10 BENEFÍCIOS INESTIMÁVEIS QUE VIAJAR PROMOVE PARA A SAÚDE E A VIDA.

viagem beneficios. 3

“Viajar é a melhor forma de se perder e de se encontrar ao mesmo tempo”. Benna Smith

Viajar promove benefícios que vão muito além do entretenimento, pois entrar em contato com o novo promove mudanças físicas e mentais. Abaixo, conheça 10 benefícios de uma viagem para a saúde e não entenda porque não deve economizar nesse auto investimento.

1- Mudança de rotina

Nós vivemos baseados em um mundo de rotinas para que as coisas aconteçam e tenham ordem. Nós temos horários que devemos cumprir, entretanto, com o tempo, essa repetição pode se tornar estressante e nos impedir de enxergar novas possibilidade. Viajar é quebrar esse ciclo de repetição e para que percebamos que podemos fazer coisas de maneira diferente.

2- Você fica menos preconceituoso (a).

Viajar permite conhecer coisas novas e ter contato com mundos e pessoas diferentes. Ao conhecê-los, em vez de temê-los e evitá-los, você perceberá que eles só têm a somar. Preconceito é fruto de ignorância e medo.

3- Maior criatividade.

Novas experiências aumentam o nosso leque de referências mentais. É tudo sobre se meter em situações novas e transformá-las em experiências surpreendentes. Isso definitivamente te deixa mais criativo. Quando você estiver em lugar diferente, posturas diferentes serão tomadas por você – mesmo que não queira.

4- Você pode redefinir a relação que você tem consigo mesmo e até com os outros.

Todo mundo precisa de um tempo sozinho, e viagens podem promover isso. A distância e algum tempo sem as companhias habituais permitem que valorizemos mais quem gostamos e tenhamos momentos mais construtivos com elas, quando as oportunidades permitem.

5- Maior confiança e autoestima.

Viajar e aprender são verbos que andam juntos. Nós temos que experienciar coisas novas, perguntar, resolver, escolher…

Se a “ocasião faz o monge”, mesmo os mais tímidos precisam aprender a se virar em locais diferentes.

Esse jogo de cintura exigido pela viajam deixa a pessoa mais confiante para enfrentar outras situações no futuro.

viagem beneficios. 2

6- Aumento da habilidade social.

Não há nada como se mudar ou viajar para fazer você perceber que, onde quer que você esteja, você desenvolverá laços afetivos e passará a se preocupar com pessoas diferentes, e, a parte boa: elas também se preocuparão com você. Em um lugar estranho tudo o que você fizer envolverá o contato com uma pessoa estranha.

7- Maior adaptação a mudanças.

Mergulhar fora de sua zona de conforto também faz você perceber que, independentemente da idade, é um novato na vida. Essa falta de controle nos torna mais maleáveis e adaptados.

8- Aumento da capacidade cognitiva.

Vocês sabiam que motoristas da táxi possuem a região do cérebro relacionada a localização espacial mais desenvolvida? Pois é, isso acontece porque eles são obrigados a aprender e memorizar caminhos o tempo todo. O mesmo pode acontecer com todas as funções que você estimular. Os exercícios de neurótica, por exemplo, consistem basicamente em fazer as mesmas coisas de maneira diferente. Fazer isso viajando pode ser uma opção melhor ainda.

viagem beneficios.1

9- Colocar o corpo em movimento.

Corpo saudável é compor que se movimenta. Pessoas que viajam costumam ser menos propensas ao sedentarismo e as sequelas disso.

10- Novas histórias.

O ser humano é feito de histórias. São as histórias de nossas vidas que dizem quem somos. Logo, criar histórias é dar mais vida a nossa vida, mais sonho aos nossos sonhos, mais esperanças aos nossos dias.

Depois desses 10 itens a pergunta que fica é, quando será sua próxima viagem? Eu já estou planejando a minha.

Fonte: Por Josie Conti do site CONTI outra.

Anúncios

O ASILO DOS MEUS SONHOS!

Déa Januzzi, nos presenteando com mais uma bela crônica, leia:

Um dia, ainda vou construir um asilo para velhos. Mas a primeira medida que vou tomar será achar um outro nome para asilo, que não lembre morredouro, como proclamou Simone Beauvoir, no livro Envelhecer, para definir um lugar onde os velhos são depositados para morrer. Não vou mudar só o nome, mas também a filosofia. Vou pintar as paredes do asilo com as cores do arco-íris, abusar dos amarelos, laranjas e vermelhos. Vou abolir os azulejos brancos, insípidos, frios como lápides. Colocar girassóis nas janelas. Vou plantar grama por toda a parte interna da casa, para que os velhos andem descalços e sintam a relva roçar os pés como cócegas.

No asilo que vou construir haverá quintal, jardins e árvores por todos os lados. As janelas estarão sempre abertas para o vento que vai entrar pelos cômodos, passear pelos cabelos dos idosos, levantar as saias e os chapéus, arejar os corações com o aroma das manhãs. Colocarei uma fonte luminosa em cada corredor. Nada de bingo e orações em excesso. Os idosos da minha comunidade vão pintar sóis ao despertar de cada dia, com os próprios pés, que serão mergulhados em baldes de tinta. O ritual será como um escalda-pés de cores. Vou ungir os velhos com a minha fé num mundo novo. No meu asilo, que definitivamente não terá esse nome, não permitirei capelas por todos os lados, como se os idosos já estivessem à beira da morte. Nada de missa demais, cânticos de qualquer igreja, com honrosa exceção para o canto gregoriano dos monges beneditinos, pois os idosos precisam de bancos ao ar livre e não de sepulcros.

