UM CONDOMÍNIO RESIDENCIAL PARA QUEM TEM MAIS DE 50 ANOS, EM SP.

Agrip sede.jpg“Não há pobreza emsabedoria em meio aos idosos amantes da vida”. Alison Ferreira

Recentemente li num artigo do 50emais, sobre The Villages. (da BBC Brasil) que gostei bastante. Trata-se de uma cidade da Califórnia, criada nos anos 70, para pessoas da terceira idade, uma das que mais crescem nos Estados Unidos. Me pareceu um enorme condomínio, com toda a infraestrutura voltada para atender as necessidades de quem passou da meia idade. Para morar no The Villages, é condição primordial que as pessoas tenham mais de 55 anos. (e dinheiro também rsrsrs).

Pesquisando sobre condomínio deste tipo, ou seja, para quem tem mais de 50/55 anos no Brasil, encontrei estas informações bem interessante no site da Agerip, que é a Associação Geronto Geriátrica que fica no interior de São Paulo, precisamente em São José do Rio Preto. É um dos primeiros condomínios construídos no Brasil, pensado para pessoas com mais de 50 anos. Segundo o site do condomínio diz que: “é um lugar perfeito e planejado especialmente para você viver sua maturidade com muito mais qualidade e alegria.”

agripe aptos_thumb“O condomínio fica na área rural de São José do Rio Preto, a 440 km de São Paulo”

Não conheço o condomínio, mas decidi publicar estas informações sobre a Agerip, pois acredito que possa ajudar muitas pessoas da terceira idade que estejam prensam em viver neste tipo de Condomínio.

Outras informações encontradas no site: o condomínio fica numa área de 16,5 alqueires, distante 6 km da cidade de São Jose do Rio Preto (noroeste de SP) e 440km da capital. “É um espaço amplo e agradável, onde se realiza atividades culturais, sociais e esportivas que valorizam a sua vida. O ambiente é tranquilo, ideal para fazer novos amigos. Possui estrutura privilegiada com espaços bem planejados seguindo os padrões da ABNT com conforto e toda segurança para você morar em apartamentos individuais ou construindo seu próprio chalé ou suíte.”Agerip-aposentos“Uma das suítes do condomínio, que tem habitações de vários preços”.

As atividades são orientadas por profissionais qualificados e são oferecidas para garantir lazer e saúde na maturidade. Dentre elas temos: hidroterapia, hidroginástica e natação em piscina fechada e aquecida, dança de salão, musculação, ginástica funcional, pilates, bordado, artesanato, pintura em tela, coral e terapia em grupo. Oferecemos todas as refeições no restaurante com supervisão de nutricionista.”

Podem usufruir das atividades, os associados com mais de quarenta anos. Para moradia, após 50 anos, no Condomínio Recanto das Flores (chalés) e no Condomínio Recanto das Cores (Suítes-Flats), e 60 anos, nos Apartamentos.”

Se quiser mais informações, é só clicar aqui.

Espero que gostem, eu gostei…

Anúncios

COMO RECEBER A APOSENTADORIA EM PORTUGAL.

Portugal

“Não apenas se aposente de algo; tenha algo se aposentar.” Harry Emerson Fosdick

Como muitas pessoas estou sempre pesquisando sobre como aposentar em Portugal. Neste post da Eurodica a jornalista Amanda Corrêa escreve objetivamente como podemos receber a aposentadoria em Portugal. Vale a pena ler:

Os aposentados brasileiros que escolhem Portugal para morar e viver na terceira idade precisam além de fazer o visto de aposentado no país, escolher a forma como vão receber a aposentadoria em Portugal mensalmente.

Para decidir a melhor forma de receber a aposentadoria em Portugal é preciso fazer algumas contas para verificar as melhores taxas para não perder dinheiro na transferência entre países.

Melhor forma de receber a aposentadoria em Portugal.

Existem diversas formas de mandar e receber dinheiro entre Brasil e Portugal, elas podem ser online pelo TransferWiseWestern Union, MoneyGram, PayPal, Correios, ou através do seu banco.

A maioria das maneiras de envio devem ser feitas todos os meses, após a escolha do melhor dia de câmbio. Também é possível programar os pagamentos para receber o beneficio em uma conta bancária em Portugal.

Para isso é preciso receber a aposentadoria no Banco no Brasil e escolher uma instituição bancária em Portugal, entretanto, há uma retenção de 25% do valor.

Por que da retenção de 25% do valor.

A Receita Federal e o Governo Federal começaram a cobrar a taxa de 25% para pensões e aposentadorias recebidas no exterior a partir de maio de 2013. O valor é considerado um imposto de renda e cobrada para todos os valores de aposentadoria e pensões, inclusive para quem recebe apenas um salário mínimo.

Após a indignação de aposentados e pensionistas, muitos entraram na justiça através de advogados e conseguiram receber a aposentadoria em Portugal sem a retenção desse imposto. Mas para isso é preciso ter paciência e esperar cerca de um ano para as decisões judiciais.

Portugal aposentados-algarve

Custo de vida em Portugal para aposentados.

Para um aposentado viver em Portugal com qualidade são necessários pelo menos €1.000 mensais para os gastos com moradia, alimentação e lazer. Os serviços de saúde pública em Portugal funcionam muito bem no país e não é necessário ter plano de saúde particular.

Os valores dos remédios de forma geral também são mais baratos que no Brasil. Os planos de saúde são importantes apenas para quem precisa de médicos especialistas ou tratamentos em outros países da Europa. Para ter acesso ao sistema de saúde pública em Portuga, basta solicitar o seguro gratuito PB-4.

Vantagens de ser aposentado em Portugal.

Ser aposentado na Europa é estar “em casa”. O velho continente possui um grande número de idosos, que são respeitados e, conseguem viver com tranquilidade e qualidade de vida.

Portugal é um dos países mais seguros do mundo, o transporte público funciona e atravessa todo o país, podendo-se viajar sem preocupação e aproveitar a vida na aposentadoria. Além disso, o imposto de renda é cobrado apenas no Brasil, tendo 10 anos de isenção fiscal em Portugal.

Requisitos para solicitar o visto de aposentado em Portugal.

Para fazer o visto de aposentado em Portugal é preciso receber pelo menos €557 euros mensais (um salário mínimo). Quanto mais rendimentos e imóveis a pessoa tiver, mais chances de conseguir o visto para morar em Portugal.

O pedido de visto deve ser feito ainda no Brasil, e com bastante tempo de antecedência, pois o processo pode levar meses para a aprovação. Veja como funciona o processo e quais documentos precisa solicitar para viver em Portugal depois de se aposentar.

Melhores regiões para aposentados viverem em Portugal.

Os aposentados brasileiros que escolhem Portugal como destino para viver, normalmente gostam de escolher cidades mais quentes e com temperaturas mais amenas durante todo o ano.

