DEIXEM-ME ENVELHECER! #hashtag

a49cdb808f4067e04c2f32d97f3971e4

“Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses”.

 Rubem Alves.

Deixem-me envelhecer sem compromissos e cobranças,

Sem a obrigação de parecer jovem e ser bonita para alguém,

Quero ao meu lado quem me entenda e me ame como eu sou,

Um amor para dividirmos tropeços desta nossa última jornada,

Quero envelhecer com dignidade, com sabedoria e esperança,

Amar minha vida, agradecer pelos dias que ainda me restam,

Eu não quero perder meu tempo precioso com aventuras,

Paixões perniciosas que nada acrescentam e nada valem.

Deixem-me envelhecer com sanidade e discernimento,

Com a certeza que cumpri meus deveres e minha missão,

Quero aproveitar essa paz merecida para descansar e refletir,

Ter amigos para compartilharmos experiências, conhecimentos,

Quero envelhecer sem temer as rugas e meus cabelos brancos,

Sem frustrações, terminar a etapa final desta minha existência,

Não quero me deixar levar por aparências e vaidades bobas,

Nem me envolver com relações que vão me fazer infeliz.

Deixem-me envelhecer, aceitar a velhice com suas mazelas,

Ter a certeza que minha luta não foi em vão: teve um sentido,

Quero envelhecer sem temer a morte e ter medo da despedida,

Acreditar que a velhice é o retorno de uma viagem, não é o fim,

Não quero ser um exemplo, quero dar um sentido ao meu viver,

Ter serenidade, um sono tranquilo e andar de cabeça erguida,

Fazer somente o que eu gosto, com a sensação de liberdade,

Quero saber envelhecer, ser uma velha consciente e feliz!!!

Autora: Concita Weber

Anúncios

5 comentários sobre “DEIXEM-ME ENVELHECER! #hashtag

  1. Ótima postagem com excelentes reflexões! Atualmente assistimos uma luta insana contra o envelhecimento. Admiro, respeito e aceito também com dignidade meus longos anos já vividos e sem esta neura de ser sempre jovem! Parabéns pelas sábias palavras amiga! Abraços!

    Curtir

    • Theiais, olá. Que bom que gostou, adorei sua visita ao meu Blog.Temos tantas histórias de vida e tenho orgulho de me mostrar como sou… queremos ser nós mesma… inteira… cada ruginha demostra que foram anos muito bem vividos. Bjs.

      Curtir

      • Sou Concita Weber autora do poema Deixem-me Envelhecer. Esse poema foi publicado no meu livro: O Topo da Montanha, em 2014, pela Editora Biblioteca24horas – São Paulo. E esse livro está protegido por direitos autorais. Foi registrado na Fundação Biblioteca Nacional (Ministério da Cultura) Escritório de Direitos autorais, registro 160.297, livro 265, folha 427. A Silvana Freygang, além de publicar o meu poema em seu nome, na página Faculdade da Felicidade, ainda fez uma nova pontuação que não me agradou. Sou grata a todas as pessoas que compartilharam meu poema e que virão a compartilhar, mas por questão de direito e de justiça, peço as pessoas que compartilharam esse poema com o nome Silvana Freygang, que tenha a gentileza e consideração de citar o meu nome como autora. Antecipo os meus maus sinceros agradecimentos. Concita Weber

        Curtir

      • Desculpe Concita Weber… eu não sabia disto! Vou citar a sua autoria neste seu lindo poema… também agradeço a sua gentileza em permitir que eu compartilhe este poema no meu Blog. Abraços

        Curtir

  2. Pingback: A ÚLTIMA SACANAGEM DO CRIADOR CONTRA NÓS – Um canceriano sem lar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s