Vou pintar o teto de azul e colocar estrelas fosforescentes, para que eles durmam com os olhos nas constelações. Não haverá escuridão nem gritos depois que as luzes se apagarem, mas o brilho das estrelas do teto, sob o ruído suave e persistente das fontes. Todos os idosos poderão ter um animal de estimação, um pássaro, uma tartaruga, um cão, um gato. Mesmo que de pelúcia. Todos poderão verter lágrimas. O choro será livre, em nome dos filhos que os abandonaram sem deixar endereço. Haverá o dia de chorar pelos filhos que enterraram os pais vivos nos asilos. Neste dia, todos os idosos poderão xingar, gritar, deixar toda a raiva sair para fora, como um mar de ondas revoltas.

Os almoços serão sempre festivos e a comida terá um sabor especial, com temperos suaves. Não dispensarei alho, cebola, manjericão, alecrim, sálvia, salsinha, cebolinha. Com gosto de viver, para que o paladar se torne cada vez mais apurado. Nada de pratos de alumínio ou de plásticos. Os idosos vão comer em pratos que escolherão. Haverá o dia da sobremesa que tem gosto de infância, como ambrosia, arroz doce, bala delícia, brigadeiro, amor em pedaços.

O café da manhã será uma celebração. Amanhecer na velhice é mais do que um privilégio, é festejar mais um dia de vida, mais uma dádiva, que será posta na mesa junto com o café com leite, pães feitos por Magui, no Sítio Sertãozinho, com ervas e boas intenções, além de iogurte, cereais, mel e frutas. O café da manhã vai durar uma eternidade. Será uma espécie de ritual, com músicas da nova era para despertar os sentidos. Depois, haverá aulas de alongamento e todos irão para o jardim, tomar sol e brincar. Haverá até um quarto de brinquedos, pois os velhos se tornam crianças. É a idade do desconhecimento, de falar e de fazer o que tiver vontade. Que o diga dona Conceição, de 75 anos, que vive num asilo da capital. Ela não se desgruda de uma enorme boneca de borracha. Ela só encontrou a paz da velhice, depois que teve uma boneca entre os braços, para cuidar, proteger, ser útil. A boca entreaberta da boneca revela que Conceição não a deixa com fome. Pedacinhos de pão escorregam pela boca da bonequinha.

No meu asilo, que não terá esse nome definitivamente, não será pecado envelhecer, ter rugas e cabelos brancos. Para isso, vou pedir ajuda aos contadores de história, aos Doutores da Alegria, aos Anjos da Dança, aos terapeutas de Alexandria e holísticos, aos tanatologistas, aos psicólogos das oficinas da memória, aos mágicos, palhaços, aos artistas, para que se revezem no ofício de transmutar a vida. No meu asilo, que não terá esse nome definitivamente, os velhos vão poder namorar, casar, separar, porque o sexo não é coisa de jovem. O desejo não envelhece nunca.nem morre. Haverá bangalôs para os casais enamorados, a praça do footing, da pipoca e do algodão-doce e até um parque de diversões, com lago e patos. Haverá saraus de poesia, com declamação de poemas longos, infindáveis.

Os jovens farão de seus braços bengalas para os velhos. Juntos, eles caminharão pelas alamedas, serão companheiros nessa viagem pelo tempo de viver. O passado e o futuro, sem confronto, porque o respeito será traduzido em abraços, rodas de conversas, música, malabarismo e até fogueiras nas noites de inverno, com canjica, quentão e quadrilha. E, quem sabe, um copo de vinho tinto. Haverá óleos essenciais para massagens curativas. Os corpos dos velhos exalarão o doce perfume de sândalo.

Eles poderão rabiscar as paredes. Cada morador dessa comunidade poderá levar para o seu quarto, lembranças de antigas casas: panelas, porta-retratos, quadros, cadeiras de balanços, xícaras de porcelana, cristais, álbuns de fotos, linhas, baús, xales, tudo o que levar ao aconchego, todas as recordações afetivas. Ninguém poderá destituir os mais velhos de seus pertences e recordações. Nessa comunidade, com certeza, eu levaria até a minha mãe, para morar no andar debaixo do meu sótão, bem junto de mim. Quando eu estiver lá em cima, escutarei o barulho da cadeira de balanço a ranger ternura, exalar história e sabedoria por todas as frestas desse asukim que não terá esse nome nem cheiro de solidão.

Esta crônica foi publicada originalmente no jornal Estado de Minas.

UM BRINDE Á NÓS!

Bia Barco Bus Paris 2015-06-09 19.42.13

“A vida é tão perfeita que nos dá a chance de recomeçar a todo instante”. Andreza Filizzola

 “Gostaria de te desejar muitas coisas. Mas nada seria suficiente. Então, desejo apenas que vocês tenham muitos desejos… Desejos grandes! E que eles possam te mover a cada minuto, ao rumo de sua felicidade!” (Drummond). 