O Algarve é uma das regiões preferidas, por ter praias, belas paisagens, mais horas de sol por ano e um bom sistema de saúde. Além do Algarve, cidades como Cascais e Estoril são ótimas opções para compra de moradias, porque além de serem do lado de Lisboa – a capital do país – possuem praias, pistas de caminhada, acesso ao aeroporto e muita qualidade de vida.

Espero que gostem.

Inclusive o Algarve já foi eleito o melhor lugar do mundo para viver a aposentadoria.

Fonte: http://www.eurodicas.com.br/receber-aposentadoria-em-portugal/

SOU APOSENTADO NO BRASIL. POSSO VIVER LEGALMENTE NA ESPANHA?

Tag top 7 madri 1

“A vida me ensinou a nunca desistir. Nem ganhar, nem perder mas procurar evoluir”. Chorão.

Há algum tempo a notícia de que os aposentados brasileiros podiam morar na Europa, especificamente na Espanha e em Portugal, estão sendo  bastante divulgadas e muita gente ficou com dúvidas em relação a isso, sem saber se era possível viver legalmente ou não nesses países ao ser aposentado no Brasil.

Com o desconto de 25% de IR em Portugal as atenções se voltam para a Espanha onde este desconto não acontece. Nesse novo post, o pessoal do escritório especializado Koetz Advocacia não só responde essa pergunta, como conta os trâmites necessários. Espero que ajude!

Sou aposentado no Brasil. Posso viver legalmente na Espanha?

A resposta é: sim! Mas como fazer isto?

Se você já se aposentou no Brasil, viver na Espanha é uma mudança que não será muito difícil de realizar. O visto espanhol é facilmente concedido a brasileiros que já possuem algum tipo de renda fixa (como a aposentadoria, por exemplo) e que desejam residir no país. Para isto existe o visto de aposentado. Explicaremos aqui o que você deve fazer e quais são as vantagens e obstáculos.

Quando se pensa em viver em outro país sendo aposentado no Brasil, o maior conflito a ser enfrentado é a indevida retenção de 25% que o Imposto de Renda brasileiro incide sobre o valor da aposentadoria. Entretanto, graças a um acordo previdenciário internacional entre os dois países, essa cobrança não existe na Espanha (a título de curiosidade, um acordo semelhante isenta a cobrança também no Japão e França… ufa! Este vão poder respirar aliviado e manter seus rendimentos integralmente.).

Ok, esta é uma questão a menos a se preocupar. O que mais pode ser um empecilho?

Espanha palacio de cristal

Outro obstáculo é o sistema público de saúde. Se você se aposentar no Brasil e morar na Espanha, não serão descontados os 25%, mas terá que arcar com um plano de saúde particular. Pelo menos por dois anos, já que após 24 meses poderá solicitar cidadania espanhola e desfrutar do sistema público de saúde como qualquer cidadão espanhol.

Como conseguir o visto de aposentado na Espanha?

Existe um visto específico para pessoas que possuem renda fixa e não desejam mais trabalhar. Trata-se da “Autorização de Residência Temporal Não Lucrativa” da Lei Orgânica 4/2000. A solicitação do visto deve ser feita em algum dos consulados espanhóis no Brasil, que se localizam nas cidades de Porto Alegre, Salvador, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. O procedimento completo custa em torno de 70 euros e é necessário:

– Possuir seguro de saúde e não ser portador de nenhuma doença que necessite do sistema público de saúde espanhol;
– Não ser cidadão europeu nem familiar de cidadão da União Europeia;
– Não estar irregular na Espanha;
– Não ter voltado ao Brasil após viver ilegalmente na Espanha;
– Não possuir antecedentes criminais em nenhum país;
– Não ter entrada proibida no país ou em alguma nação que possui acordo com a Espanha.

Já a documentação necessária para o pedido é:

– Formulário impresso com o pedido (faça download aqui);
– Passaporte com, no mínimo, 3 meses de validade;
– Certificado de antecedentes criminais;
– Comprovações de renda (o valor exigido atualmente por mês é de de 2.130,04€ por mês).
– Seguro de saúde com vigência de, pelo menos, um ano.
– Atestado médico garantindo que você está saudável para viajar.

visto de aposentado tem duração de um ano e pode ser renovado na Espanha mesmo. Caso queira levar familiares, é permitido desde que sua renda seja suficiente para sustentar todos os membros (o valor exigido por mês para o sustento de cada familiar é de 532,51). Lembrando que após 2 anos residindo de maneira legal no país, você poderá solicitar a cidadania espanhola.

http://www.estoesmadridmadrid.com/2016/05/04/aposentado-viver-legalmente-na-espanha/

TÃO IMPORTANTE QUANTO SEGUIR EM FRENTE, É SABER DEIXAR PRA TRÁS.

meditando 3

 “Não somos responsáveis apenas pelo que fazemos, mas também pelo que deixamos de fazer”. Moliére.

Falar sobre seguir em frente, lembra-nos de deixar o passado no seu devido lugar. Encerrar ciclos e abrir novos caminhos… aprendemos melhor com o tempo ou tentamos… Em “A Soma de Todos os Afetos” de Fabíola Simões descreve bem esta passagem. Leiam.

Tenho um tio muito querido que é um nostálgico compulsivo. Adora tomar seu vinho ao som de Nat King Cole, Billie Holiday e Frank Sinatra, enquanto nos remete aos idos de nossa infância e à lembrança de um tempo bom. Estar ao seu lado é uma festa saudosa, que invariavelmente traz de volta um pouquinho do que éramos e de como nos sentíamos juntos.

Porém, outro dia, conversando com uma amiga, falávamos sobre a necessidade de seguir em frente. E sobre o quanto isso implica deixar certas coisas, lugares, pessoas e momentos para trás.

desapego 11

Porque não basta abrir as portas para o novo tempo. É preciso fechar algumas janelas também. E talvez fechar algumas janelas seja a parte mais difícil de seguir em frente…

Como deixar partir fragmentos do que fomos ao trancarmos nossas janelas?

Talvez a resposta esteja na vivência do luto. É preciso respeitar a dor do fim de um tempo, mesmo que novas portas (muito melhores) estejam se abrindo à nossa frente.

É preciso deixar partir a infância dos filhos, o fim de um relacionamento que parecia perfeito, as amizades que não tinham vínculos muito sólidos, as palavras de amor que não vingaram, a própria juventude, o corpo perfeito, o tempo bom de faculdade, a saúde de nossos pais.

Diante da finitude, temos que aprender a seguir em frente sem olhar pra trás com saudosismo ou sofrimento.

É preciso coragem para queimar cartas antigas que perderam espaço em nossa memória afetiva, deixar abrigos conhecidos onde não nos refugiamos mais, dar chances às novas possibilidades de felicidade.

