15 COISAS SOBRE LONGEVIDADE QUE VOCÊ DEVE SABER…

bigstock_Senior_healthy_fitness_couple__

“Até o momento, não existe uma fórmula mágica para as pessoas chegarem aos 100 anos cheias de saúde e energia, porém, seguindo algumas regras simples é possível envelhecer com saúde e felicidade por muitos anos…”

Alimentação balanceada, exercícios regulares, álcool sob controle, cigarro à distância, muitas horas de sono. Se tudo isso já faz parte da sua rotina, parabéns: você cumpre alguns dos pré-requisitos para viver mais. Acontece que há muitos outros: bons hábitos e fatores externos que são fundamentais para se chegar a uma “melhor idade” digna do nome.

Conheça essas e outras lições nas próximas páginas. Afinal, o negócio não é só chegar a 100: é chegar bem.

1- Nunca, nunca se aposente.

Pesquisas que comparam trabalhadores e aposentados da mesma idade mostram: quem parou está pior. Claro, vai depender da sua rotina. Mas como sabemos que a poltrona é tentadora, fique esperto. Não precisa trabalhar muito, nem todo dia – ache um hobby, um curso, um a fazer regular. E, não, assistir TV não conta como hobby.

  1. Passar fio dental faz bem para o coração

O que uma coisa tem a ver com a outra? Acompanhe o raciocínio: se você não passar fio dental, vai acumular placa bacteriana, que vai causar gengivite, que vai provocar a liberação de substâncias conhecidas como químicos da inflamação, que são os vilões por trás de várias doenças cardíacas. Mas se isso não for argumento suficiente pra você… poxa, gengiva inflamada, dentes em falta e mau hálito não ajudam ninguém na terceira idade.

  1. Otimismo faz mal à saúde

Enxergar apenas o lado bom das coisas tem seu lado ruim. Pois é: pessoas otimistas tendem a subestimar riscos – um traço de personalidade que pode levar de ultrapassagens ousadas a longas ausências no médico. Além disso, otimismo além da conta deixa você frustrado demais com as dificuldades da vida. Ou seja: com um pé atrás, você vai mais longe.

  1. Socializar é a fonte da juventude

Quanto mais velhos, menos saímos de casa. Lute contra isso: a ciência garante que conviver com outros é o gatilho de benefícios físicos e mentais que prolongam a vida.

  1. Deus ajuda quem vai à igreja

Fato: quem comparece à missa, culto, centro espírita, sinagoga, terreiro etc. em geral vive mais. Dilema: religiosos vivem mais porque rezam ou rezam porque vivem mais? Os dados não permitem concluir se a saúde dos anciãos é beneficiada pela experiência ou se, na verdade, quem tem disposição para ritos religiosos são justamente os mais saudáveis. Moral da história: na dúvida, tenha fé em alguma coisa – nem que seja em Richard Dawkins.

Close-up of hands toasting wineglasses in front of lit fireplace

Close-up of hands toasting wineglasses in front of lit fireplace

  1. Beba. E não precisa ser tacinha de vinho

Quando o assunto é álcool e longevidade, só se fala em vinho tinto. Preconceito: vinho branco, cerveja, uísque e outros fermentados e destilados também podem fazer bem. Há um índice menor de doenças cardiovasculares relacionado ao consumo diário de até duas doses – e de apenas uma para mulheres, ponto para os homens! Mas a ALFA e o Ministério da Saúde advertem: beba com moderação. Passou de duas doses, já vira problema.

  1. Palavras cruzadas salvam vidas

Atividades que exercitam seu cérebro mantêm sua inteligência e prolongam sua lucidez. Opções não faltam: palavras cruzadas, xadrez, videogame, sudoku, qual-é-a-música. Detalhe: assim que estiver craque, troque de treino – seus neurônios só mantêm o frescor enfrentando novos desafios.

  1. Mulher: o negócio é imitar

Elas vão mais ao médico, comem melhor, fumam menos, envolvem-se em menos acidentes e, assim, vivem mais. Então, deixe de frescura: seja mais feminino.

