, nunca. Uma mãe é algo absolutamente novo” (Osho).  Penso que “Ser Mãe é assumir de Deus o dom da criação, da doação e do amor incondicional. Ser mãe é encarnar a divindade na Terra” (Barbosa Filho).

Saibam que o tempo passa e muito rápido. E não nos damos conta (em muito momentos)… portanto aproveitem bastante cada momento com seus filhos, desde pequenos… Construam uma relação com muito afeto e compreensão, cheia de cumplicidade, confiança e amor… será a base de ambos, pelo resto da vida… Laços profundo de amor e cumplicidade! Depois só relembramos com muita saudade, principalmente de quando nossos filhos eram pequenos… e de como esta sensação nunca termina. Correria e tantas coisas pra fazer… fazem este tempo voar.

avo-neto-brincando

Hoje aproveito também os meus netos: o que já chegou (meu amado João Pedro) e os que chegam de mansinho (Noah e a Aninha nomes não definidos ainda rsrsr)… e me fazem reviver tantas coisas maravilhosas. Estou aproveitando bem ,com bastante leveza e alegria na alma este tempo… com bastante intensidade, muito amor e carinho profundo, (tudo que a distância permitir). Cada minuto é precioso quando estamos todos juntos.

Acredito que “a maior emoção de uma mulher é ser mãe, é a maior emoção da vida ser mãe… nunca nos esquecemos deste momento quando ele acontece. Mais tarde há de se tornar avó… vidas que se somam, felicidades que se multiplicam!!! (Maria Isabel da Silva Thomáz). Vamos (vou) assim me realizando como mãe (e avó agora). Leiam esta crônica de Fabíola Simões que descreve tão bem o que é ser mãe, desde a sua descoberta:

Então você fez o teste de farmácia, o exame de sangue, o ultrassom, e descobriu que está grávida. Então seu corpo mudou, você passou a se alimentar melhor, está bebendo mais de três litros de água por dia e evita ultrapassar os carros pela direita. Passou a seguir blogs de maternidade, buscar aplicativos no celular, reformou o antigo escritório para ser o quarto do bebê e fez a mala da maternidade. Se programou para amamentar de três em três horas, comprou um sling para carregar o bebê para qualquer canto e tem certeza que, com o exemplo do pessoal de casa, seu filho irá gostar de ler e não dará trabalho para comer beterraba.

Eu gostaria de acreditar que tudo aquilo que sonhamos correrá exatamente como planejamos. Gostaria de pensar que há uma porção de regras que garantirão que nada sairá dos trilhos. Porém, a vida não funciona assim. E na maioria das vezes o que ela quer de nós é evolução, é mudança. E não há algo maior nesse mundo, algo que nos transforme tanto, do que ter um filho.

Ter um filho nos arremessa para bem longe da zona de conforto, da comodidade e do conformismo. Nos faz buscar respostas, decifrar mapas e pegadas na areia, ter soluções para o mistério das nuvens de algodão e do arco íris refletido nas bolhas de sabão. Nos torna heróis da noite para o dia, nos faz ter olhos de simplicidade e poesia.

Ter um filho é andar de mãos dadas com uma pessoinha que te vê maior que o mundo, é sentir os dedos melados de açúcar e saliva, é aprender a ser paciente com o suco esparramado no vestido na hora de sair e com as pausas para catar gravetos no caminho para o dentista.

Então você vai ser mãe e eu gostaria que você soubesse que mesmo planejando, organizando, arquitetando e estudando tudo nos mínimos detalhes, ainda assim você irá se surpreender. Ainda assim você ficará perdida em alguns momentos e não encontrará as respostas em nenhum livro, site, palpite ou bula.

a49cdb808f4067e04c2f32d97f3971e4

Seu filho irá exigir que você encontre as respostas dentro de você. Irá lhe fazer entender que é um caso único entre infinitos, e que, de um jeito novo, surpreendente e improvável, contrariando todas as previsões e estatísticas, você dará conta.