Hoje é o aniversário do nosso casamento, 15 anos juntos…. com meu amor, amigo e companheiro… da pessoa mais importante que preenche minha vida, meu coração e minha alma! Parabéns maridinho. Parabéns família! Sabe preciso contar algumas coisas pra você (s)…

Valeu a pena conhecer você… Valeu a pena ter deixado o destino nos fazer encontrar, na hora certa… um momento único! Valeu a pena ter correspondido ao primeiro impulso… Valeu a pena ter ultrapassado barreiras… Valeu a pena acreditar que podia dar certo e ter seguido em frente… Valeu a pena ter tido paciência… e esperança! Valeu a pena ter tido compreensão… ter recebido e dado tanto amor… Valeu a pena ter feito amor… e ter me doado completamente a você e aos seus filhos… Valeu a pena ter cuidado dos meus filhos… dos seus filhos… dos nossos filhos!

Valeu a pena ter dado uma chance ao destino de nos conhecermos melhor… e nos entregarmos de corpo e alma… Valeu a pena juntos termos reconstruído nossas famílias… Valeu a pena ter escolhido você pra caminhar comigo… seguir a vida… construir uma nova história… a nossa história!

Valeu a pena superarmos os problemas juntos… tentar e tentar… Valeu a pena cada um dos desafios enfrentados… desafios que nos fortaleceram… e juntos tentamos supera-los… erramos e acertamos tantas vezes… E foram (que são) tantas!!!! Insistimos e superamos todos juntos… e os desafios nos levaram longe… ainda estamos adquirindo nossas aprendizagens! Refizemos e construímos uma nova família, a nossa família… linda, pulsante, viva, intensa…  com toda a imperfeiçoes que a vida nos proporciona … mas tudo baseada no amor e na compreensão. Continuamos aprendendo ainda todos… dia a dia!

Valeu a pena tudo! Tudo isso mesmo… valeu a pena!!!

Quero que saiba meu amor (e todos da nossa família) que valeu e vale muito a pena sim estar compartilhando minha vida com você (s)… Vale a pena tudo que somos, quando estamos juntos! Somos todos loucos… uns pelos outros!

Vale a pena amadurecer e envelhecer junto com você… é uma benção, só tenho o que agradecer. Vale muito a pena, tudo mesmo!

1

Com vocês, nossos filhos adorados nos completando ainda mais: Bruno, Michelle, Ca e André.

Amo muito a nossa família, que agora vem crescendo… com os netinhos chegando João PedroEva e Noah… lindos e maravilhosos, nos completando ainda mais, alegrando mais ainda tudo o que já tínhamos… Tudo floresce da melhor maneira que poderíamos ter e ser… é a vida que se transforma e renova.

Vale muito a pena, tudo mesmo!

Com vocês sempre junto conosco, e vem completando e aumentando com suas famílias… Bruno e Vanessa; Michelle e Fabio; Cá e Renaud… só tenho a agradecer.

Vale a pena brindar a vida com você… Nossa vida esta perfeita do jeitinho que é! Confesso que faria tudo novamente, igualzinho!!!

Te amo muito viu Zé?

E vocês nossos meninos! As suas famílias… aos nossos queridos netinhos… Um brinde a todos nós!

 

 

SER VELHO É LINDO!

“Envelhecer ainda é a única maneira que se descobriu de viver muito tempo”. Charles Saint-Beuve

Gosto muito deste olhar sobre o envelhecer! Mirian Goldenberg compartilha aqui os resultados de sua pesquisa sobre como os homens e mulheres envelhecem, e a velhice é algo belo, ser velho é lindo! Mirian é Professora Titular do Departamento de Antropologia Cultural e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Doutora em Antropologia Social pelo Programa de Pós Graduação em Antropologia Social do Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Colunista de jornal e autora de vários livros. Assistam ao vídeo:

Lindo pensar que estamos caminhando pra um aprendizado de vida, perfeita! E você já pensou sobre isso?

 

COMO CHEGAR AOS 100 ANOS… DE BEM COM A VIDA! QUEM QUER CHEGAR LÁ?

Bia brinde Reins 2015-06-02 14.25.58.jpg

“Envelhecer! Penso que estar viva, dá muito trabalho…, mas estar de bem com a vida, dá mais trabalho ainda…, sendo compensatório e maravilhoso!” Bia Perez

O que fazer para conseguir chegar aos 100 anos de bem com a vida? Esta é uma pergunta que todos nós fazemos algum dia. Podemos construir sim uma melhor qualidade de vida pra nós, desde cedo ou a qualquer momento… basta começar.

Hoje no dia do meu aniversário, eu fiquei pensando sobre isso… Sim, eu quero chegar aos 100 anos com uma melhor “qualidade de vida”.

Para que isso aconteça temos que dar uma parada e refletir… Já mudei alguns dos meus hábitos, rotinas e atitudes, durante estes últimos anos, que certamente estão contribuindo para a melhoria no meu envelhecer. Coisas que eu fazia antes e nem pensava sobre as suas consequências, precisaram ser revistas… e mudadas! E foram…

Quando percebi que pequenas mudanças (ou maiores, dependendo rsrsrs) em minhas rotinas (que me pareceram até simples) que eu fiz nos últimos anos, já trouxeram benefícios… me surpreendi… estão dando ótimos resultados. Tem trazido grandes melhorias na minha “qualidade de vida”, me fazendo sentir com mais disposição e bem animada… concluo então o quanto tudo isso vale a pena. Sempre tem uma nova descoberta, dicas para mudar… e muitas coisas ainda para aprender e compartilhar.

Quis trazer este assunto para vocês, sei que já ouvimos falar de muitas delas, mas entre o “ler e o fazer”, existe uma grande diferença… e levá-los a refletir melhor sobre todos os benefícios desde uma “Reeducação Alimentar” assim como de tantas outras dicas simples, que poderão nos trazer a curto prazo. Sair de uma vez da sua zona de conforto e do sedentarismo muda tudo.