  1. Não fique viúvo. Você não sabe se cuidar sozinho

Não bastasse haver cinco viúvas para cada viúvo no Brasil, elas ainda vivem muito mais depois de perder seus maridos do que nós após perdermos a esposa. A verdade é que, sozinhos, tendemos ao caos – o que aos 30 anos tem seu charme, mas em uma idade avançada é fatal. Então, não fique solteiro: sua saúde agradece.

  1. Pare de se incomodar com bobagem

Mágoa, rancor, ressentimento: se ao ler essa lista você já recorda de vários exemplos pessoais, calma. Não é por aí. Se cultivados, esses sentimentos descambam na produção de cortisol, um hormônio que ataca seu coração, metabolismo e sistema imunológico. Diversos estudos relacionam uma alta taxa de cortisol a uma morte precoce. Portanto, aprenda a perdoar, relevar, deixar pra lá. Como dizia o guru indiano Meher Baba: Don’t worry, be happy – pois é, também achava que vinha daquela música.

idosos na internet 5

  1. Não confie nos seus genes

“Meu avô viveu 90 anos, não preciso me preocupar.” Precisa. Uma nova pesquisa concluiu que apenas 25% da duração da nossa vida podem ser atribuídos à herança genética; os outros 75% dependem de você. Se quiser chegar aos 90 como o seu avô, descubra como ele fez para chegar lá.

  1. Não tenha amigos legais. Tenha amigos saudáveis

OK, eles não são excludentes. Mas o ponto é: da mesma maneira que, para ganhar dinheiro, é melhor se cercar de ricos, e para emagrecer convém conviver com magros, para se ter saúde a receita é arranjar uma turma saudável – você melhora sem querer querendo.

  1. Tenha filhos – ou algo parecido, como cachorros

Caso tenha se ofendido, por favor, volte ao item 10. Pronto. É o seguinte: possuir uma conexão com alguém mais jovem que você (filho, enteado, sobrinho, neto) é algo que te mantém interessado pelo mundo à sua volta – e mais a fim de continuar vivendo nele. E, sim, cachorro e gato também contam: além de manter você conectado, curtir um animal de estimação libera ocitocina, o hormônio benéfico liberado na convivência pais e filhos.

feliz-terceira-idade

  1. Seja bom no que você faz. Ao menos tente
    Quanto menos trabalho, melhor. Esse conselho, que parece vindo do personagem Macunaíma, de Mário de Andrade, foi durante muito tempo adotado pelos especialistas em longevidade. Acreditava-se que uma vida sem esforço seria uma vida longa. Mas os médicos observaram que parece haver uma relação entre longevidade e empenho profissional. Por incrível e justo que pareça, passar décadas se dedicando e evoluindo em algo que você valoriza, ou seja, ralando muito, pode lhe valer vários anos a mais. Ao menos, garantem os especialistas, em comparação com quem passar o mesmo bocado de tempo trabalhando no que não gosta – essa sim é uma receita garantida para viver menos e pior.
  2. Ser um pouco hipocondríaco vale a pena
    Você vai continuar sendo considerado chato pela maioria dos amigos, mas pesquisas apontam que quem desconfia mais da própria saúde vive mais. No caso, é melhor prevenir e se remediar.

Concluo que tudo o que for possível deve ser feito para minimizar as situações de estresse… desta forma, quando a sua genética não for favorável, resta apenas tentar manter os hábitos mais saudáveis, pois só assim terá chance de viver mais e melhor.

Fonte: Escrito por Emiliano Urbim, da Revista Alfa.

ENVELHECIMENTO COM QUALIDADE DE VIDA!

A1 EU

“Viver é envelhecer, nada mais.” Simone de Beavoir

É possível envelhecer com qualidade de vida? Sim, é possível! E não precisamos nos esforçar muito para que isso aconteça. A qualidade de vida é um termo multidimensional, que é quantificado de forma subjetiva, cada um a qualifica de acordo com aquilo que acha mais relevante para o seu bem-estar.

