RECEITA DE ANO NOVO!

ANO NOVO 2018.jpg

Chegamos ao último mês de 2018. E, como no final de todo ano, começam as listas com os desejos que a gente gostaria de ver realizados no ano que vem chegando. Neste poema, Carlos Drummond de Andrade lembra que não basta querer tem um grande ano. É preciso lutar para que o anos seja pleno. Leia:

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor de arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação como todo o tempo já vivido
(mal vivido ou talvez sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser,
novo até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?).
Não precisa fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar de arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto da esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.
Para ganhar um ano-novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

Anúncios

FAXINA DE ANO NOVO!

2015-06-02 14.25.58

Final de ano tá aí… Hora de fazer aquela tradicional limpeza. Decidi adiantar as coisas sabe, só pra curtir bem a virada.

Tô olhando minha vida aqui, abrindo umas gavetas e armários e vendo, como a gente guarda tanta coisas inúteis né?! Loucura.

Mas o que decidi hoje, foi limpar muito além disso. Remexo e desapego. Decidi me livrar de tudo aquilo que é inútil, pesado e ruim e que mantive o ano todo na minha alma.

Já de cara encontrei aqui aquele agrado falso disfarçado de amor. Ah, vai pro lixo, sem dó. Deixo espaço para novas energias fluírem.

Gente bisbilhoteira. Hum… Tchau! Amor unilateral. Ih, já vai tarde! Mesquinharia? Xô! Auto piedade… Essa não preciso mais. Rancor? Mágoa? Relacionamentos furados? Amizades por conveniência? Não pensei duas vezes, todos fora daqui.

Vai pra reciclagem também: conversas inúteis, gente rasa, curtida invejosa, comentário maldoso. Relacionamentos meia boca, tóxicos e sem reciprocidade. Bóra limpar!

Faxinoterapia. (Indico como tratamento pra qualquer coisa.). Vai por mim, cura desde dor de cotovelo até depressão.

Uma bela limpeza não só no nosso mundinho físico mas na nossa alma nos renova, nos acalma e abre caminhos. Já que o novo nunca chegará se não houver espaço!

Crie esse espaço. E deixe o novo entrar. Se dê esse presente!

Mas que grata surpresa, escondidos no meio de tanta bagunça acabei encontrando o amor próprio que tinha perdido, aqueles planos que tanto tenho adiado e alguns antigos e bons amigos. Viu só como é bom fazer uma faxina?

Depois de tudo isso tomei aquele banho com um punhadinho de sal grosso. Botei um pijama limpo e aquela roupa de cama cheirosa e tive a melhor noite de sono da minha vida.

Tudo pronto. E que agora realmente seja um ano NOVO.

Fonte: Estela Meyer

RIR… RIR… RIR MUITOOOOO!

“O riso, além de trazer sensação de bem-estar, pode ser um grande aliado da saúde, ajudando a prevenir doenças cardíacas e auxiliando o organismo a cumprir as suas funções. Uma boa gargalhada pode ser um santo remédio”.

Você tem, portanto, todas as razões para ver esse vídeo curtinho e seguir o dia com muito mais bom humor. Um brinde ao riso!

Espero que gostem!

COMERCIAL: IDOSO SÓ FINGE SUA MORTE PARA REUNIR A FAMÍLIA NO NATAL.

Divulgado no final de novembro/2015, o comercial de Natal do supermercado alemão Edeka continua fazendo gente dos quatro cantos do mundo chorar com a história comovente: vendo que não conseguiria reunir os filhos e netos no Natal, o avô, que vive sozinho, usa de um truque: finge que morreu. Comunicados de sua morte, filhos e netos logo aparecem na casa dele.

O sucesso foi instantâneo. Alguns dos comentários nas redes sociais: “o comercial mais devastador desse Natal”, “incrivelmente triste, mas passa uma mensagem poderosa”, “o comercial de Natal mais triste do ano”. O sucesso da peça publicitária talvez possa ser creditado ao fato de chamar a atenção para uma realidade trágica: a dos idosos que passam sozinhos as festas natalinas. Sensacional!

Veja o comercial:

MATURIDADE ACALMA!

_ felicidade-

” Na juventude, aprendemos; na maturidade, compreendemos…” Marie Eschenbanch

Com a maturidade aprendi que….

Maturidade acalma. Traz sossego. Nos livra de melindres. Gente madura olha nos olhos. Não faz chantagem emocional nem sufoca com suas carências. Gente madura compreende, não cria caso, não age pra atingir nem faz uso de indiretas. Aliás ser maduro é ser direto, objetivo. É respeitar a opinião alheia pois quer que a sua também seja respeitada. É aprender com os erros, ao invés de paralisar com eles.