Você perceberá que deu conta quando a casa silenciar e você for cobri-lo na penumbra do quarto, e sentada na beira da cama desejar que o tempo congele. Você perceberá que deu conta quando ele tiver onze anos, e no intervalo das lições de ciências ouvir ele dizer um “eu te amo” gratuito, sincero e espontâneo. Você perceberá que deu conta quando notar o olhar aflito de seu pequeno te procurando na plateia da apresentação da escola, e então ser notada e presenteada com olhinhos brilhantes de alívio e amor. Você perceberá que deu conta quando, tarde da noite, o telefone tocar e ele te pedir conselhos para cuidar do próprio filho, pois você foi “a melhor mãe do mundo”.

Então você vai ser mãe e eu desejo que você possa viver essa experiência intensamente.

Que sua casa seja invadida por aviões de papel, alguns rabiscos nas paredes e manchas de Nescau no sofá. Que você passe mais tempo construindo cabanas de cobertor e barcos de sucata do que aspirando o carpete, e não desperdice o tempo que vocês têm juntos com excesso de trabalho e preocupações com o futuro.

Lembre-se que a infância é um sopro, e num instante você terá todo tempo do mundo só para você e muita saudade da cama compartilhada depois de um pesadelo, do abraço envergonhado perto da escola, das marcas na parede evidenciando o aumento de estatura, dos verbos conjugados arduamente, da primeira visita da fada do dente.

Eu pensei que tinha planejado tudo. Pensei que poderia ser apenas o tipo de mãe amorosa que conta histórias, cuida, brinca e reza para dormir. Mas meu filho veio me tirar da zona de conforto. Eu tinha me habituado a ser o tipo de pessoa carinhosa que conquista tudo com seu afeto. Mas ele não queria só isso. Ele queria se sentir seguro. E só se sentiria seguro se eu fosse uma mãe posicionada, firme, enérgica e confiante.  Ele queria limites. Queria que eu demonstrasse meu amor por meio dos limites.

Então-você-vai-ser-mãe-

E me transformou. Me tornou uma pessoa mais determinada e cheia de fé em si mesma, muito diferente do que eu era. Hoje sei que nada te prepara para ter um filho. Nada te prepara para ser confrontada por um serzinho que irá lhe tornar mais forte, firme, imbatível. Para te tornar, com sorte, uma pessoa melhor.

Então você vai ser mãe e eu torço para que saiba aproveitar esse momento com alegria. Para que respire vapores do momento presente e não lamente o “trabalho” que as crianças dão. As noites em claro, viroses e birras não irão durar para sempre, e se você tiver doado seu tempo com alegria, interesse e presença verdadeira, terá conseguido desempenhar sua missão com louvor.

E talvez um dia, depois de cumprir o ritual dos pijamas e escovas de dentes, você irá respirar fundo e pensar, com antecipada nostalgia, que aquele é um momento mágico; um momento que justifica e valida a vida, um momento que será revisitado e lembrado para sempre…

Complementando com esta poesia de Braúlio Bessa:

Obs: Programa Encontro – Poesia do Rapadura sobre o Dia das Mães – (12/05/2017)

Feliz Dia das Mães! Um brinde á nós!

By Fabíola Simões. O título desse texto foi inspirado no título “Então, você vai ser pai” de Marcos Piangers.

Musica: Ana Vilela – Trem Bala.

APOSENTOU… E AGORA…

IMG_0860“Não apenas se aposente de algo; tenha algo para qual se aposentar”. Harry Emerson Fosdick. 

Quando chega nossa tão sonhada aposentadoria, depois de saboreá-la por um tempo, muitas vezes nos sentimos meio perdidos… sem saber como aproveitar “todo aquele tempo” que temos agora. Sonhamos tanto! Aviso, acontece com todos que param de trabalhar um dia, e são bem ativos, mas acredite é temporário. Pelo menos foi comigo, logo vamos nos encontrando neste novo momento da nossa vida e vamos em busca das coisas que queríamos fazer antes… e não tínhamos tempo, lembra? Andamos mais devagar… Passamos a ter tempo de apreciar mais as coisas. E vamos aos poucos vivendo novas experiências e construindo outras histórias.