Relógio-3-624x624

Nem tudo resiste ao tempo. Agarrar-se ao que não existe mais não permite que novas chances se revelem… que novos caminhos sejam abertos…

O ouvido se habituará a novos sons se a gente deixar que ele escute novas canções. Assim também aprenderemos a aceitar o novo tempo se facilitarmos o começo de novas possibilidades e entendermos que não há mais o que se esperar daquilo que já passou.

Não há o que se esperar do passado. Ele aconteceu, foi bom, ficou vivo dentro da gente, nos fez feliz… mas passou. Guarde-os no seu devido lugar.

Que permaneçam as boas lembranças, não o desejo de perpetuar vapores de um tempo que não floresceu.

Que os álbuns de fotografia em sépia sirvam para nos lembrar dos sorrisos e sonhos que tínhamos, mas não substituam a alegria de nos relacionarmos com quem está ao nosso lado aqui e agora.

É preciso aprender a partir. A abandonar nossos lugares no mundo e de dentro das pessoas.

Descobrir que, tão importante quanto seguir em frente, é saber deixar pra trás.

Vivendo um luto de cada vez, aprendendo a desistir um tanto do que éramos para abrir espaço para quem nos tornamos; acreditando que uma vida abriga inúmeras fases, e para vivê-las com sabedoria é preciso resgatar o novo e abandonar o velho; sendo tolerante com alegrias novas que querem chegar, e permitindo que nos mostrem o que podem fazer por nós.

Nem sempre é fácil reconhecer que um tempo chegou ao fim. Insistimos em reviver antigos papéis, trazer à tona emoções que se esgotaram, resgatar pessoas que já partiram há muito tempo de nós.

IMG_0860

Cada um encerra seus ciclos de forma diferente, e é preciso respeitar o tempo de cada um. Mas tudo passa! O tempo é a melhor opção.

O presente te escolheu. Tenha a sabedoria de escolhê-lo também…
Fonte: http://www.asomadetodosafetos.com/2016/06/tao-importante-quanto-seguir-em-frente-e-saber-deixar-pra-tras.html#ixzz4BpiSSopZ

QUANDO OS FILHOS VOAM… POR RUBEM ALVES.

auto estima

“… Amar é ter um pássaro pousado no dedo! Quem tem um pássaro pousado no dedo sabe que, a qualquer momento, ele pode voar…” Rubem Alves.

Encontrar a sabedoria do amor que nos ensina a deixar voar e não a engaiolar… é uma benção! Pra variar este texto vivo e cheio de afeto de Rubem Alves me surpreende! Dia a dia, com dor e amor, alegria e nostalgia, eu tenho aprendido sobre as asas e raízes que se revelam nos relacionamentos entre pais e filhos.

Estou sim aprendendo e muito especialmente na maturidade a “transformar nascer, crescer e morrer num processo menos monótono e sem sobressaltos”… amando e dando asas aos filhos… Cada vez eles vão mais longe e ficam por mais tempo… nós vamos acompanhando ás vezes de perto, outras de longe … Nos encontrando e nos espelhando em seus sonhos e vitórias… melhor assim, né. Leia:

BIA SO

Sei que é inevitável e bom que os filhos deixem de ser crianças e abandonem a proteção do ninho. Eu mesmo sempre os empurrei para fora. Sei que é inevitável que eles voem em todas as direções como andorinhas adoidadas.

Sei que é inevitável que eles construam seus próprios ninhos e eu fique como o ninho abandonado no alto da palmeira…

abraçar mae 4.jpg

Mas, o que eu queria, mesmo, era poder fazê-los de novo dormir no meu colo…

Existem muitos jeitos de voar. Até mesmo o vôo dos filhos ocorre por etapas: O desmame, os primeiros passos, o primeiro dia na escola, a primeira dormida fora de casa, a primeira viagem…

Desde o nascimento de nossos filhos temos a oportunidade de aprender sobre esse estranho movimento de ir e vir, segurar e soltar, acolher e libertar. Nem sempre percebemos que esses momentos tão singelos são pequenos ensinamentos sobre o exercício da liberdade.

Borboletas livre

Mas chega um momento em que a realidade bate à porta e escancara novas verdades difíceis de encarar. É o grito da independência, a força da vida em movimento, o poder do tempo que tudo transforma.

É quando nos damos conta de que nossos filhos cresceram e apesar de insistirmos em ocupar o lugar de destaque, eles sentem urgência de conquistar o mundo longe de nós.

É chegado então o tempo de recolher nossas asas. Aprender a abraçar à distância, comemorar vitórias das quais não participamos diretamente, apoiar decisões que caminham para longe. Isso é amor.

desapego em movimento.gif

Muitas vezes, confundimos amor com dependência. Sentimos erroneamente que se nossos filhos voarem livres não nos amarão mais. Criamos situações desnecessárias para mostrar o quanto somos imprescindíveis. Fazemos questão de apontar alguma situação que demande um conselho ou uma orientação nossa, porque no fundo o que precisamos é sentir que ainda somos amados.

Muitas vezes confundimos amor com segurança. Por excesso de zelo ou proteção cortamos as asas de nossos filhos. Impedimos que eles busquem respostas próprias e vivam seus sonhos em vez dos nossos. Temos tanta certeza de que sabemos mais do que eles, que o porto seguro vira uma âncora que os impede de navegar nas ondas de seu próprio destino.

Muitas vezes confundimos amor com apego. Ansiamos por congelar o tempo que tudo transforma. Ficamos grudados no medo de perder, evitando assim o fluxo natural da vida. Respiramos menos, pois não cabem em nosso corpo os ventos da mudança.

abraçar mães-

Aprendo que o amor nada tem a ver com apego, segurança ou dependência, embora tantas vezes eu me confunda. Não adianta querer que seja diferente: o amor é alado.

Aprendo que a vida é feita de constantes mortes cotidianas, lambuzadas de sabor doce e amargo. Cada fim venta um começo. Cada ponto final abre espaço para uma nova frase.

Aprendo que tudo passa menos o movimento. É nele que podemos pousar nosso descanso e nossa fé, porque ele é eterno.

Aprendo que existe uma criança em mim que ao ver meus filhos crescidos, se assustam por não saber o que fazer. Mas é muito melhor ser livre do que imprescindível.

viajes-alrededor-del-mundo

Aprendo que é preciso ter coragem para voar e deixar voar.

E não há estrada mais bela do que essa.

Fonte: https://osegredo.com.br/2015/12/quando-os-filhos-voam-por-rubem-alves/#.V2WQUmc7msR.facebook

COMO SUPERAR A SÍNDROME DO NINHO VAZIO?

Sindrome do ninho vazio1

“Vivemos sobre o mesmo céu, mas nem todos temos o mesmo horizonte”. Konrad Adenquer.

Em um determinado momento das nossas vidas, nos damos conta de que os nossos filhos cresceram, e tomaram a decisão de começar um novo caminho…o  da independência… enfim vão viver suas vidas.