É ouvir mais do que fala e escutar com atenção, pois é assim que procede o aprendizado. Gente madura ri de si mesma pois sabe que o sorriso é a chave para muitas portas que a vida nos apresenta. Sabe que o bom humor é chique, que gente feliz brilha, sem precisar de Sol. E sabe também que alegria de verdade não se forja, se exercita com as próprias dificuldades da vida.

Gente madura sabe o que é ser feliz. Anda devagar, por que já teve pressa e percebeu que ela não é só inimiga da perfeição. Gente madura sabe que a pressa faz passar despercebido o que realmente nos ilumina o coração.

By Erick Tozzo

A MINHA ALMA PRECISA DE FÉRIAS!

Jogue Fora

“…basta ser humano… basta ter sentimentos… basta ter coração…basta…”

Hoje acordei assim… cansada!!! Preciso saber falar e calar… sobretudo saber ouvir. Me identifiquei muito com um texto da Nathalí Macedo…

Acordei um pouco cansada. Cansada de segurar o choro, de contar as novidades, de sorrir para parecer que está tudo bem. Cansada de ser forte.

Dormi nua. Tirei as roupas e as máscaras junto com elas, mas precisei de as voltar a colocar pela manhã; umas calças meio rasgadas, uns sapatos confortáveis e um disfarce de pessoa feliz, feliz a tempo inteiro. Alguém que tem a obrigação de ser agradável.

Passei a pensar demasiado sobre o mundo. Isso é um pouco arriscado porque passamos a entender demais e uma vez desvendadas certas coisas, não dá para voltar atrás. Talvez a ignorância seja mesmo uma bênção, não nos apercebermos da crueldade com que eventualmente o mundo é capaz de nos tratar.

Acordei um pouco cansada das minhas próprias escolhas. Apenas por hoje não quero decidir absolutamente nada (açúcar ou adoçante, kizomba ou rock’n roll, bom dia ou foda-se?).

Não quero ser compreendida. É só mais uma obrigação que dá imenso trabalho. Apenas por hoje, não me vou esforçar para ser amada ou para agradar aos outros. Que nada seja dito ou pensado a meu respeito: hoje só me resta existir.

Acordei um pouco perdida em relação aos smartphones, às pessoas, à confusão urbana que estranhamente se confunde com a minha própria confusão. Não vou escolher uma playlist: toquem o que quiserem. Não vou pensar sobre as pessoas: sejam exatamente o que quiserem. Hoje, apenas por hoje, não quero conclusões.

Quero passar despercebida, como numa capa de invisibilidade mágica. Quero quase não existir até conseguir ajustar-me a esse medo de ser eternamente desajustada. Não quero prazos ou compromissos ou sorrisos ou explicações. Apenas por hoje quero coexistir passivamente e sem qualquer indício de indignação. A minha alma precisa de férias.

Preciso de férias já…

COMO O VINHO!

VINHO

“ Tanto quero o pão quanto o vinho. A realidade e a fantasia.” Cazuza

Quero ser como o vinho…

Quando as pessoas me dizem: Nossa você já está com essa idade??? Eu sempre respondo: “O tempo apenas determina minha idade cronológica. Eu sou como o vinho, quanto mais envelhecido melhor fica”.

Como o vinho amadurece e encorpa seus sabores, amadureci e encorpei minha essência. Aprendi a ser prudente com minhas escolhas, ter segurança com as atitudes e a ponderar os atos e palavras.
Minha idade apenas identifica quantos anos eu vivi. É uma contagem cronológica do transcurso do tempo de tudo que experimentei, dos homens que amei, dos amigos que encontrei, das lutas que travei e das conquistas que ganhei.

Como num filme, a trama dos meus anos vividos representa uma história que foi repleta de alegrias e tristezas, como tantas outras que vemos a cada dia.

Como a uva que faz o vinho precisa ser esmagada à fim de transformar-se em algo saboroso, nós também nos transformamos com as alegrias e tristezas que fazem parte de nossa vida.