São dicas que dependem de um pouco disciplina, de atenção e de certos cuidados. Podem ser simples, mas são bastante significativas e fazem toda a diferença… trazendo com certeza um envelhecimento bem melhor. Então porque esperar mais, né? Comece agora, o quanto antes!!!

DICAS E SUGESTÕES:

  • Exercícios e Movimentos, já: Não fique parado, deixe o sedentarismo de lado e comece a se movimentar o quanto antes. Inicie caminhando devagar e vá aumentando o ritmo aos poucos… trazem muito prazer e disposição. Algumas alternativas: Caminhadas leves e moderadas; Alongamentos; exercícios relaxantes; andar de bicicleta; natação; hidroginástica; musculação; yoga; meditação; jardinagem; dança; passear com o cachorro; exercícios aeróbicos… É importante variar os locais para se tornar mais agradável como: praças, jardins, praias. campo…

  • Reeducação Alimentar – Ingestão de uma melhor qualidade na alimentação, pensando em ser mais equilibrada e balanceada: Prefira consumir mais: proteínas; pratos mais coloridos; derivados de leite (queijos, manteigas, iogurte…); ovos; frango; peixe; legumes, verdura, frutas e grãos variados; menos frituras; prefira grelhados; diminuindo sal e o açúcar… entre outras.
  • Evitar o fumar!
  • Beber só socialmente!
  • Estimular a Memória: com leituras; escrever; palavras cruzadas, contas… uso de computador e internet entre outras. Estudar e aprender coisas novas…

  • Atividades Positivas em Relação a Vida: Tenha Projetos e planos sempre. Mantenha-se sempre ativo e participativo. Também precisamos: ter projetos; plantar; produzir coisas que nos deem prazer; ter Hobbies.
  • Relacionamentos Prazerosos: Sair com amigos de diferentes esferas; fazer novos amigos; namorar; conviver bastante com familiares; ser avós corujas…  Seja paciente e tenha gratidão.

  • Viajar e PassearIr a teatro, cinema, shows; fazer visitas culturais: a museus e a galerias de Arte… (saiba que depois dos 60 anos, você terá descontos em todas estas atividades). Saiba que nos transportes municipais estaremos isentos do pagamento da passagem (depois dos 60 anos, você terá gratuidade e descontos nos meios de transportes municipais e intermunicipais, verifique o valor com as empresas).
  • Ser voluntária, doando um pouco do seu tempo para ajudar outras pessoas, isso com certeza trará bens enormes e fará nos sentirmos pessoas melhores…

  • Ter Fé em si mesma. Escolher seus caminhos e acreditar que os desafios são aprendizagens de vida. Perceber que aprendemos muito mais com nossos erros e com os desafios da vida, do que com os acertos.
  • Seja Resiliente.

  • Ser sempre positiva: É muito bom ser otimista e procurar enxergar o lado bom das coisas. Aprecie um dia de cada vez…

 “Que a vida nos traga cada momento de longevidade.” Karen Stuart

Tenho muito o que fazer, rever e melhorar ainda… mas estou tentando, caminhando e animada…enfim comecei.

Assim chegaremos la!!!  Aos 100 anos… Vou tentar, quem sabe…

Um brinde 🥂

DIRETIVA ANTECIPADA DE VONTADE DOS PACIENTES – VOCÊ SABE O QUE É ISSO?

  img_4371

“Parei de implorar companhia dos outros… se quiser ficar fica… se não quiser, adeus.” Clarice Lispector.

Acho um assunto muito importante para refletirmos, pouco conhecido e pouco discutido entre as pessoas. Hoje com o aumento da expectativa de vida, temos que pensar sobre o que queremos para nós no futuro quando estivermos fragilizados e muito doentes. No dia 09/8/2012, a Resolução 1995/2012, o Conselho Federal de Medicina (CFM), regulamentou a utilização das Diretivas Antecipadas de Vontade (DAV), também conhecidas como testamentos vitais, completa agora seis anos. Este documento permite que as pessoas, antecipadamente, expressem suas escolhas quanto às diretrizes de um tratamento médico futuro, caso fiquem impossibilitadas de manifestar a vontade em virtude de acidente ou doença grave.

A regulamentação ajudou a impulsionar e disseminar a lavratura de testamentos vitais em todo o País. Qualquer pessoa plenamente capaz pode fazer seu testamento vital perante um tabelião de notas. Basta apresentar seus documentos pessoais e declarar que tipo de cláusulas deseja incluir. A escritura será apresentada posteriormente aos médicos pelos familiares ou por quem o declarante indicar caso futuramente ele seja acometido por uma doença grave ou fique impossibilitado de manifestar sua vontade em decorrência de algum acidente“, detalhou o presidente do Colégio Notarial do Brasil – Seção São Paulo, Andrey Guimarães Duarte.

No testamento vital não se pode prever a eutanásia – procedimento proibido no Brasil e que ocorre quando o médico induz a morte do paciente. Na verdade, o testamento vital não se trata verdadeiramente de um testamento, mas de uma escritura pública que produzirá efeitos enquanto o testador ainda estiver vivo, com a finalidade de garantir a dignidade do tratamento do paciente.

Na escritura, a pessoa determina o tipo de tratamento que quer ser submetida. Além disso, é possível designar um ou mais representantes, que tomem decisões sobre tratamentos em nome dela quando já não estiver mais consciente”, explica Andrey Guimarães Duarte, presidente da seção São Paulo do CNB. A Diretiva Antecipada de Vontade (DAV) permite que o paciente escolha previamente a que tipo de tratamento médico deseja ou não ser submetido, preservando o direito à vida e morte dignas.