Para que se obtenha qualidade de vida na terceira idade, é importante considerar diversos fatores: bem-estar físico e psicológico, nível de independência, relações sociais, ambiente de trabalho e lazer, religiosidade, entre outros. De modo geral envelhecer com qualidade significa estar satisfeito com a vida atual e ter expectativas positivas em relação ao futuro.

Em vista disso, uma boa qualidade de vida é possível também na vida madura, mas é válido lembrar que quem mantém um padrão de boa qualidade de vida durante o ciclo de vida tem uma probabilidade maior de perceber uma qualidade de vida melhor na terceira idade.

Estudos consideram ser comum uma queda na percepção de qualidade de vida após a aposentadoria, por conta da interrupção das atividades físicas, mentais e intelectuais. Desta forma, é necessário que exista uma organização para os anos da velhice, quando ainda se está em plena atividade, a fim de reduzir o impacto causado pela inatividade.

É fundamental mantermos um equilíbrio entre as potencialidades e as limitações, que são inevitáveis do processo de envelhecimento. É comum os idosos serem acometidos por doenças crônicas específicas da idade, porém a qualidade de vida pode ser mantida com criatividade e lazer, sem dispensar os cuidados com a saúde.

bigstock_Senior_healthy_fitness_couple__

É importante lembrar que quem entra na terceira idade possui necessidades fundamentalmente iguais a de outros grupos etários, tais como: segurança física, financeira e emocional. O afeto, simpatia, amor e reconhecimento social são básicos para a percepção da autoestima. Desta forma, a necessidade de amor e afeto deve ser considerada como indicador de qualidade de vida.

O principal fator determinante de um alto nível de qualidade de vida parece ser um convívio social positivo, próximo e estável. O lazer associado a atividades físicas e mentais estão diretamente relacionadas ao favorecimento da qualidade de vida. Além disso, o engajamento em atividades intelectuais é pontado como fator de prevenção contra declínios cognitivos da idade.

Todos podem envelhecer a com qualidade, a receita é simples: cultive seus amigos e familiares, faça atividade física regularmente, cuide da sua saúde, estimule sua memória e preze sempre por sua felicidade!

Fonte: https://www.aterceiraidade.com

4 ATITUDES QUE ALTERAM A PRESSÃO ARTERIAL.#hashtag

“Se eu não posso mudar um acontecimento, se não posso mudar a vida, então que ela me modifique”. Padre Fábio de Melo

Não é segredo que praticar atividades físicas, manter o peso adequado e ingerir alimentos saudáveis são hábitos que ajudam a controlar a pressão arterial. Alguns fatores menos conhecidos, no entanto, podem agir contra você, conheça.

COMER ALIMENTOS ENLATADOS

COMER enlatados
Uma substância química chamada bisfenol A (BPA), encontrada no revestimento de algumas embalagens plásticas e latas, pode aumentar a pressão arterial ao longo do tempo, de acordo com um estudo publicado na revista científica Hypertension .

Entre os 60 indivíduos do estudo, todos com 60 anos de idade ou mais, a pressão arterial sistólica (número mais elevado) apresentou um aumento agudo de 4,5 mmHg depois que os indivíduos ingeriram duas bebidas enlatadas, em comparação com o consumo de duas bebidas em garrafas de vidro. Você pode reduzir esse risco se optar por recipientes de vidro ou de aço inoxidável, em vez de plástico.