A síndrome do ninho vazio faz referência a esta situação. Muitas vezes os pais se sentem abandonados e tristes com esta situação… que faz com que deixem de se sentir importantes para os seus filhos e se sintam irritados e agoniados.

Nada vai substituir a saída dos filhos, mas é preciso entender que a fase da vida mudou, e se a pessoa não buscar outras fontes de prazer ela pode desenvolver muitas doenças. Não é para ignorar os sintomas, mas sim aceitar a dor, aceitar a saída dos filhos… se adaptar a essa mudança e dar novo sentido para a vida. Afinal criamos os filhos pro mundo!

img_4395

 

Devemos aceitar como um recomeço, não só para eles que sairão em busca de novos desafios e experiências, mas também para os pais, com um novo conceito de vida e de novas perspectivas. Temos que renovar nossos planos de vida, tanto individuais quanto matrimoniais, enxergar nessa situação que a principio parece negativa, a oportunidade de dedicarmos mais tempo e energia a nós mesmos, em busca de novas experiências e satisfação pessoal.

Esses sintomas variam de pessoa para pessoa, dependendo de sua personalidade, do estado emocional e até do grau de relacionamento que mantinha com aquele que deixou o lar.

Geralmente é necessário um lento processo de adaptação e mudança diante dessa nova realidade, pois toda a rotina de convivência será modificada, o que poderá causar crises entre os membros familiares envolvidos. É uma fase difícil até mesmo para alguns pais que se sentem satisfeitos por terem cumprido seus papéis para a independência dos filhos.

sindrome do ninho vazio mae-eu-tenho-que-ir

A seguir mostraremos algumas ideias de como superar a síndrome do ninho vazio.

  1. Nova perspectiva da situação.Você deve pensar naqueles aspectos que contribuem com o seu bem-estar. Muitas vezes o relacionamento com os filhos melhora quando eles já não estão em casa. Outro aspecto é o tempo com o que agora você conta para se dedicar a novos projetos.
  2. Dê força para o seu companheiro. Quando temos filhos, muitas vezes nosso companheiro fica de lado. Este é o momento de dar força para o seu companheiro e de realizar aquelas atividades que você tinha adiado. Esta é uma nova etapa da vida que você deve desfrutar totalmente.
  3. Fale do assunto. Pôr para fora os seus sentimentos é o primeiro passo para melhorar. Às vezes, compartilhar este sentimento com nossos entes queridos nos permite perceber que podemos superar esta situação.
  4. Atividades prazerosas. Ao longo da vida as pessoas sempre sentem o desejo de realizar determinadas atividades que lhes dão prazer, mas as exigências diárias, às vezes, fazem com que estas terminem sendo adiadas. Faça uma lista de todas aquelas atividades que você gosta e se prepare para começar a fazê-las.
  5. Pratique um esporte.O exercício físico é muito bom para a saúde e ajuda a relaxar. Saia para caminhar todos os dias durante 30 minutos, e você notará como em pouco tempo se sentirá cada vez melhor.
  6. Cuidado pessoal.Não se abandone, nem se deixe abandonar. Você deve buscar um cuidado pessoal adequado, hoje você tem tempo para isso. É importante que você volte a adotar o papel de mulher, além do de mãe.
  7. Estimule a independência. É importante que seus filhos saibam que podem contar com o seu apoio nesta nova fase. Evite invadir a sua nova casa ou a sua vida com visitas ou telefonemas contínuos. Você deve deixá-los crescer, acompanhá-los e desfrutar com eles esta nova etapa da vida.
  8. Adote um animal de estimação. Se você não tem um marido ou namorado com quem compartilhar este momento e sente que a casa está vazia sem seus filhos, pode adotar um animal de estimação. Eles serão uma grande companhia.
  9. Melhore a relação com seu filho. À medida que passa o tempo, a relação com seu filho mudará positivamente. A maturidade de ambos fomentará outro tipo de comunicação mais frutífera. Você nunca vai deixar o seu papel de mãe, seus filhos estarão ai para você.
  10. Assista a este vídeo:

feliz

http://g1.globo.com/mg/vales-mg/mgintertv-2edicao/videos/v/especialista-fala-sobre-a-sindrome-do-ninho-vazio/4921429/

Habitualmente, a síndrome do ninho vazio é pontual, ou seja, possui hora certa para ser findada, sendo que sua duração se estende do instante de separação dos filhos até o estabelecimento de uma nova ordem familiar.

Eu me encontro nesta fase agora e me sinto muito bem cheias novos projetos… Afinal venho me preparando pra esta fase já a algum tempo… e continuamos a conviver melhores como nunca. A família vem aumentando e trazendo novos aprendizados a todos.

Fonte: http://saude.umcomo.com.br/articulo/como-superar-a-sindrome-do-ninho-vazio-3209.html#ixzz49hXyHFEC – http://g1.globo.com

 

 

 

 

 

 

COMO VIVER EM PORTUGAL DEPOIS DE APOSENTAR… COM ATUALIZAÇÕES

“A ninguém que atravesse um túnel de experiências tão intensas é possível sair do outro lado com o mesmo formato”. Carlos Eduardo Novaes.

A Portugal 3

Sim. Pode residir em Portugal como reformado/aposentado ou viver de rendimentos próprios (bens móveis ou imóveis, da propriedade intelectual ou de aplicações financeiras). Portugal tem uma lei para receber cidadãos aposentados do mundo inteiro que desejam viver aqui, desde que provem rendimentos suficientes. Inclusive tem benefícios fiscais de isenção de impostos! Algumas dicas da euro dicas para você… entenda como funciona o processo para que os aposentados brasileiros possam morar em Portugal e saiba todas as vantagens de ser estrangeiro aposentado em Portugal, além da qualidade de vida, claro.

Como morar em Portugal sendo estrangeiro aposentado?