10 Motivos pra fazer o Testamento Vital:

1. Dignidade. A Diretiva Antecipada de Vontade (DAV) permite que o paciente escolha previamente a que tipo de tratamento médico deseja ou não ser submetido, preservando o direito à vida e morte dignas.

2. Tranquilidade. A DAV não antecipa a morte do paciente (eutanásia), apenas garante que ela ocorra de modo natural ou permite o seu retardamento, conforme a vontade do paciente.

3.  Respeito. A DAV feita por escritura pública gera tranquilidade ao paciente de que a sua vontade será respeitada quando ele não puder mais se manifestar.

4. Paz. A DAV proporciona maior conforto e menos sofrimento para a família do paciente no momento de dor.

5. Segurança. A escritura pública oferece maior segurança para o médico cumprir integralmente os desejos do paciente, resguardando-o contra eventuais pressões de seus familiares.

6. Autonomia. A DAV pode ser feita por qualquer pessoa, a qualquer tempo, desde que ela esteja lúcida e consiga expressar a sua vontade quanto ao destino de seu próprio corpo.

7. Lealdade. Pela DAV é possível nomear um procurador para ficar responsável por apresentar aos médicos e à família do paciente, os desejos e escolhas antecipadamente feitas por ele.

8. Revogabilidade. A DAV pode ser alterada ou revogada a qualquer tempo, desde que o paciente esteja lúcido.

9. Perpetuidade. A DAV fica eternamente arquivada em cartório, possibilitando a obtenção de segunda via (certidão) do ato a qualquer tempo.

10. Liberdade. É livre a escolha do tabelião de notas qualquer que seja o domicílio.

Conheça um pouco o que dispõe a: Diretiva antecipada de vontade de pacientes – RESOLVE:

Art. 1o Definir diretivas antecipadas de vontade como o conjunto de desejos, prévia e expressamente manifestados pelo paciente, sobre cuidados e tratamentos que quer, ou não, receber no momento em que estiver incapacitado de expressar, livre e autonomamente, sua vontade.

Art. 2o Nas decisões sobre cuidados e tratamentos de pacientes que se encontram incapazes de comunicar-se, ou de expressar de maneira livre e independente suas vontades, o médico levará em consideração suas diretivas antecipadas de vontade.

§ 1o Caso o paciente tenha designado um representante para tal fim, suas informações serão levadas em consideração pelo médico (respeitando-se as disposições do Código de Ética Médica).

Fonte: http://www.migalhas.com.br/dePeso/16,MI257492,51045-As+diretivas+antecipadas+de+vontade+na+jurisprudencia+brasileira

COMO LIDAR COM A DOR NA RELAÇÃO SEXUAL, DEPOIS DA MENOPAUSA.

“Todos os seres humanos ocultam a verdade nos assuntos sexuais”. Sigmund Freud

O Dia dos namorados está chegando é bom saber que… A sexualidade é um dos aspectos mais importantes da vida, enquanto vida tivermos – essa é uma grande verdade!!

Porém, no envelhecimento, homens e mulheres precisam encarar as transformações físicas e emocionais que podem afetar a vida sexual, a afetividade e autoestima. É preciso adaptar-se à essa nova fase de vida, reinventando-se continuamente. Para tudo tem alguma solução!

 

Para a mulher, a redução do hormônio feminino (estrogênio) na menopausa pode provocar disfunções sexuais como redução da lubrificação vaginal (vagina seca), diminuição do desejo sexual (libido)), dor ou ardor na relação sexual (dispareunia), e contração involuntária da vagina (vaginismo).

Mas o que é dispareunia?

A dispareunia – dor, ardor ou desconforto na penetração durante a relação sexual é considerada primária quando acontece desde a primeiro ato sexual, persistindo durante a vida. É considerada secundária quando aparece anos depois de relações sexuais satisfatórias e sem dor.

São várias as causas do desconforto tais como: inflamações ginecológicas, infecção urinária, lesões de pele ao redor da vulva, mioma uterino e outros. A dor também pode ocorrer em função de questões emocionais como tristeza, depressão, ansiedade, estresse.

Depois da menopausa com o ressecamento da vagina pela carência do hormônio feminino aumentam os casos de dispareunia. 

E o vaginismo?

O vaginismo é a contração involuntária dos músculos da vagina, dificultando a penetração e causando dor na relação sexual.  Também é considerado primário quando acontece desde a primeira relação sexual e secundário quando ocorre depois de anos de relações satisfatórias.

Importante saber que o vaginismo pode ocorrer em função da dispareunia. A mulher passa a contrair os músculos da vagina com medo da dor da penetração.

É frustrante para a mulher não ter uma relação sexual com o mesmo prazer de antes, mas muitas (especialmente as que tiveram uma educação mais repressora) preferem calar-se, suportar a dor durante a penetração porque consideram que isso faz parte da sua vida conjugal. Conformam-se com a condição e não expõe seus problemas nem para o parceiro de longa data.

Mas como lidar com a dispareunia e o vaginismo?

O tratamento vai depender das causas da dor e desconforto na relação sexual, mas se for secura vaginal provocada pela carência do estrógeno há muitas possibilidades de cuidados, vamos falar sobre algumas delas?