TOMAR BEBIDAS QUE CONTÊM CAFEÍNA

COMER cafe-chocolate-
De acordo com o estudo, beber uma xícara de café ou outras bebidas com cafeína no começo do dia é uma atitude que pode elevar sua pressão arterial, mesmo que você não seja hipertenso. Nesse estudo, a cafeína foi administrada a um grupo de 182 homens. A pressão arterial foi medida após 20 minutos de descanso e mais uma vez depois de 45 a 60 minutos. A cafeína elevou a pressão sistólica e diastólica em todos os grupos, sendo que a resposta mais forte foi observada entre os homens com hipertensão. Antes de ingerir cafeína, 78% dos homens foram diagnosticados como hipertensos. Esse percentual aumentou para 89% após o teste. Os homens na fase I (variação sistólica de 140 a 159 mmHg e diastólica de 90 a 99 mmHg) representavam 4% do grupo. Esse percentual aumentou para 15% após a ingestão de cafeína. Se você tiver pressão alta ou hipertensão limítrofe, evite bebidas que contenham cafeína para ajudar a manter a pressão arterial sob controle.

COMER DOCESdoces 1

Os alimentos salgados têm a fama de aumentar o risco de hipertensão arterial, mas o açúcar pode ser ainda pior. O estudo também mostrou que o aumento da pressão arterial em pessoas que tomavam bebidas adoçadas com glicose ou frutose, que são muito utilizadas pela indústria de bebidas. “Em vez de tomar bebidas adoçadas, experimente misturar água com gás e sua fruta favorita ou beber água aromatizada”, sugere Amy Goodson, nutricionista do Texas Health Ben Hogan Sports Medicine, de Dallas, Texas, nos EUA.

SENTIR RAIVA

- RAIVA
Sua pressão arterial também fica mais alta quando você perde a paciência. O estresse e a raiva podem ser prejudiciais à saúde de várias maneiras. Além disso, estudos mostram que as pessoas que se irritam com facilidade são mais propensas a desenvolver doenças cardíacas. Ao longo do dia, pratique técnicas de relaxamento mental, como meditação, ioga ou qualquer outra atividade que você considere agradável para aliviar o estresse.
Praticar atividades físicas todos os dias também ajuda. A manutenção de um peso adequado sempre deve ser um dos objetivos gerais de bem-estar. Com isso, sua pressão arterial ficará controlada.

Fontes:  Hypertension

http://www.envelhecersemvergonha.com.br/4-atitudes-que-podem-alterar-sua-press%C3%A3o-arterial

MINHA EXPERIÊNCIA COM JOÃO DE DEUS…. UM HOMEM DE FÉ.

“Para quem acredita, nenhuma palavra é necessária; para quem não acredita, nenhuma palavra é possível”.  Dom Inácio de Loyola.


joao-de-deus-oprah-20120329-original

Foi um dos encontros mais marcantes e maravilhosos da minha vida! Algo muito especial e mágico que provocou mudanças profundas na minha maneira de sentir… e ver as coisas… a vida! Uma descoberta a nível espiritual.

De repente surgiu a oportunidade de conhecer “João de Deus”… um médium inconsciente famoso no mundo inteiro, por realizar curas com cirurgias espirituais visíveis e invisíveis através de 37 Entidades Divinas das quais ele incorpora… uma de cada vez. Já tinha ouvido falado um pouco dele, assisti a alguns vídeos sobre seus trabalhos no youtube e fiquei ainda mais curiosa… Minhas expectativas só aumentavam.

Foi um convite da minha irmã caçula Isa aonde iríamos num grupo com 29 pessoas, a maioria delas de Americana. Seríamos acompanhadas por uma guia autorizada da casa a “Eliana Pigatto” uma pessoa extremamente dedicada, atenciosa e amorosa…  o que fez toda a diferença! Com suas orientações e assessoria: antes, durante e depois… deixava-nos bem tranquilas e segura. Durante os 4 dias que estivemos lá, cuidou de todos nós com muito empenho e carinho. Parabéns Eliana pelo seu trabalho, super recomendo… Esse foi outro presente que recebi!

Caucasian Woman Practicing Yoga At Seashore

Tudo organizado partimos de madrugada de São Paulo rumo ao Aeroporto Internacional de Brasília. Encontramos as demais pessoas deste grupo e fomos direto para duas Vans até Abadiânia/ Goiás (104Km dali). Local este onde fica a Casa Dom Inácio de Loyola e onde se encontra João de Deus…

JOÃO DE DEUS. 3jpg

Semanalmente cerca de cinco mil visitantes vestidos de branco ou roupas claras vão à Casa de Dom Inácio, uma construção azul e branca de mais de 12 mil metros quadrados que fica na rua principal da parte nova da cidade de Abadiânia. Senti uma paz e uma energia muito grande neste local ecoando pela cidade.