Sinto-me recompensada de ter chegado até aqui, a vida me transformou e me fez melhor como o vinho que nasce do sofrimento da uva, eu renasço a cada dia e digo: “Envelheci, que bom cheguei até aqui. Que venha a maturidade!!! Estou ficando cada vez melhor com o passar dos anos, como o vinho que encorpa seus sabores a cada primavera”.
Hoje sei que como o vinho a vida precisa ser sorvida lentamente à fim de sentirmos seus sabores…

O tempo me ensinou que devo viver um dia de cada vez, sem a urgência da juventude, nem o imediatismo da adolescência…

É necessário sentir seus aromas e sua essência, isso sim é o verdadeiro sentido da vida…
Fiquem em paz e um abraço a todos.

http://envelhecieagora.com/como-o-vinho/

A DELICIOSA ARTE DE LIGAR O FODÔMETRO…

cores 1

“ O futuro pertence áqueles que acreditam na beleza de seus sonhos.” Eleanor Roosevet

Tem dias que pensamos que o melhor de tudo seria… mandar tudo á… Estou aprendendo! Quem aprende a ligar o fodômetro percebe que nada é tão urgente assim e que ganhando ou perdendo a vida continua sempre em frente. Deveríamos nos cobrar menos e nos permitir mais. Deveríamos nos culpar menos e nos divertir mais. Deveríamos lembrar e esperar menos e viver mais.

Dominar a técnica de ligar o fodômetro é uma das poucas lições que deveríamos realmente aprender na vida! Mas não se iluda caro leitor. Ela exige muita prática e muita disciplina. Não é do dia para a noite que se incorpora a deliciosa conduta de mandar a PQP o que deu errado. Provavelmente, muitas tentativas e erros serão necessários antes de uma habilitação quase que perfeita. Mas não desanime. Se investimos tanto tempo, dinheiro e energia em coisas completamente supérfluas, por que não se dedicar a algo realmente libertador?

Não me amou? Que pena. Nem todo mundo tem bom gosto. Não gosta de mim? Que coincidência! Também não gosto de você! Não respeita as minhas opiniões? Vai se fazer o quê? Unanimidade é uma utopia. Não me contrataria para a sua empresa? Existem muitas outras bem mais bacanas! Acha que devo fazer sexo contigo para conseguir a vaga que quero? Não me ofendo. Você é só mais um babaca que quer apenas sexo comigo. Falou mal de mim pelas costas? Acontece. Falamos mesmo. Faz parte da raça humana falar e falar para depois pensar.  saude emocional 2

Não tem tempo para tomar um café comigo? Ok. Talvez você não goste de café ou prefere outro tipo de companhia. Mais uma vez penso no lance da unanimidade. Aquela oportunidade que eu tanto esperei não saiu? Não foi a primeira nem será a última. Enquanto isso, tomo meu vinho vendo um filme de arte ou conversando com uma amiga louca. O restaurante que adoro está caro demais para o meu orçamento? De duas uma: como salsicha o mês todo para poder pagar um jantar espetacular ou aceito a frustração de não poder frequentar um lugar caro.

Não deu para ver a peça teatral que eu queria pois os convites estão esgotados? Compro ingresso para outra e se um dia esta peça voltar a entrar em cartaz, dou pulos de alegria. Minha melhor amiga não me compreende? Arrumo outra. A roupa da moda me deixa um horror? Compro uma que não está ou uso uma velhinha mesmo. Vejo pelo lado bom: economizo e talvez até consiga pagar aquele restaurante bacana.

Não tenho com quem sair no final de semana? Saio comigo mesmo ou fico em casa fazendo qualquer coisa que me agrada. A vida acontece na rua ou em casa. A vida acontece onde a gente estiver se pusermos um pouco de imaginação. Estou namorando? Que delícia! A noite promete! Estou sem namorar? Beleza! Posso ficar mais uma semana sem me depilar.

Um amigo está se tornando inconveniente demais? Não é preciso ser mal educado. Basta evitá-lo. Ficam dizendo o tempo todo como devemos viver? Beleza! Podemos escutar mas não devemos processar a informação. Depois vale a pena dar um bom gelo no chato de plantão. Me invejam? Que joia! Ser invejado é para poucos! Estou sem namorar? Saio com os amigos! Pode ser bem mais divertido! Estou namorando? Arrumo um jeito de deixar meu namorado completamente excitado num local público. É uma experiência e tanto!