 

Converse com o parceiro sexual

Muitas mulheres tem dificuldade em expor a condição para o parceiro sexual, o que leva a sentimentos de frustração, raiva, culpa e distanciamento. É importante que o homem compreenda junto com a mulher que a dor e a contração vaginal é uma condição real que precisa ser avaliada e tratada com seriedade. A mulher não está criando caso!!

Precisamos superar a dificuldade e propor o diálogo, acreditando que o sexo é natural e que podemos viver boas experiências depois da menopausa.

Capriche nas preliminares

As rapidinhas do passado quando o corpo feminino respondia mais rapidamente ao apelo sexual podem ser substituídas pela caprichadinhas que podem ser muito prazerosas. Você tem mais tempo? Filhos crescidos? Capriche nas preliminares. Namore bastante, faça pausas no namoro. Para que a pressa? As preliminares aumentam o tempo de prazer e podem ser agradáveis para homens e mulheres.

O carinho e o toque antes da penetração ajuda (e muito) na excitação e na lubrificação vagina na mulher em menopausa.

Use Gel lubrificante Íntimo.

Existem no mercado várias marcas de gel lubrificantes à base de água que devem ser colocados minutos antes da penetração sexual e que substituem de uma forma bem satisfatória a lubrificação natural. Converse com o parceiro sobre isso, inclua-o na colocação. Lembre: o gel pode fazer parte do jogo sexual.

Experimente, oriente suas amigas a fazê-lo também!! Há muitas mulheres que desconhecem isso.

Invista na sua Autoestima

Há vários fatores fisiológicos e culturais que nos desafiam e contribuem para a baixa autoestima no envelhecimento: rugas, cabelos brancos, pele seca, diminuição da lubrificação vaginal…

Mas esse é um bom momento para vivermos. Podemos usar o aprendizado da maturidade e olhar para nós mesmos com um olhar mais amoroso e compreensivo, investindo no respeito próprio e no autoconhecimento e autoestima.

Faça exercícios que fortaleçam o Músculo do Assoalho Pélvico 

Recentemente publicamos no blog infor Já ouviu falar em exercícios de Kegel? Veja https://www.google.com.br/amp/s/pt.m.wikihow.com/Fazer-Exerc%C3%ADcios-Kegel%3famp=1… Eles fortalecem o músculo do Assoalho Pélvico, prevenindo incontinência urinária e fecalflacidez pós parto e outros problemas do assoalho pélvico como “bexiga caída”, por exemplo. Podem ajudar também a melhorar o prazer sexual e a possibilidade de atingir o orgasmo. 

_1 IDOSOS FELIZES GRANDE 4.jpg

Procure ajuda médica 

É muito importante conversar com seu médico sobre o assunto, que vai investigar e propor um tratamento de acordo com a origem da dor e desconforto.

Para algumas mulheres o médico poderá indicar a reposição hormonal e uso de pomadas ginecológicas hormonais (que ajudam muito). As consultas com o médico para tratar de assuntos da mulher, devem ser no mínimo anuais.

Se necessário busque ajuda psicológica

É importante sair da suposta zona de conforto de não tocar no assunto e não encarar a realidade. As chances de termos uma vida sexual prazerosa depois da menopausa são grandes quando existe a vontade de encarar o problema e buscar as possibilidades de tratamento e mudanças. Se necessário procure ajuda psicológica.

Preocupe-se mais com a falta de cuidado do que com as possibilidades de desenvolvimento dessa área tão importante para o ser humano.

Lembrando que o desenvolvimento da sexualidade é individual e cada pessoa tem sua forma de vivê-la, não podíamos deixar de falar das mulheres que fazem sexo com mulheres. O corpo feminino exige cuidados e atenção iguais e as mudanças da menopausa também. 

Todas as informações aqui são válidas para toda a forma de prática sexual com penetração, incluindo instrumentos ou brinquedos sexuais, ok? Conversar com seu médico de confiança e ler sobre o assunto pode ajudar muito.

Gostaram?

Leia também: https://oterceiroato.com/2018/01/31/sexo-depois-dos-50-anos-problemas-que-eles-e-elas-enfrentam/

https://oterceiroato.com/2018/01/24/9-artificios-que-tornam-o-sexo-possivel-e-mais-gostoso-na-3a-idade/

https://oterceiroato.com/2018/03/21/sexualidade-depois-dos-60-anos/

Matéria de Mª Aparecida Costa, do Blog Viver depois dos 50.

MAIS VELHOS VIVEM MAIS SATISFEITOS DO QUE JOVENS, ESTUDO O MOSTRA.

“Tem pessoas velhas com almas jovens e jovens que já são velhos”! Daniel Godri Junior.

Gosto destes assuntos…rsrsrs. Estudos mostram que as pessoas mais velhas vivem mais satisfeitos do que jovens. Adorei isso que Maya Santana, do Blog 50emais, publicou sobre este tema.Trata-se de um artigo do jornal El País, assinado por Daniel Mediaville, onde divulga o resultado de uma pesquisa, tem o maior sentido pra mim… “Os cientistas continuam acumulando provas que indicam que os anos, apesar de nos tornarem mais feios (será?) e menos ágeis, nos deixarão mais felizes, mas ainda não se depararam com uma explicação completamente satisfatória que explique a tendência” – diz Daniel.