Mas durante este processo (leva um tempinho, não desanimam… passa logo!) leiam o que Nanete Costa (Contadora e Bancária aposentada) nos diz:

Após 31 ininterruptos anos de trabalho, eis que me deparo com uma demissão intempestiva mas voluntária  e a questão: O que farei do meu tempo agora?

Sofri um período de luto natural com o desvinculo do trabalho mas, envolvida em reformas intermináveis, ocupei –me o suficiente para sentir-me recuperada deste “luto”.

Mas as obras acabam….e agora? Percebo, enfim, que minha identidade era simplesmente funcional. Nunca meditei sobre o meu papel como ser humano, quem sou, o que pretendo e tudo o mais. Qual o meu propósito de vida?

Obviamente a ausência de atividade intelectual ou quaisquer atividades que valorize o ser, tende a deprimi-lo e, exceto pelo fato de não me permitir fraquejar, estou ciente que estou predisposta a sofrer desse mal.img_2981E por ter que resistir à tais sentimentos  busco informações, orientações. Dentre estas, encontrei vários textos bem interessantes nesse blog (viverdepoisdos50.com  e https://oterceiroato.com/) e em outros, onde percebi que não consigo listar praticamente nada em minha vida que possa resultar em sentimentos negativos  e que só tenho a agradecer.

Leiam também:

https://oterceiroato.com/2016/08/10/7-passos-para-encontrar-seu-proposito-depois-da-aposentadoria/

https://oterceiroato.com/2016/06/20/como-viver-em-portugal-depois-de-aposentar/

Busco melhorar minha proximidade com outras pessoas que vivem situações parecidas com a minha e criar vínculos, ampliar amizades, juntar forças, estimular outros a buscar mais informações,  e lembrar a importância da gratidão em nossas vidas.

Agradecer e tentar  acalmar nossas mentes inquietas.  Ressaltar diariamente todas as coisas boas que nos acontecem e as excelentes pessoas que nos cercam.

Bora comigo nessa? Idéias não vão faltar.

Saiba mais novas idéias:

https://oterceiroato.com/2016/02/29/aposentando-em-portugal-tipos-de-vistos-d7-para-aposentados/

https: //oterceiroato.com/2016/10/24/intercambio-na-terceira-idade-londres/

 

 

COM O TEMPO VOCÊ APRENDE…

“Aprender sempre e evoluir eternamente”. Wagner Alonson

Penso que a vida é uma caixinha de surpresas… Sim, é feita para você aprender sempre! Assim sendo você vai errar, aprender, evoluir, ver… quando escolher o seu melhor caminho…  seguindo sempre em frente… Poi é, um ciclo que está em constante evolução e sempre se movimentando, basta estar vivo rsrsrs.

Portanto temos  sempre a oportunidade de escolher”, “refletir”, “fazer” e “refazer”… A junção de tudo isso (re)constrói quem somos nós agora.

Adoro esta crônica ” Um dia você aprende…”… é a mutação de um poema de autoria de Veronica Shoffstall, escrito no seu anuário escolar em 1971, muitas vezes também atribuído á grandes autores como Willian Shakespeare. Nos diz muito sobre nossas aprendizagens durante toda a vida, leiam:

“Depois de algum tempo, você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma. E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança. E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas. E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.

E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão. Depois de um tempo, você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo. E aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam… E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso. Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.

trate-bemDescobre que se levam anos para se construir confiança e apenas segundos para destruí-la, e que você pode fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá pelo resto da vida. Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias. E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você é na vida. E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher. Aprende que não temos que mudar de amigos, se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.

Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos. Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que pode ser. Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto. Aprende que não importa aonde já chegou, mas onde está indo, mas se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve. Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.

_-aumentar-felicidade

Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as consequências. Aprende que paciência requer muita prática. Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.

Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha. Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.

Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel. Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.

Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo. Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado. Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás.

permita-se-desistir

Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores. E você aprende que realmente pode suportar … que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais. E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!”

Sempre me identifico muito com tudo isso… Com o tempo eu aprendi… muitas detas coisas… e continuo aprendendo. E você?