Aquela jaquetinha fashion não tem no meu número? Perfeito! Economizo! A vendedora de repente descobriu um último exemplar abandonado no estoque? Maravilha! O restaurante que sempre vou está lotado? Talvez seja a oportunidade para conhecer um lugar novo. Ganhei? Muito bom! Ganhar é sensacional. Perdi? Paciência. Pelo menos aprendi alguma coisa. Em resumo: quem aprende a ligar o fodômetro percebe que nada é tão urgente assim e que ganhando ou perdendo a vida continua sempre em frente. Deveríamos nos cobrar menos e nos permitir mais. Deveríamos nos culpar menos e nos divertir mais. Deveríamos lembrar e esperar menos e viver mais. Mais vale o prazer de um provolone à milanesa que existe do que a projeção de um castelo na Itália. Capisce?

http://www.resilienciamag.com/deliciosa-arte-de-ligar-o-fodometro/

60 CONSELHOS DAS MULHERES DE 60 PARA AS JOVENS DE 30.

ENVELHECER 2.jpg

“Não se preocupe com o envelhecimento. Preocupe-se com o tédio.” Margaret Manning

Um dia Margaret Manning decidiu deixar o emprego e criar Sixty e me, uma comunidade para mulheres com mais de 60 anos.

Sua proposta abriu as mentes de muitas mulheres, fazendo-as questionar o propósito e o significado de suas vidas. Em particular, ela percebeu que as dúvidas se apresentavam de forma habitual nas mulheres que estavam em torno de 30 anos.

Então, Margaret convidou cada um dos membros de sua crescente comunidade para compartilhar uma dica com as mulheres que tinham metade de sua idade. Com conselhos honestos e profundos, que pudessem refletir o que elas passaram três décadas atrás, quando elas começaram a levantar voo.

Percebi que tenho muito á aprender com este lista rsrsrs… Nunca é tarde!

Aqui divulgamos suas sessenta sábias dicas:

Conselhos das mulheres de 60

1- Lembre-se de que você tem apenas uma vida; e esta não é um ensaio geral.

2- Tente ser positiva e olhar para o lado bom de cada experiência de vida.

3- Pense sobre o aqui e agora.

4- Viva cada dia de sua vida ao máximo, porque você nunca sabe o que te espera ao virar a esquina.

5- Lembre-se de que a sua vida pode mudar em um instante.

6- Ame todas as fases da sua vida e não tema passar por nenhuma delas, porque todas são mágicas.

7- Aprenda a viver o momento. Se você puder fazer isto enquanto você é jovem, vai ajudar muito quando você tiver 60.

8- A vida é muito curta para se preocupar com algo que vai acontecer no futuro. Viva o hoje.

9- Saia e desfrute da natureza!

10- Encontre um hobby ou um trabalho que faça você experimentar as diferentes sensações de cada fase de sua vida.

11- Seja você mesma. Envelheça com dignidade.

12- Foque no envelhecimento de uma forma positiva; não tente evitá-lo.

13- Aceite as mudanças em seu corpo e na sua mente enquanto você amadurece.

14- Seja sempre honesta com você mesma. A vida é um processo lento de aprendizagem, mas que vale a pena.

15- Preserve suas memórias, mas não seja demasiadamente dura consigo mesma.

16- Virginia Woolf estava certa; uma mulher precisa de espaço para si mesma e US$ 500.

17- Esqueça os estereótipos que a sociedade tem sobre o envelhecimento.

18- Não se preocupe com o envelhecimento. Preocupe-se com o tédio.

19- A idade é apenas um número, ela não define quem você é.

20- O tempo vai passar, goste você disso ou não, portanto comece a viver!

21- Não deixe de inspirar-se.

22- Viva de uma maneira simples e segura. Exercite-se, cultive, leia e viaje.

23- Um visual clássico sempre está na moda.

24- Não desperdice dinheiro em sapatos; os homens não olham para os seus pés.

25- Não encha a sua vida com coisas e pessoas inúteis!

26- Seja você mesma; brilhe. Mostre-se real, esteja consciente e viva em todos os momentos.

27- Não se torne obsessivas com as rugas. Quando elas começarem a 29. Esteja no presente; não se preocupe com o envelhecimento. O melhor ainda está por vir.

28- Viva com paixão e amor, com os olhos e o coração abertos. Basta ser feliz.

29- Esteja no presente; não se preocupe com o envelhecimento. O melhor ainda está por vir.

GRATIDAOFOTO02

30- Aprecie os pequenos prazeres da vida; não a complique ainda mais.

31- Respeite o seu parceiro e seus filhos da mesma forma que você quer que eles te amem e te respeitem.

32- Distribua o seu amor de forma livre e incondicional.

33- Tenha filhos quando quiser tê-los: não há um momento específico para isto.

34- Mostre empatia com você mesma e com aqueles que estão ao seu redor.

35- Tire um monte de fotos, você vai ficar feliz em tê-las quando seus entes queridos não estiverem mais presentes.

36- Aprenda a perdoar desde a juventude.aparecer em seu rosto, pense que elas são um mapa de sua vida.

37- Esqueça a sua raiva, e deixe a gratidão e a alegria serem a sua lei na vida.

