DEPOIS DOS 60 ANOS, NÃO SE FAZ SEXO PELO PRAZER DO MOMENTO… É MUITO MAIS!

Velhos-sexo

“Envelhecer é estar mais perto do sagrado, das coisas que realmente importam.” Déa Januzzi

Adoro as crônicas de Déa Januzzi… traz leveza á minha alma! E vocês gostam? Leiam:

Por um momento nossos olhos se cruzaram. Um único instante, depois de tantos anos de acusações, de farpas, de culpas engasgadas na garganta. Por um momento nossos olhos se cruzaram sem a presença de outras pessoas para vigiar, disciplinar, julgar. Nossos olhos se cruzaram por um rápido instante e quase se engoliram. Nossos olhos fizeram sexo como se ainda fôssemos jovens. Mas se desviaram a tempo, porque não há mais chance para os olhos do passado.

Depois dos 60 anos, não se faz sexo pelo prazer do momento nem pelo tesão descontrolado dos hormônios, porque há muito eles se foram. Depois dos 60, o sexo vira amor e os olhos querem mais do que fúria. Querem calmaria. Depois dos 60, os olhos querem delicadeza, ternura, compartilhamento. Os olhos não se enganam mais, sabem vasculhar a alma, enxergam os erros, veem as consequências dos atos tresloucados do sexo sem cumplicidade.

Depois dos 60 anos, os olhos querem, trocam, mas já compreendem que a sedução é mais do que o ato em si. Os olhos querem ser abraçados, tocados, compreendidos em sua vastidão, em toda a sua profundeza. Não há mais tempo do sexo fugaz que pode pesar a vida da mulher. Depois de tudo, ela vai carregar um filho no ventre e nas costas por toda uma vida. O filho é a parte saudável e não pesa tanto quanto o momento de prazer sem compromisso. Afinal, o filho é a prova de que por um instante os pais se amaram. Ou fizeram sexo com paixão.

Mas depois dos 60 anos, os olhos não se enganam mais, estão acostumados com a falta de compromisso e de compaixão do outro, com o amanhã da solidão, com o anteontem das separações, brigas e falta de amadurecimento para ser pai e mãe de verdade.

Tenho amigas que descobriram o beijo na boca depois dos 60 – e chegaram às nuvens. Nesta nova fase da vida, sexo tem que fazer cafuné na alma. E sabem onde fica o Ponto G dessas mulheres? Fica no coração, que tem de ser tocado com maestria, talento e competência, como se fosse uma música de Vivaldi, de preferência uma das Quatro Estações. As preliminares depois dos 60 podem durar a noite inteira, até acordar em gozo, gemendo de amor.

sexo-na-terceira-idade-1505252949604_v2_900x506

Por um momento nossos olhos se cruzaram e se reconheceram. Os olhos se lembraram das tentativas, do projeto de formar uma família, de viver junto, de construir uma vida em comum. Por um momento, os olhos se lembraram da primeira vez, da emoção de ter um corpo dentro do outro. Das lágrimas derramadas pela primeira e ardente vez. Da paixão que fulminou a razão.

Mas os olhos não mentem e se desviam rapidamente, sem outra chance. Os olhos se lembram de que foram aqueles mesmos olhares que seduziram uma mulher de 20 anos, que foi abandonada, sem gentileza, sem escrúpulo, sem resposta para toda a vida. Que foi degredada e teve que aprender sozinha a criar filho, mas com o apoio de outras mães sozinhas, de uma rede de solidariedade feminina.

Depois dos 60 anos, os olhos compreendem que é melhor não cair em tentação. E que é hora do adeus. Os olhos se cruzaram, se desviaram e se despediram.

Anúncios

CALÇA JEANS PARA QUEM PASSOU DOS 40, 50, 60… MAS COM ALGUNS CUIDADOS…

“Há pessoas que dão pena, outras, asas”.  Autor desconhecido.

Minha roupa preferida sempre foi o jeans… eu continuo a usa-lo no dia a dia até hoje… quem me conhece sabe bem disso, mas agora já com 60 anos levo em conta algumas considerações. Sempre gosto de ler sobre as dicas sobre como devemos usar o jeans.

Lendo sobre: Sem medo da calça jeans depois dos 40 (50, 60…) Gloria Kalil mostra como usar a peça mais democrática de todas…  e nos diz:

Uma das dúvidas mais frequentes que recebemos aqui no Chic é sobre o estilo para mulheres maduras. Já te mostramos o certo e errado no guarda roupa e inspirações para curtir a praia, mas os questionamentos chegam até à peça mais democrática do guarda-roupa: o jeans. Tão ligada à juventude, a calça jeans pode entrar no guarda-roupa das mulheres acima dos 40? Sem dúvida!