Para lá se dirigem pessoas de todos os credos munidos de muita esperança. Vindas do mundo todo chegam ali com um único objetivo: receber algum alento espiritual do médium João Teixeira de Faria, o João de Deus, ou John of God, para os estrangeiros… É frequentada, em sua grande maioria, por estrangeiros o que me chamou muito a atenção, pois veem de muito longe… muitos com casos de grande gravidade. É impressionante perceber como sabemos pouco sobre o grande trabalho do Sr. João, que ultrapassa mais de 50 anos de dedicação, aqui no Brasil. Fala-se dentro da casa principalmente em três línguas em: português, francês e inglês.

JOÃO DE DEUS. 1jpg

Ficamos na Pousada Amor e Luz local simples e bem confortável. Fui muito bem acolhida lá em todos os sentidos. Tudo estava impecavelmente organizado e com refeições caseiras variadas e muito saborosas. Obrigada a todos os funcionários foram muito atenciosos e prestativos. Adorei e volto com certeza.

Lá repousei e restabeleci minhas forças após a minha “cirurgia espiritual”. Um dia todo de repouso quase absoluto necessários para a minha recuperação… e olha que me fez um bem enorme! Perfeito também para orarmos e termos nosso momento de introspecção… refleti muito sobre muitas questões… Encantada com tudo que vivenciei lá trouxe comigo muita paz e energia. Cuidei de mim  e de todos que me são preciosos… tanto no campo da saúde assim como no campo espiritual.

JOÃO DE DEUS. 2jpg

Acreditam que amigos espirituais velam pela cidade e nos quartos das pousadas, muitas vezes, prestando os cuidados demandados para cada um de nós. Por isso, pedem que respeitem o silêncio, evitem a agitação e o barulho incessante da televisão e da internet em geral… Procurando manter uma conduta mais tranquila e digna. Uma paz muito grande percebe-se nesta parte da cidade.

JOÃO DE DEUS. 4jpg

Lá o médium atende três vezes por semana, às quartas, quintas e sextas-feiras, das 8h às 12h e das 14h às 17h., os atendimentos são gratuitos. Somente a medicação (tipo passiflora energizada) caso seja indicados, tem uma taxa mínima para que se cubra os gastos de manufatura destes. Servem de manhã uma sopa muito boa e especial gratuita na “Casa da Sopa”.  Maiores Informações:

  • Casa Dom Inácio pelo telefone da Secretaria (62) 3343-1254 ou e-mail: casadedominacio@hotmail.com  Localizado em Av. Francisca Teixeira Damas s/n  Quadra 19 Lt 01 – Bairro Lindo Horizonte – CEP 72940-000 – Abadiânia – GO – BRASIL;
  • Eliana Pigatto – (019) 3405-4004 / (019) 99607-1082 – Face Eliana Pigatto – e-mail: elianapigatto@gmail.com 
  • Pousada Amor e Luz – (62) 3343-1488 Rua Infância Qd B – Lt 23 – Bairro Lindo Horizonte – Abadiânia/GO -www.pousadaamoreluz.com – e- mail – pousadaamoreluz@com

JOÃO DE DEUS. 5jpg

Viagra feminino promete ser lançado a partir de outubro nos EUA. E no Brasil?

addyi.6

“Prolongar a juventude é desejo de todos, desfrutar de uma velhice sadia é sabedoria de poucos”.     Autor desconhecido 

Aguardado com ansiedade chega aos EUA o Addyi que seria o “Viagra feminino”. É o primeiro remédio do mercado para aumentar a libido das mulheres que acaba de ser aprovado pela Food and Drug Administration (FDA), a Anvisa americana. A indicação é para mulheres com transtorno de desejo sexual hipoativo e promete aumentar prazer sexual das mulheres. Deve chegar em breve ao Brasil.