A Portugal

O aposentado deve solicitar um visto de Residência (via internet) para reformados ou titulares de rendimentos junto ao Consulado de Portugal de seu País. Veja como pedir o visto de residência de Portugal para aposentados:

1 – Comprovativo dos meios de subsistência: Comprovante de rendimentos que possibilitem a residência em território nacional, assegurados por período não inferior a 12 meses, cuja prova deve ser feita pelos seguintes meios:

  • No caso de “aposentados”, através do comprovante/ documento comprovativo da aposentadoria, bem como a garantia do seu recebimento ou comprovar outros rendimentos em Portugal.
  • No caso de “cidadãos” que vivem de rendimentos de bens móveis ou imóveis, da propriedade intelectual ou de aplicações financeiras, através de documento comprovante da existência e montante dos rendimentos, comprovando os bens móveis ou imóveis que possui, bem como da disponibilidade desses recursos em Portugal;

2 – Outros documentos necessários: Confira atualizações em 2017:  http://consuladoportugalsp.org.br/visto-de-residencia-para-aposentados-ou-titulares-de-rendimentos/

  • Formulário de Pedido de Visto: para obtê-lo, clique aqui. Preencha-o integralmente e submeta o pedido. Receba o formulário preenchido e, então, o imprima e cole uma fotografia sua.  Atenção:no item 25 (duração da estadia), preencha 90 (noventa) dias. O prazo será alterado após a entrevista (do contrário gerará um erro).
  • Declaração do próprio: Declaração assinada pelo requerente, especificando o motivo do pedido de visto, o período que pretende permanecer em Portugal, o local de alojamento e indicação de referências em Portugal (nome, endereço e telefone de familiares e/ou amigos), se for o caso; Carta justificativa da pretensão de residir em Portugal;

3 – Comprovante de Alojamento em PortugalO alojamento pode ser comprovado através da apresentação de um dos seguintes itens:
a) Comprovativo de aquisição ou arrendamento de habitação em Portugal;
b) Carta convite feita por um cidadão que resida legalmente em Portugal, dizendo que irá hospedá-lo. Nesse caso, a declaração deverá vir acompanhada de fotocópia da identidade da pessoa que convida;
c) Comprovativo de reserva em hotel por um período mínimo de uma semana;

4 – Seguro médico internacional de viagem: Seguro médico internacional de viagem, válido pelo período que vai permanecer em Portugal. A apólice de seguro deve incluir a cobertura de repatriação por motivos médicos, necessidade urgente de atenção médica e tratamento hospitalar de emergência. O seguro de saúde privado pode ser substituído pelo PB4, caso o requerente seja beneficiário do INSS;

Saiba mais sobre:  PB4 em https://oterceiroato.com/?s=PB4 , e sobre Documentos – https://oterceiroato.com/2017/09/22/documentos-para-morar-em-portugal/

5 – Atestado de antecedentes criminais: O atestado de antecedentes criminais brasileiro a ser apresentado é o emitido pelo site da Polícia Federal do Brasil.  Deve ser com menos de 90 dias, emitidas pela Polícia Federal e pela Polícia Civil, com a assinatura reconhecida em Cartório;Para obtê-lo, clique aqui;

6 – Fotografias: Duas fotografias 3×4 a cores e fundo liso, atualizada e com boas condições de identificação;

7 – Passaporte Original: com validade superior a 3 meses;

  • Cópia simples do passaporte (somente páginas de identificação e das folhas usadas);
  • O passaporte deve ter validade superior a 3 (três) meses, finda a validade do visto.
  • Não envie ainda o passaporte original. Entregue-o ao funcionário somente quando for convocado para a entrevista;

8 –  Autorização SEF: Autorização destinada ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras para consulta ao registo criminal português do requerente, exceto para menores de 16 anos (clique aqui para obter o modelo);

9 – Declaração: Declaração de ciência do fato de não dever viajar a Portugal sem o devido visto (clique aqui para obter o modelo);

10 – Cópia simples da carteira de identidade:(RG para brasileiros e RNE para estrangeiro. Neste caso a validade tem que ser superior ao término do pedido do visto em 90 dias);

11 – Cópia do boleto bancário pago. Se casado(a), deve enviar cópia autenticada da certidão de casamento. Se tiver filhos, deve enviar cópias autenticadas das certidões de nascimento. Quando reunir todos os documentos acima (e somente nesse caso), deve acessar:

Atenção: Somente pague o boleto se tiver todos os documentos solicitados e se realmente for da entrada no pedido neste Consulado Geral. Depois de se dar entrada no pedido não há possibilidade de reembolso de qualquer valor, seja por indeferimento, seja por desistência do requerente.

Atenção: Se já reuniu todos os documentos necessários à instrução do seu pedido de visto, conheça as instruções de envio e os preços clicando aqui. 

Confira sempre Atualizações : http://consuladoportugalsp.org.br/visto-de-residencia-para-aposentados-ou-titulares-de-rendimentos/

Quanto preciso ter de renda para viver aposentado em Portugal?
Para que seu visto de residência como aposentado em Portugal seja aprovado, é preciso satisfazer alguns fatores mínimos, e um deles é o valor da aposentadoria por mês. O valor mínimo varia de acordo com a quantidade de pessoas no agregado familiar que vai se candidatar para morar em Portugal.

A Portugal 1

Os valores de aposentadoria para viver em Portugal:

  • 1º adulto – 100% do salário mínimo vigente
  • 2º adulto – 50% do salário mínimo vigente
  • Cada criança – 30% do salário mínimo vigente

Em 2018 o Salário Mínimo em Portugal é de € 580.   

Observação: Hoje (Fevereiro/ 2018) para um casal seria uma média de (ao mês) 870, mas eu sugiro que  seria bom ter uma folga, ou seja, sugiro entre 1200 á 1500 por mês, para viver bem confortavelmente em Portugal.

Um casal de aposentado com uma criança menor de idade precisaria ter um rendimento mínimo de 180% do salário mínimo vigente no ano.

A obtenção do visto não é automática, e quanto mais recursos financeiros você tiver, maior a probabilidade de sucesso. Para você saber se consegue viver bem Portugal com a sua aposentadoria.

Leia também: https://oterceiroato.com/2017/12/01/aposentado-em-portugal/

Isenção de IRS na aposentadoria de estrangeiros e vantagens
Em 2013, Portugal criou o status de “residente não habitual”, que permite ao aposentado estrangeiro ter isenção de impostos durante dez anos. Para fazer parte desse programa é preciso residir pelo menos 6 meses por ano em Portugal sem exercer atividade lucrativa, alugar apartamento em Portugal (imóvel em geral) ou comprar e não ter sido residente fiscal em Portugal nos cinco anos anteriores. Sem dúvida não pagar impostos por 10 anos é um grande atrativo para ser um estrangeiro aposentado em Portugal. Á partir de janeiro 2016 com novos incentivos aos aposentados esta se tornando ainda cada vez mais interessante morar em Portugal para os brasileiros.

Atualizando em… 20/03/2018

Depois de várias contribuições aqui mesmo em nossos comentários (o que tenho muito á agradecer) e mais pesquisas… estamos “atualizando” e informando que sim, o governo brasileiro taxa em 25% a aposentadoria remetida para fora do território brasileiro. Portanto todo brasileiro “residente não habitual” (não – residente) em Portugal que recebe pensão (aposentadoria) de uma fonte no Brasil (INSS ou funcionário público…), paga IR retido na fonte, de forma definitiva, com alíquota de 25% independente da renda.

