DEIXEM-ME ENVELHECER! #hashtag

a49cdb808f4067e04c2f32d97f3971e4

“Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses”.

 Rubem Alves.

Deixem-me envelhecer sem compromissos e cobranças,

Sem a obrigação de parecer jovem e ser bonita para alguém,

Quero ao meu lado quem me entenda e me ame como eu sou,

Um amor para dividirmos tropeços desta nossa última jornada,

Quero envelhecer com dignidade, com sabedoria e esperança,

Amar minha vida, agradecer pelos dias que ainda me restam,

Eu não quero perder meu tempo precioso com aventuras,

Paixões perniciosas que nada acrescentam e nada valem.

Deixem-me envelhecer com sanidade e discernimento,

Com a certeza que cumpri meus deveres e minha missão,

Quero aproveitar essa paz merecida para descansar e refletir,

Ter amigos para compartilharmos experiências, conhecimentos,

Quero envelhecer sem temer as rugas e meus cabelos brancos,

Sem frustrações, terminar a etapa final desta minha existência,

Não quero me deixar levar por aparências e vaidades bobas,

Nem me envolver com relações que vão me fazer infeliz.

Deixem-me envelhecer, aceitar a velhice com suas mazelas,

Ter a certeza que minha luta não foi em vão: teve um sentido,

Quero envelhecer sem temer a morte e ter medo da despedida,

Acreditar que a velhice é o retorno de uma viagem, não é o fim,

Não quero ser um exemplo, quero dar um sentido ao meu viver,

Ter serenidade, um sono tranquilo e andar de cabeça erguida,

Fazer somente o que eu gosto, com a sensação de liberdade,

Quero saber envelhecer, ser uma velha consciente e feliz!!!

Autora: Concita Weber

5 comentários sobre “DEIXEM-ME ENVELHECER! #hashtag

  1. Ótima postagem com excelentes reflexões! Atualmente assistimos uma luta insana contra o envelhecimento. Admiro, respeito e aceito também com dignidade meus longos anos já vividos e sem esta neura de ser sempre jovem! Parabéns pelas sábias palavras amiga! Abraços!

    Curtir

    • Theiais, olá. Que bom que gostou, adorei sua visita ao meu Blog.Temos tantas histórias de vida e tenho orgulho de me mostrar como sou… queremos ser nós mesma… inteira… cada ruginha demostra que foram anos muito bem vividos. Bjs.

      Curtir

      • Sou Concita Weber autora do poema Deixem-me Envelhecer. Esse poema foi publicado no meu livro: O Topo da Montanha, em 2014, pela Editora Biblioteca24horas – São Paulo. E esse livro está protegido por direitos autorais. Foi registrado na Fundação Biblioteca Nacional (Ministério da Cultura) Escritório de Direitos autorais, registro 160.297, livro 265, folha 427. A Silvana Freygang, além de publicar o meu poema em seu nome, na página Faculdade da Felicidade, ainda fez uma nova pontuação que não me agradou. Sou grata a todas as pessoas que compartilharam meu poema e que virão a compartilhar, mas por questão de direito e de justiça, peço as pessoas que compartilharam esse poema com o nome Silvana Freygang, que tenha a gentileza e consideração de citar o meu nome como autora. Antecipo os meus maus sinceros agradecimentos. Concita Weber

        Curtir

      • Desculpe Concita Weber… eu não sabia disto! Vou citar a sua autoria neste seu lindo poema… também agradeço a sua gentileza em permitir que eu compartilhe este poema no meu Blog. Abraços

        Curtir

Deixe uma resposta para Bia Perez Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s