Concordo com Leah Millheiser, da Universidade de Stanford quando fala que “A aprovação desse medicamento abre a porta para o desenvolvimento de outros produtos, para outras opções de tratamento. Isso abre a discussão entre a mulher e o clínico sobre o desejo sexual dela e dá um sinal às farmacêuticas de que elas devem continuar desenvolvendo mais drogas como essa no futuro”. Que bom que esta chegando a nossa vez.  Recomendo ler este artigo:

Só agora, 17 anos depois do surgimento do Viagra, em 1998, remédio destinado a combater a disfunção da ereção masculina a partir dos 40 anos, começará a ser comercializado nos Estados Unidos o Addyi, primeiro medicamento contra o distúrbio de desejo sexual nas mulheres na pré-menopausa. O lançamento está previsto para o dia 17 desse mês.

A compra do medicamento, cujo preço ainda não foi divulgado, só poderá ser realizada com apresentação obrigatória de uma receita médica. O laboratório americano Sprout Pharmaceutics, que desenvolveu o medicamento, ainda não tem data prevista para o seu lançamento no Brasil. Acredito, porém, não demorará tanto, já que no caso da comercialização do Viagra, há quase duas décadas, o remédio chegou às farmácias americanas em abril de 1998; e aqui, em junho do mesmo ano.

addyi.1

Ainda desconhecido

Há divergências sobre as razões da perda ou diminuição da libido – Desejo Sexual Hipoativo – nas mulheres na pré-menopausa. Muitos sexólogos acreditam que oscilações no desejo sexual são normais, principalmente entre mulheres a partir da meia idade. Já outros especialistas defendem que a falta de desejo é um distúrbio que resulta do desequilíbrio de algumas substâncias químicas do cérebro e que, assim, pode ser tratado com medicamentos específicos. O Addyi vai ao encontro dessa tese.

A Sidelnafila, princípio ativo do Viagra, atua aumentando e estimulando a circulação sanguínea no pênis, proporcionando uma ereção suficiente e que se mantém necessária a uma relação sexual plena. Ele deve ser tomado cerca de uma hora antes do início de uma relação sexual. A Disfunção Erétil é um problema mecânico peniano, razão do uso pontual do medicamento.

Quanto à Flibanserin, princípio ativo não-hormonal do Addyi – nome comercial do medicamento nos Estados Unidos – o chamado “Viagra feminino”, atua nos neurotransmissores (serotonina) do cérebro para tratar a perda do interesse sexual, mas o mecanismo pelo qual melhora o desejo sexual feminino não é atualmente conhecido.

addyi.2

Tomar continuamente

Contrariamente ao Viagra – que tem uma ação local no pênis e que, assim, deve ser usado antes da relação sexual e cujo efeito dura algumas horas -, o Addyi, que age no Sistema Nervoso Central, deve ser tomado continuamente, um comprimido de 100mg, uma vez por dia, ao deitar (para ajudar a diminuir os efeitos colaterais). O efeito pleno do medicamento, ou seja, o retorno ou aumento da libido pode demorar algumas semanas para ser completamente alcançado.

O uso do medicamento deve ser interrompido após oito semanas, se não houver melhora do desejo sexual e da ansiedade associada a ele. O Desejo Sexual Hipoativo é um problema psíquico, razão da necessidade do uso constante do medicamento.

O Addyi obteve há menos de dois meses – 18 de agosto – o aval final da Food and Drug Administration (FDA), o respeitado órgão americano que regula e controla medicamentos e alimentos para iniciar a sua comercialização. O medicamento foi liberado após a análise dos resultados dos ensaios terapêuticos com cerca de 2400 mulheres na pré-menopausa com Desejo Sexual Hipoativo. Foi demonstrado um real benefício – aumento no desejo sexual – nas mulheres que tomaram o medicamento em comparação com as que tomaram o placebo (substância neutra, sem efeitos farmacológicos, administrada no lugar do medicamento que está sendo testado).