Com base na minha experiência pessoal, eu acho que essa maior sensação de bem estar tem a ver o grau de liberdade que se adquire com a idade. Não se dá tanta importância mais ao que os outros falam. Ficamos mais autênticos, nos sentindo mais livres para levar a vida que queremos levar. Tudo isso conta para que tenhamos um maior grau de satisfação com o viver. Leia o artigo:

Nós, seres humanos, sentimos uma intensa atração pelo que nos faz mal. Adoramos as bebidas açucaradas, as comidas gordurosas e passar as férias em casal. Também desejamos ser jovens eternamente, apesar de que, como uma grande quantidade de estudos mostrou, somos mais felizes quando nos aproximamos da velhice. Pesquisas em dezenas de países indicam um padrão bastante generalizado. A maior parte das pessoas dá uma pontuação elevada quando se pergunta a elas sobre sua satisfação com a vida durante os primeiros anos da casa dos 20. Depois, essa satisfação cai, com a menor pontuação ao redor dos 50. A partir daí, a felicidade cresce progressivamente, até mesmo

escada ceu

na faixa dos 90. Na semana passada foram publicados os resultados de um trabalho norte-americano sobre idade e bem-estar psicológico que confirma, com algumas nuances, essa ideia. O estudo, baseado na resposta de 1.546 pessoas dos Estados Unidos e publicado na revista Journal of Clinical Psychiatry por pesquisadores da Universidade da Califórnia, de San Diego, mostra uma tendência a se sentir melhor consigo mesmo e com a vida “ano após ano e década após década”. Além disso, constatou-se o paradoxo de que, apesar da deterioração física e cognitiva, a saúde mental das pessoas idosas era melhor que a das mais jovens. Em contrapartida, os autores viram que os jovens na casa dos vinte e dos trinta anos tinham elevados níveis de estresse e mais sintomas de depressão e ansiedade. A diferença incorporada nesse artigo em relação a anteriores que exploraram as relações entre a idade e o bem-estar psicológico é que, em lugar da habitual forma de U, a progressão do bem-estar é linear dos 20 aos 90 anos.

ENVELHECER 2

Os cientistas continuam acumulando provas que indicam que os anos, apesar de nos tornarem mais feios e menos ágeis, nos deixarão mais felizes, mas ainda não se depararam com uma explicação completamente satisfatória que explique a tendência. Uma das possibilidades, apontam os autores, é que exista uma reserva emocional que ajude a contrabalançar a deterioração física, do mesmo modo que alguns sistemas cognitivos passivos equilibram a perda de algumas capacidades. Recentemente foi publicado um estudo que mostrava como o cérebro se reorganiza para compensar a perda de capacidade auditiva.

Outro mecanismo apontado pelos responsáveis do estudo é que com os anos se ganha habilidade na gestão das emoções e na gestão de decisões sociais complexas. Alguns estudos descobriram que com a passagem do tempo as pessoas experimentam menos emoções negativas e mostram um viés cada vez maior para memórias positivas.

Todos esses recursos, além da aprendizagem vital, podem estar relacionados com mudanças físicas produzidas pelo envelhecimento. Segundo explica o pesquisador Dilip Jeste, autor principal do trabalho, foi observado que “a amídala, a parte do cérebro associada com a percepção emocional, se torna menos sensível às situações estressantes ou negativas”. Além disso, “os níveis de dopamina no circuito de recompensa do cérebro decaem com a idade”, acrescenta. Ambas as mudanças facilitam o controle das emoções e geram uma maior sensação de bem-estar.

exercise-class

Estas mudanças biológicas, que mostram que muitas vezes os impulsos inscritos em nossos genes pela evolução não têm por que serem o melhor para nossos interesses pessoais, foram observadas em nossos parentes animais mais próximos. Um estudo com 500 chimpanzés e orangotangos também revelava indícios de uma crise da meia idade por volta dos 30 anos. Neste caso, porém, à subjetividade dos participantes que completam as pesquisas nas quais se avalia a própria felicidade se acrescentava que não foram os próprios primatas que julgaram seu nível de bem-estar, mas seus cuidadores.

Os autores do artigo reconhecem que será necessário muito trabalho para explicar esse fenômeno aparentemente contraditório. Esse conhecimento, além de pintar um futuro promissor para todos, ajudará a orientar melhor os tratamentos de saúde mental e adaptá-los às necessidades reais de cada idade.

Bom saber disso né?

Fiquei mais tranquila rsrsr

EU VOU SER VOVÓ… PELA PRIMEIRA VEZ… Á DISTÂNCIA…

LONDRES Compras-em-Londres-Inglaterra-2

“… E eu, avó de primeira viagem… inicio a caminhada por essa nova e longa etapa de minha vida. Novos sentimentos vou descobrindo… Ser avó pela primeira vez é um marco único… importante e  definitivo na nossa vida. Ser vovó á distância…  é outro desafio a se vencer”. Bia Perez.

Ser avó, para nós mulheres, é a possibilidade de criar novos rumos no viver, re-contar histórias, escrever, registrar os eventos… Este é um deles…

Parto hoje daqui  (com o coração pequenininho)… depois de um tempo (77 dias) juntinho… curtindo meu neto, filho e nora que agora passam a morar aqui… tão distantes do Brasil. Lembranças lindas e  doces… é tudo que levo comigo hoje.

Sim vou pensar em vocês a cada passo que der. Espero que a vida os trate muito bem.  E espero que tenham tudo que sonharem! Na vida temos que ter a coragem de abraçar todas as oportunidades que nos aparacem… e acreditar em nossos sonhos. Isto vocês fizeram e só tenho a abençoar e pedir a Deus que os  proteja.

bebe-avião-

Sou hoje a saudade do seus bracinhos abertos me aconchegando estendidos para te pegar do berço… do seu largo e inocente sorriso me olhando… dos seus olhinhos curiosos enxergando o mundo inteiro… (Bom dia mundo!!! Boa noite mundo!!!)… e experimentando de tudo um pouco! Sou a saudade dos seus dedinhos buscando os meus… entrelaçando-os até você adormecer juntinho da vovó, meu netinho querido…!