“Mulheres mais velhas podem usar jeans tranquilamente, desde que em ocasiões informais. Na medida que a coisa vai se tornando um pouco mais formal, não é mais o caso de usar porque ela não está a fim de chocar ou fazer graça com a ideia de desafio e nem chamar atenção”, explica Gloria.  SHARON STONES (60)   Sharon Stone jeans

Apesar da calça jeans ser a peça mais democrática que já inventaram, muitas mulheres têm dúvidas se podem usá-la, principalmente de como usá-la depois dos 40 anos… já que a peça carrega consigo um espírito mais jovem. Saiba que ela está liberadíssima para mulheres acima de 40, 50, 60, 70, 80…

O principal pensamento na hora de escolher seu jeans é ter consciência de que ele é o aliado das horas de lazer. “O que deve atormentar as mulheres mais velhas é que, em geral, elas ligam o uso do jeans à informalidade. Portanto, para as maduras é uma roupa mais esportiva. Dificilmente você vê uma mulher mais velha em uma festa de jeans“. É só saber melhor com o que e como usá-las e combiná-las. Veja nossas dicas:

  • As calças jeans depois dos 50 estão ligadas a ocasiões informais, diurnas e de lazer. Por isso, em festas, jantares e cerimônias, evite-as;

Maite 1 calça jeans

MAITÊ PROENÇA (60) E CHRISTIANE TORLONI (61) 

calça jeans Cristiane torlone

  • É bom apostar no certeiro e evitar modelagens largas e lavagens e recortes exagerados. “As mais ajustadinhas, sem grandes lavagens, furos ou oversized, são a melhor pedida. É um uso de uma calça cômoda e mesmo as famosas vão por este código. Notamos que o uso é sempre informal, nenhuma delas vai a um tapete vermelho vestindo jeans“.
  • Evite então cortes muito largos, como oversized, bag ou boyfriend. As mulheres famosas, por exemplo, preferem modelagens mais justinhas depois que passam dos 40, 50, 60 ou… – CAROLINA FERRAZ (50)  

calça jeans Carolie Ferraz

  • Jeans  destroyed até está liberado, mas de leve. Nada de um buraco enorme na coxa ou no bumbum. Os jeans muito rasgados estão ligados à revolução e rebeldia, o que não é a imagem que queremos passar depois dos 50, não é mesmo? Também evite as calças muito manchadas, estilo tie-dye (elas são exclusivas para mulheres de 20 e 30 anos), prefira as mais discretas, mas sem exageros; ;

calça jeans Luiza BrunetLUIZA BRUNET (55) E SHARON STONE (60 ) JEANS SHARE STONE

  • O maior motivo para uma mulher procurar um jeans deve ser o conforto e não para impressionar ninguém ou “desafiar” a sociedade. Prefira aquelas que o cós não desce quando você senta, nem que a coxa fica esmagada na calça. Discrição é a pedida. SUZANA VIEIRA (71)

susana-vieira-JEANS

A ideia é manter a elegância para não parecer ter menos idade que realmente tem. “Elas associam – e com razão – o uso do jeans a uma certa quebra de convenções, que uma mulher mais velha não está interessada em fazer. Não é roupa para casamento ou jantar fora, em uma ocasião mais séria e formal. Ela liga a questão do jeans com a informalidade – e o código é um pouco este”. JANE FONDA (80) E LILY TOMLIN (78)Grace and Frankie - 2015Os exemplos confirmam que a informalidade é o que marca as escolhas nesta faixa. “O uso do jeans na questão da idade vai diminuindo à medida que a formalidade aumenta. Quando o evento passou de um cinema para um jantar, um teatro, um jantar fora com as amigas ou uma festa, não cabe mais”.

Conforto e descontração são o que marca as peças que ficam para os momentos de lazer. “O uso do jeans está iconicamente ligado à ideia de juventude e transgressão, que não é o caso de uma senhora de mais de 60 anos. Evidentemente quanto mais detonado, rasgado, é mais próprio de um uso mais jovem, mais desafiador. Uma mulher dessa idade com um jeans não está querendo desafiar o mundo, ela quer uma roupa cômoda. Para as mais velhas, de 60 em diante, o jeans fica mais restrito a situações informais. Serve para a manhã, para passar o dia, ir ao supermercado, ao cinema e nos fins de semana, tudo bem”, diz Gloria Kalil.

Fonte: http://chic.uol.com.br/como-usar/noticia/sem-medo-da-calca-jeans-depois-dos-40-50-60-gloria-kalil-mostra-como-usar-a-peca-mais-democratica-de-todas