38- Tenha um círculo íntimo de amigos. Isso é fundamental!

39- Valorize sua família. Eles vão estar com você quando os outros se afastarem. Irão apoiá-la durante todo o percurso de sua vida.

40- Nunca vá para a cama com raiva de si mesma ou de outra pessoa.

41- Diga ao seu parceiro, aos seus amigos e a sua família que você os ama todos os dias.

42- Aos 30 anos você se torna mulher. Aprecie sua beleza.

43- Não perca tempo se preocupando com coisas que não pode mudar; mude as que puder.

44- Termine um relacionamento ruim o mais cedo possível, você não pode mudar a outra pessoa.

45- Cuide de sua pele! E sorria com frequência.

46- Confie em seus instintos e nunca fale mal de si mesma.

47- Seja gentil com você mesma. Você não deve considerar o que não está sob seu controle. Se alguma coisa faz você se sentir mal, tire-a de sua vida.

48- Aprenda a rir de si mesma. Não seja tão séria!

49- Dedique algum tempo a si mesma todos os dias; ria e sorria o tempo todo.

50- Basta ser você mesma. Não pretenda ser perfeita.

51- Se você tem filhos, ame-os, mas não tente ser uma mãe perfeita.

52- Deixe o seu filho ser o seu próprio mestre.

53- Seja um guerreiro; aprenda a gerar os seus próprios recursos e a ser autossuficiente.

54- Não se guie pelo medo.

55- Não pare de aprender e a exercitar a sua mente, o seu físico e o seu espírito.

56- Mostre-se grato todos os dias, mesmo quando estiver tendo um dia ruim. Há sempre uma lição a aprender.

57- Aceite os aspectos positivos do envelhecimento, como ter menos responsabilidades e mais liberdade.

58- Muitas batalhas são simplificadas com a idade.

59- Não deixe que ninguém lhe diga que você está velho demais para fazer alguma coisa! Ou muito jovem.

60- Não tenha medo. Quando você ficar velha, você vai se sentir bem. A vida e a natureza preparam você para cada fase de sua vida.

Espero que gostem!

http://www.asomadetodosafetos.com/2017/02/60-conselhos-das-mulheres-de-60-para-as-jovens-de-30.html

DEIXEM-ME ENVELHECER…

Deixe-me envelhecer.jpg

“Quero saber envelhecer, ser uma velha consciente e feliz!!!” Conchita Werber

Adorei ler este poema de Conchita Weber, brasileira do Maranhão, autora de vários livros, que vive há mais de duas décadas na Alemanha, que encontrei no Blog 50emais.

Aprecio sua maneira de viver e especialmente ao final do poema, no qual a autora menciona a expressão “ser feliz.” Feliz, felicidade – estado da alma extremo e raro. No lugar de ser feliz, tão utópico, por que não: satisfeita, contente, alegre, animada, jubilosa, exultante, risonha, radiante, sorridente?… Leiam:

Deixem-me envelhecer sem compromissos e cobranças,

Sem a obrigação de parecer jovem e ser bonita para alguém,

Quero ao meu lado quem me entenda e me ame como eu sou,

Um amor para dividirmos tropeços desta nossa última jornada,

Quero envelhecer com dignidade, com sabedoria e esperança,

Amar minha vida, agradecer pelos dias que ainda me restam,

Eu não quero perder meu tempo precioso com aventuras,

Paixões perniciosas que nada acrescentam e nada valem.

Deixem-me envelhecer com sanidade e discernimento,

Com a certeza que cumpri meus deveres e minha missão,

Quero aproveitar essa paz merecida para descansar e refletir,
Ter amigos para compartilharmos experiências, conhecimentos,

Quero envelhecer sem temer as rugas e meus cabelos brancos,

Sem frustrações, terminar a etapa final desta minha existência,

Não quero me deixar levar por aparências e vaidades bobas,

Nem me envolver com relações que vão me fazer infeliz.

Deixem-me envelhecer, aceitar a velhice com suas mazelas,

Ter a certeza que minha luta não foi em vão: teve um sentido,

Quero envelhecer sem temer a morte e ter medo da despedida,

Acreditar que a velhice é o retorno de uma viagem, não é o fim,

Não quero ser um exemplo, quero dar um sentido ao meu viver,

Ter serenidade, um sono tranquilo e andar de cabeça erguida,

Fazer somente o que eu gosto, com a sensação de liberdade,

Quero saber envelhecer, ser uma velha consciente e feliz!!!

Veja o poema declamado por Sérvulo Augusto:

Espero que gostem.