O acordo para evitar a bitributação, entre Brasil e Portugal, determina o pagamento de IR ao país que paga a aposentadoria, ou seja, paga IR ao Brasil (conforma Dec. 4.012/01).  Entendo que é justamente por estar em vigor este acordo sobre bitributação que o Brasil está podendo cobrar o IR de quem vive no exterior. O acordo diz que quem recebe de fonte brasileira… paga IR no Brasil, sendo o mesmo caso para um português que venha morar no Brasil, ele pagará IR em Portugal. Temer assinou a confirmação deste desconto em 2016.

É bom sabermos que a tal “isenção” de impostos (será válido somente enquanto a lei estiver em vigor e/ou por 10 anos) e não vigora para nós brasileiros!

Para saber mais sugerimos consultar a Lei 4.012/01 e a IN 208 da Receita Federal Instruções Normativas SRF 2018, DE 27/09/2002 com atualizações (http://normas.receita.fazenda.gov.br/sijut2consulta/link.action?idAto=15079&visao=anotado ) assim poderemos entender melhor esta questão e não sermos pego de surpresa sobre esta questão tão séria. É mais um absurdo, como tantos outros que já sofremos aqui no Brasil.

Para saber mais leia: https://oterceiroato.com/2017/07/22/como-receber-a-aposentadoria-em-portugal/

Dr. Daniel esclarece, “Uma das ações que frequentemente abordávamos aqui na Koetz Advocacia era sobre a cobrança de 25% de Imposto de Renda sobre os ganhos de aposentados brasileiros no exterior. Devido a uma alteração na lei, essa ação contra a cobrança não é mais possível, embora ainda cabe a tentativa de recuperar alguns valores retidos,”.

Se você quiser saber mais:  http://koetzadvocacia.com.br/fim-das-acoes-brasileiros-no-exterior/. https://secure.avaaz.org/po/petition/CESSACAO_E_REEMBOLSO_DE_25_DAS_APOSENTADORIAS_DE_BRASILEIROS_RESIDENTES_NO_EXTERIOR/?pv=6

Penso que não tem motivo algum para taxar em 25% a aposentadoria de quem não vive no país. É um absurdo!!! Concluo que nem depois de aposentarmos poderemos (ainda) desfrutar (totalmente) de nossa renda. O IR sempre estará presente em nossas vidas!

Vamos ter que (re) planejar bem quando resolver “mudar para Portugal” ou para qualquer outro País que escolhermos para viver… ter novas experiências e/ou ir em busca de uma melhor qualidade de vida.

Uma outra grande vantagem de ser aposentado em Portugal, é o sistema de Saúde Pública em Portugal (PB4), que vai te custar muito menos do que qualquer plano de saúde no Brasil e tem excelente qualidade. Leia: https://oterceiroato.com/2016/10/31/saude-publica-em-portugal-como-funciona-2/

Outras formas de enviar dinheiro do Brasil para Portugal. Leia: https://oterceiroato.com/2016/09/19/transferir-dinheiro-do-brasil-para-o-exterior-encontrei-a-melhor-forma-transferwise-1/

Algarve é eleita a melhor lugar do mundo para viver e aposentadoria, também acho rsrsr. Estou pesquisando sobre isso, leia: https://oterceiroato.com/2016/04/03/algarve-eleita-o-melhor-lugar-para-os-aposentados-morar/

Além de Portugal, a Espanha também tem um programa de visto semelhante, para pessoas que tenham renda (como aposentadoria, por exemplo) e queiram viver no país. Veja Como morar na Espanha depois de aposentado.  ( https://oterceiroato.com/2016/11/07/sou-aposentado-no-brasil-posso-viver-legalmente-na-espanha/)

Para saber mais sobre este assunto veja: http://www.eurodicas.com.br/

Atualizações confira sempre no Consulado Português. : http://consuladoportugalsp.org.br/visto-de-residencia-para-aposentados-ou-titulares-de-rendimentos/

Fonte: http://www.eurodicas.com.br/como-viver-em-portugal-depois-de aposentar/

 

 

 

COMO ALUGAR APARTAMENTO EM PORTUGAL?

“Não faças de ti um sonho á realizar. Vai. Sem caminho marcado. Tu és o de todos os caminhos”. Cecília Meirelles.

      Uma das coisas que mais me preocupa na mudança para Portugal, é qual imóvel seria melhor pra morar em termos de localização e custo X benefícios, por esse motivo sugiro começar as buscas antes mesmo de embarcar. Melhor seria inicialmente escolher uma acomodação provisória (Airbnb) para os primeiros dias e depois já lá, ir à busca (com uma lista pronta) de outro tipo de acomodação com os mais apropriados para sua fixação no País.   

Alugar apartamento em Portugal, quais documentos precisa e quanto custa?

Portugal alugar-apartamento-portugal

Alugar um apartamento em Lisboa não é um bicho de sete cabeças. Primeiro porque, como compartilhamos a mesma língua, com um bom bate-papo é possível resolver uma porção de probleminhas e desentendimentos. Depois, há oportunidades em todas as localidades da cidade e os proprietários, muitas vezes, estão dispostos a negociar. Lembre-se de deixar claro para a imobiliária e para o proprietário quais são as suas intenções.

Para alugar apartamento em Portugal no geral pedem:

  • Europeu tem que apresentar uma identificação ou passaporte para estrangeiros;
  • Se for estudante, a carta da universidade ou contrato de trabalho;
  • Fiador ou o nº do NIF (o “CPF” português), isso depende de como será feito o contrato;
  • O valor do arrendamento (aluguel) varia de acordo com a quantidade de dormitórios, localização, mobília e estado do imóvel…

Aluguel e condomínio

A maioria dos apartamentos cobra a RENDA. Ela corresponde ao ALUGUER (assim, com “r” no final mesmo). São poucos os proprietários que repassam o condomínio para o locatário. Desconheço a média desse valor. Geralmente, é somente a renda mensal mesmo.

Assim como no Brasil, o adiantamento para a locação também corresponde a três rendas – que devem ser descontadas no fim do contrato ou devolvidas. (3 rendas: adiantamento de aluguer e de garantia).

Fiador também é algo comum de se pedir. Entretanto, se você está interessado, converse com o proprietário, explique a sua situação e ofereça segurança.

Negocie: mostre contratos de trabalho, carteira de trabalho, imposto de renda (se for preciso), etc. Explique que você tem condições de manter aquele imóvel, mas que não há uma maneira de encontrar fiador.

Ah, e as contas de água, luz e gás são pagas separadamente. Não estão incluídas na renda. Alguns proprietários até fazem um “pacotão” com parte desses serviços inclusos, mas é minoria porque são gastos variáveis.

T0, T1, T2

portugal apartamento 1

Em Lisboa, os apartamentos de 1, 2 ou mais dormitórios são tratados pela letra “T”. Portanto, um T1 significa que se trata de um apartamento com 1 dormitório. O T0, por exemplo, é relacionado a uma quitinete. Caso você encontre um T1+1, significa que há 1 dormitório comum e mais uma dependência menor, que pode ser o nosso “quartinho de empregada”.