Efeitos colaterais

addyi.5

Como todo e qualquer medicamento, o Addyi apresenta efeitos colaterais. Os principais são hipotensão (baixa da pressão arterial) e síncope (desmaios), cuja gravidade pode ser muito aumentada pelo uso de álcool. Assim, por causa dessa potencialmente séria interação com álcool, o uso de Addyi é contra- indicado com a ingestão de álcool. O seu uso é também contra- indicado para as mulheres que usam anticoncepcionais.

Apesar do preço inicial muito provavelmente alto, quando chegar ao Brasil, e dos efeitos colaterais, comuns, aliás, a todos os medicamentos, é motivo de comemoração, mesmo depois de 17 anos, que o “Viagra feminino” esteja chegando em breve ao país.”

*Márcio de Sá é médico clínico formado pela UFMG, especialista em Medicina Preventiva. 

fonte: http://www.50emais.com.br/saude/viagra-feminino-sera-lancado-em-poucos-dias-nos-eua-e-no-brasil/

PREVENÇÃO DE QUEDAS

“Amadurecimento e aprendizado, os presentes que a vida dá a todos que têm o privilégio de envelhecer”.

idoso queda 6

Cerca de quase um terço dos idosos já levaram alguma queda, e alguns sofrem consequências graves como: fraturas, hemorragias, traumas cranianos e até óbito, direta ou indiretamente após o evento.

Você sabia que a queda é a primeira causa de acidente em pessoas acima de 60 anos e que a morte por quedas ocorrem mais nessas pessoas?

idoso caido

A mudança de alguns hábitos simples ajuda a prevenir os acidentes e conservar a saúde na terceira idade.

Proteja seu idoso, evitando quedas:

queda -idoso-3

  1. Deixe sua casa segura com boa iluminação nas escadas e corredores;
  2. Evite tapetes soltos, moveis baixos e obstáculos no chão;
  3. Coloque piso antiderrapante no banheiro e no Box;
  4. Coloque barras de apoio no Box e próximo ao vaso sanitário;
  5. Use interruptores numa boa altura e próximo à porta;
  6. Utilize boa iluminação no trajeto da cama ao banheiro durante noite;
  7. Deixe telefone próximo da cama;
  8. Remova soleiras altas das portas, evite encerar o chão;
  9. Mantenha corrimão nas escadas.

idoso caido 5

Dr. José Wilson Amaro Lozon – Geriatra / Clínico Geral – CRM 56.316

SEXUALIDADE NA TERCEIRA IDADE

O que é a Sexualidade na Terceira Idade?

A sexualidade faz parte da vida dos seres humanos e está presente em todas as fases do desenvolvimento do homem, inclusive na terceira idade. Muitos se esquecem de que esta atividade é uma função fisiológica assim como a digestão ou a respiração e confundem sexo com o ato sexual, deixando de observar a sexualidade como manifestações de afeto, companheirismo e ternura. Estudos relatam que apesar de reduzir a atividade sexual com o passar do tempo, o indivíduo é capaz de manter o interesse pelo sexo por toda a vida.
Existem mudanças no organismo da mulher e do homem com o passar da idade. O comportamento sexual é definido por valores como: cultura, religião e educação, tais valores influenciam intensamente o desenvolvimento sexual, determinando a maneira como iremos lidar com ela por toda a vida.
O sexo na terceira idade traz satisfação física, reafirma a identidade e demonstra o quanto cada pessoa pode ser valiosa para outra, estimulando sensações de aconchego, afeto, amor e carinho. É importante cuidar da saúde, adaptarem-se as mudanças fisiológicas e ter alguma imaginação, já que as fantasias sexuais melhoram a sexualidade e acompanham as pessoas até o final de sua vida.

Dr. José Wilson Amaro Lozon
Geriatra / Clínico Geral – CRM 56.316