Sou hoje a saudade da sua risada leve… da sua emoção contando todo feliz e realizado como foi seu dia no trabalho… dos gostosos lanchinhos que fazia carinhosamente no jantar… do sorvetinho de sobremesa… e das longas noites assistindo aos seriados e filminhos… Sou a saudade dos longos passeios animados e divertidos me mostrando todas as histórias e as belezas do seu novo lugar, meu filho querido…!

Sou hoje a saudade de vê-la cuidando do seu lar e da sua família com tanto carinho e amor… Deste amor que transborda o seu ser, na entrega total ao seu filho e ao seu marido…  Sou a saudade dos nossos almoços e das pizzas que você mesma fazia… das nossas passeadas divertidas nos trens e pelo bairro com o carrinho de bebê apreciando o pôr do sol… com ou sem chuva… dos filminhos da nossa sessão da tarde… e das nossas gostosas conversas e risadas, minha norinha querida…!

LONDRES BIA PONTE 2

Ah, sim já sinto saudades!!! Fui me  despedindo cada dia um pouquinho! Vou ficar tentando lembrar de tudo que eu vivi aqui. Cada momento vivido… eternizarei dentro do meu coração.

Sou a soma de tudo isso, e infinitamente muito mais. Sou toda “coração”… amor e sentimentos! E além de tudo isso, sou eu mesma!!!

Vou carregada de todas estas lindas lembranças que me encorajam, me orgulham  e me confortam muito… me acrescentando novas experiências na minha vida… certa de que escolhem bem …

Banner Londres palacio

“Ah, claro! Fotos e vídeos… muitassssss…

Para fazer longas paradas”. São paradas para me fazer relembrar nossas histórias vividas e que deixam saudades.

Revejo tudo na minha memória e pelo álbum de retratos.

Ah, tem ainda o skype uma distância que nos aproxima. Quem diria… isso ajudará bastante para amenizar minha saudade!

Sentirei saudades , saudades de tudo!! Saudades é coisa boa!

Agradeço tudo que fizeram por mim nestes dias… muito, muito obrigada mesmo…  e um até breve. Que Deus os abençoe!

Com amor… mil beijos.

Vovô Bia.

BIA SO

COMO RESGATAR UM ROMANCE NA TERCEIRA IDADE.

Collage of an elderly couple sharing good moments together on a

Na vida e no amor, não temos garantias… Portanto não procure por elas… viva o que tem que ser vivido… Sem medos… O medo é um dos piores inimigos do amor e da felicidade…”  ― Arnaldo Jabor.

Com as tensões do dia a dia, que nos deixam com os nervos à flor da pele, o romance pode desaparecer do seu relacionamento com o tempo… ou pior ser trocado por sexo rotineiro e conversas superficiais. Uma triste realidade, mas não precisa ser assim!

Veja estas dicas para resgatar a paixão:

CONVERSE SOBRE O ASSUNTO

jantar a dois 7 .jpg

Muitos casais geram situações tensas porque têm receio de conversar sobre pontos importantes para o relacionamento. Talvez seu parceiro conheça você muito bem, mas ele nunca poderá ler a sua mente. Como você espera que seu parceiro saiba o que você quer fazer no Dia dos Namorados ou quais são suas preferências na cama se você não contar para ele?
Seja honesto sobre o que você gostaria e não se esqueça de perguntar as opiniões do seu parceiro, claro.

Dialogo é tudo! Um jantar com vinho pode ajudar muito… e pode ser um bom começo.

RESERVE UM TEMPO PARA O ROMANCE

Depois de trabalhar o dia inteiro, cuidar dos filhos – se você tiver – e passar um tempo a sós para aliviar a mente, talvez você não tenha muito tempo ou energia para se dedicar ao casal. O resultado pode ser um sexo apressado e pouca conversa antes de dormir.

Para evitar que isso aconteça, reserve um tempo para atividades românticas entre os dois. Podem ser atividades simples, como assistir juntos a um filme no sofá, ou mais elaborado, como fazer uma viagem no fim de semana… sem os filhos…

Afinal, se você consegue se planejar para ir ao dentista, por que não conseguiria reservar alguns dias na agenda para cuidar do seu relacionamento?

Reserve noites para encontros românticos, estabeleça alguns finais de semana com este propósito.

APIMENTE AS ATIVIDADES COTIDIANAS

  A_foto_da_mulher_-madura

É fácil transformar a mais corriqueira das atividades diárias em um encontro romântico.
Tome um banho juntos, por exemplo, quando vocês estiverem se preparando pela manhã. Tire aquela louça especial do armário, acenda algumas velas e sentem-se à mesa para o jantar, em vez de comer na frente da televisão — não precisa ser um prato muito elaborado.

Troque a calça de moletom e a camiseta velha antes de dormir por algo um pouco mais provocante. Produza-se para ele.

No final de uma conversa cotidiana, faça insinuações do que você gostaria de fazer naquela noite e deixe o outro pensando nisso o dia todo!  Provoque sua mente!

Fonte:  Webiste Get Old

http://www.envelhecersemvergonha.com.br/Como%20Resgatar%20O%20Romance