Em um anúncio, pode ser que você também encontre o termo “com arrecadação”. Isso significa que há um pequeno espaço para a despensa.

Aqui no Porto por exemplo um apartamento T1 (1 quarto) próximo ao metro, comércio, universidade varia de €300 a €400 ao mês, e as contas são mensais,. Mas VALE ressaltar que aqui não dá para se viver bem confortavelmente só com o salário mínimo português, mesmo com o custo de vida sendo mais baixo.

Caves e subcaves. Se possível, FUJA!

Muitos prédios disponíveis para moradia em Lisboa são antigos e eles guardam uma característica muito comum na cidade, que vemos pouco no Brasil: a cave e a subcave. Esses são os andares subterrâneos do prédio. A cave fica um pouco abaixo do nível da rua e a subcave é um andar para baixo.

Apesar de serem apartamentos mais baratos, você terá dificuldade de encontrar cômodos luminosos. Isso significa mais gastos na conta de luz (um serviço bem caro em Portugal). E não só. Locais que não batem sol ou não oferecem boa iluminação e arejamento formam mofo e umidade. Isso é bem comum em Lisboa.

As caves e as subcaves são muito úmidas, frias e escuras. No verão, uma beleza. No restante do ano, um terror. Principalmente para quem tem problemas respiratórios.

Ainda que esses espaços ofereçam um quintal (aqui também chamado de pátio ou terraço), não se iluda. É claro que são locais mais espaçosos, mas dão mais trabalho e não valem o investimento.

Escolha a partir do R/C – Rés do chão

  Portugal alugar rc

O rés do chão é uma espécie de mezanino. É um andar que não chega a ser o primeiro, mas já está um pouco mais alto do que o nível da rua. Daí para cima é só alegria.

Os edifícios portugueses, em sua maioria, têm janelas enormes. É possível encontrar apartamentos bem luminosos e com boa circulação de ar. Eu recomendo!

Cozinha equipada. O que significa?

Ao buscar por um apartamento, é comum encontrar os termos “cozinha equipada” ou “cozinha semi-equipada”. Uma cozinha equipada significa que tem geladeira (chamada de frigorífico) – que pode ser daquelas com freezer ou somente frigobar (muito comum em Lisboa), placa (espécie de cooktop) ou fogão e máquina de lavar (que não necessariamente oferece secagem).

Ainda há apartamentos com máquina de lavar louça e forno elétrico, mas eles não fazem parte do tal termo “cozinha equipada”.

Obviamente, se é semi-equipada é porque algum dos elementos citados não é oferecido com o aluguel.

Gás x Eletricidade

Há um aparelho comum nos apartamentos lisboetas chamado “esquentador”. Ele pode ser a gás ou elétrico e abastece o chuveiro e a placa da cozinha.

Na nossa primeira casa, comprávamos um botijão (bilha de butano) a cada 1 mês e meio. A empresa entregava à domicílio e nós fazíamos o pedido por telefone.

Regras contratuais

Portugal apartamento

Fazer contrato com pouco tempo de duração é possível. Porém, é preciso conversar com a imobiliária e o proprietário. Ao chegarmos em Lisboa, geralmente não temos um fiador, comprovantes de rendimento e contratos de trabalho em Lisboa (somente no Brasil). Portanto, vale conversar e fazer um acordo com o proprietário, por exemplo, com uma adiantamos de 6 meses de aluguel de uma só vez. Então, pode ser feito um  contrato menor para este período.

Entretanto, quando tiver alguma estabilidade no País, mudar para um apartamento melhor e com um contrato “comum” de 5 anos. Dentro desse período, se o proprietário quiser que a gente saia, ele precisa nos avisar com 1 ano de antecedência. Caso deseje sair, precisamos avisá-lo 6 meses antes.

Aqui em Portugal, muitas coisas são ainda á “modo antigo” sabe… se vão com a sua cara e se você fala bem (ser educado) tudo se dá um jeito e fica fácil qualquer negociação. A nossa língua é a mesma. Dizer a verdade e negociar é SEMPRE o melhor caminho. É bom vir com algum dinheiro guardado. É com ele que você pode oferecer segurança ao seu senhorio.

No caso de estudantes, tem diversos grupos no Facebook de alunos divulgando vagas disponíveis de quartos, vale a pena conferir que a maior parte é muito próximo as universidades. Há anúncios de quartos de €150 a €250 ao mês e a maior parte com a internet e as contas inclusas. Os portugueses usam bastante a internet para divulgar os imóveis, o podem conseguir até pelos grupos do Facebook.

Os sites de imóveis não são bons, muitas vezes estão desatualizados, ou seja, tem muitos anúncios de imóveis que já foram alugados, mas caso tenham interesse, segue os links de alguns de sites para alugar apartamento em Portugal. É bom conhecer pessoalmente o imóvel para não ter surpresas.

Sites para buscar apartamentos e quartos

Sapo: casa.sapo.pt

Imovirtual: www.imovirtual.com

OLX: www.olx.pt

Remax: www.remax.pt

Sites para buscar apartamentos ou quartos para temporada

AirBnB: www.airbnb.com

HomeStay: www.homestay.com

Booking: www.booking.com

Para saber mais… você pode ver aqui o Custo de vida em Portugal e Como morar em Portugal..Fonte:

Fonte: http://www.cultuga.com.br/2014/01/como-alugar-um-apartamento-em-lisboa/

http://www.eurodicas.com.br/alugar-apartamento-em-portugal/

COMO MORAR EM PORTUGAL?

PORTUGAL MUDANÇAS

“Mude, mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade.”  Clarice Lispector.

Atendendo a muitos pedidos aqui esta “6 maneiras para morar e trabalhar em Portugal”.

Nós brasileiros não vemos Portugal como um país tão distante do nosso, talvez pela ligação histórica, talvez por ser o mesmo idioma, mas a verdade é que é sim um mundo completamente diferente. As leis são outras, os costumes são outros e até o Português de Portugal é mais distante do que você imagina…

Mas isso não nos impede de querer viver no pedacinho mais brasileiro da Europa. Antes de pensar em mudar para Portugal, leve em consideração os custos de vida em Portugal. Agora vamos ao que interessa… como morar em Portugal?

Estudar em Portugal

PORTUGAL brasil-e-portugal

Uma opção para passar uma temporada na terra do bacalhau e do vinho, é vir para “estudar”. O próprio Governo Brasileiro tem programas de incentivo para intercâmbio.

Para quem esta na faculdade, tem o programa Ciências sem Fronteiras, que possibilita ficar entre 6 meses e 1 ano estudando, com direito a uma bolsa suficiente para pagar todas as suas despesas.

Como o nome diz, o programa é para cursos de “exatas”, quem faz “humanas” fica de fora, mas não precisa ficar chateado. O Santander tem um programa chamado Fórmula Santander, que disponibiliza bolsas de estudo para alunos de graduação e pós-graduação para estudar fora do Brasil.
Já contamos (euro dicas) aqui como é Estudar em Portugal e Quanto custa fazer Mestrado em Portugal.

Trabalhar em Portugal

PORTUGAL TRABALHO

Essa é uma opção um pouco mais complicada, pode começar enviando CV para algumas empresas da sua área e ver se tem alguma resposta positiva. Caso a empresa tenha interesse em te contratar, você consegue um visto de trabalho e residência. O problema é que ainda tem muito desemprego, e fica muito mais fácil contratar alguém que já reside no país. Exceção para área de TI, que precisa de muita mão de obra especifica ainda em falta por aqui.

Veja o guia de como Trabalhar em Portugal, e saiba mais sobre os salários e empregos em Portugal.

Comprar uma casa em Portugal

PORTUGAL EURO

Depois da crise, para fomentar a economia alguns países da união europeia adotaram programas de facilitação de visto chamado Golden Visa, que beneficia quem compra um imóvel no valor de €500 mil (sem financiamento) ou mais. Ou seja, não é para qualquer um, é um investimento muito alto.

Com esse visto você pode viver e trabalhar em Portugal, e ter acesso a qualquer outro país do espaço Schengen, bem como solicitar reagrupamento familiar (trazer sua família).

Abrir empresa em Portugal

Ainda dentro do programa Golden Visa Portugal, se você abrir uma empresa que cria pelo menos 10 empregos diretos, também ganha o direito do visto e todos seus benefícios. Outra opção é a transferência de capitais de 1.000.000€ ou mais. É sem dúvida uma excelente opção para empresários que querem expandir negócios na Europa e viver com mais qualidade de vida.

Se você ainda não tem tudo isso, mas quer empreender em Portugal, a partir de €5.000 pode solicitar o Visto de Empreendedor (Visto D2) e viver legalmente em Portugal. Veja como solicitar o Visto de Empreendedor passo a passo.

Obtendo a Cidadania Portuguesa

PORTUGAL BRASIL CIDADANIA

Ah, o desejado passaporte Europeu. Se você tem na sua família avós ou pais que nasceram na Europa, pode ser que você consiga o passaporte / cidadania europeia. Isso te daria o direito de viver e trabalhar em qualquer país da Europa, inclusive em Portugal.

A questão é que cada país tem sua própria lei para atribuição de cidadania, então aconselho que você pesquise no consulado do seu País para saber se tem direito mesmo e como faz para adquirir. Aqui tem um guia de como tirar a cidadania portuguesa.

Aposentado ou pessoas que vivem de rendimentos.

idosos alegria

 

Se você é aposentado como eu, ou vive de rendimentos (de aplicações financeiras, ou até de imóveis), Portugal tem uma lei para te receber como residente!

Já postei aqui anteriormente dando várias dicas, leia: https://wordpress.com/post/oterceiroato.com/2402, ou veja aqui (euro dicas) Como viver em Portugal depois de aposentar .

Fonte: http://www.eurodicas.com.br/como-morar-em-portugal/

CONHEÇA AS 5 MELHORES CIDADES DE PORTUGAL PARA MORAR .

Viajar 10.jpg

Pois é… é possível ter uma vida tranquila assim que você se aposenta, e lá em terras europeias. Em Portugal há uma lei para receber cidadãos aposentados do mundo inteiro, desde que eles possuam rendimentos suficientes. Além de possuir benefícios fiscais de isenção de impostos, Portugal é um país lindo e que oferece uma ótima qualidade de vida! Leia o que a euro dica sugere sobre as melhores cidades para morar neste País. Leia:

Se você sonha morar em Portugal e está na dúvida de qual cidade escolher, vamos lhe ajudar a decidir neste artigo. Portugal é um país encantador e cheio de belezas naturais. O país possui praias, montanhas, serras e cidades com muita qualidade de vida. Sua população é de apenas 10 milhões de habitantes e sua extensão territorial é equivalente ao estado de Santa Catarina no Brasil. As cidades de Portugal são acolhedoras e muito tranquilas para se viver. Confira a lista que preparamos das cidades portuguesas que mais atraem os brasileiros:

Lisboa

Portugal Lisboa

É a capital do país e excelente para quem quer viver em uma metrópole. A cidade portuguesa equilibra o histórico e o moderno e possui grandes shows internacionais, festivais de música (como o Rock in Rio), vida noturna e muitas opções gastronômicas. Lisboa fica no litoral sul de Portugal e tem temperaturas agradáveis durante quase todo ano. As melhores oportunidades de emprego estão lá. A capital portuguesa também possui as melhores universidades do país, como a Universidade de Lisboa. A área metropolitana tem cerca de três milhões de pessoas.
Porto

Portugal Porto 2
Uma das cidades mais bonitas de Portugal, possui vida noturna agitada e é perfeita para quem gosta de badalação. O Porto é a segunda cidade mais populosa de Portugal e tem cerca de dois milhões de moradores. Pessoas de todo o mundo escolhem o Porto para morar por sua beleza e pela diversidade de atrações culturais e de lazer. Localizada no noroeste de Portugal, a cidade dos tradicionais vinhos, também oferece ótimas opções de estudo e trabalho. Já escrevemos aqui como é estudar em Portugal.

Braga

braga_ portugal 2

Localizada no norte do país, Braga é ideal para quem quer tranquilidade e qualidade de vida. É uma das cidades de Portugal mais antigas com mais de 2000 anos de história. O município bracarense recebe centenas de estudantes de todo o mundo para a Universidade do Minho. A instituição recebe alunos do programa Erasmus de muitos países e está preparada para receber estrangeiros. Braga tem cerca de 180 mil habitantes e convive em harmonia com os muitos idosos e aposentados que vivem na região.

Coimbra

Portugal Coimbra 11Uma das mais importantes cidades de Portugal, Coimbra é conhecida como uma região universitária. A Universidade de Coimbra tem 725 anos, uma das mais antigas do mundo ainda em funcionamento. A bela cidade foi sede da romântica história de Inês e D. Pedro I de Portugal e hoje possui 143 mil habitantes. O município tem excelente qualidade de vida e é um dos destinos preferidos dos brasileiros para estudar fora.

Guimarães

Portugal Guimarães

Uma das mais históricas cidades de Portugal, Guimarães parece uma cidade de boneca. Com ar de interior, mas cheia de coisas para fazer, a cidade é perfeita para famílias que buscam sossego e muita paz para residir. O município possui 158 mil moradores e é de uma limpeza extrema. A cidade é sede da Escola de Arquitetura da Universidade do Minho e possui o campus de Azurém, onde estão localizados os cursos tecnológicos e de ciências da Universidade do Minho.

http://www.eurodicas.com.br/5-melhores-cidades-de-portugal-para-morar/