CONHEÇA A TEORIA DOS SETÊNIOS: DE 7 EM 7 ANOS A SUA VIDA MUDA COMPLETAMENTE.

Conheça-a-Teoria-dos-Setênios

“A Antroposofia é um caminho de conhecimento que deseja levar o espiritual da entidade humana para o espiritual do universo”. Rudolf Steiner

Novamente postando sobre Setênios. Interessante conhecer a Antroposofia que é uma linha de pensamento criada pelo filósofo Rudolf Steiner, que entende estabelece uma espécie de “pedagogia do viver”, pois ela abrange vários setores da vida humana como a saúde, a educação, a agronomia e outros. Esta linha de pensamento compreende que o ser humano tem que conhecer a si para também conhecer o Universo, pois somos todos parte e participantes desse mundo.

Tanto chineses quanto gregos foram os primeiros a observar que as mudanças biológicas e espirituais ocorriam de sete em sete anos na vida das pessoas, por isso “setênios”.

Dentro desse pensamento filosófico encontra-se uma forma cíclica de ver a vida chamada “teoria dos setênios”. Tal teoria foi elaborada a partir da observação dos ritmos da natureza, da natureza no sentido da vida, na qual todos nós estamos imersos. Ela divide a vida em fases de sete anos, vale lembrar que o número sete é um número místico dotado de muito poder em quase todas as culturas conhecidas. “A vida passa depressa, é dinâmica e, entender melhor esses momentos, poderá trazer certa conformidade e esperança”, diz Steiner.

Nossa vida é dividida, basicamente em 10 fases principais, sendo elas estabelecidas a cada 7 anos. A cada fase um novo ciclo é iniciado, que envolvem mudanças e transformações em diversos aspectos. Isto é o que concluíram os estudiosos dos setênios. Um estudo que se baseou na medicina tradicional chinesa e na antroposofia (dos gregos) – na qual a medicina antroposófica se baseia.

A Teoria Setênia propõe o seguinte:

Se o indivíduo tiver “respeitado” o ritmo de cada setênio, ele chegará no 10º (ou seja, com 70 anos), muito provavelmente com a consciência e a sabedoria necessárias para viver com boa saúde e lucidez, além de amar sem cobrar e ajudar sem perguntar.

O objetivo dos setênios, então, é de alertar as pessoas das fases existentes para que saibam das mudanças que estão enfrentando e as que estão por vir e as aproveitem de modo saudável.

A vida passa depressa, é dinâmica e, entender melhor esses momentos, poderá trazer certa conformidade e esperança. Um dos intuitos é fazer com que as pessoas fiquem atentas, que sejam vigilantes com elas mesmas e que possam decidir sobre suas ações de modo a responder aos estímulos diários, mantendo uma vida saudável mesmo em constante mudança.

Algo importante a se destacar é que, como cada um tem sua percepção de mundo e enfrenta as dificuldades a seu modo (além de terem os mais diferentes níveis de intuição, sensibilidade, empatia etc.), pode ocorrer de algumas mudanças que estão situadas em setênios futuros, serem experienciadas, por exemplo, antes de seu tempo, ou então depois do previsto pela teoria.

Até porque, cada ser amadurece de um modo único, exercita sua afetividade à sua maneira e, por essa razão, pode haver essa transição de experiências de um setênio a outro, todavia, costuma ser raro. Conheça como se dividi a Teoria Setênia… os ciclos da vida:

teoria-dos-setenios

1º Setênio Dos 0 a 7 anos – O ninho…Interação entre o indivíduo (adormecido) e o hereditário.

A fase da gestação, nascimento, nutrição e crescimento. No 1º setênio há o encontro entre a parte espiritual da individualidade e a parte biológica, preparada após a fecundação no ventre materno.

A hereditariedade está bem marcada nas células do corpo no 1º setênio, pela ação das forças herdadas, e são armazenadas nos rins para a vida inteira – deixando assim a marca na fisionomia do corpo do indivíduo.

Olha! É a cara da mamãe ou do papai” ou “da vovó/vovô”, são constatações que provam o que foi mencionado acima. Calor, confiança e amor: Eis os três alimentos à criança. Quem cria tal atmosfera para a criança são os pais. Se um dos pais está ausente, o esforço do outro terá de compensar.

O primeiro setênio deve oportunizar o movimento livre, a corrida, as brincadeiras, deve permitir que a criança teste e conheça seu corpo, seus limites e suas percepções de mundo. Por isso o espaço físico é muito importante, bem como o espaço do pensar e o do viver espiritual.

abraçar mães-

2º Setênio – Dos 7 aos 14 anos: Dos 7 a 14 anos – Sentido de si, Autoridade do outro

Começam a surgir os dentes permanentes e inicia-se a evolução dos órgãos do sistema rítmico, aqueles contidos na caixa torácica (coração e pulmão). É nesta fase que o mundo externo “chega” a nós e, nós, a partir de dentro, podemos nos manifestar e expandir para o mundo. Esquematizando de forma gráfica esse movimento, temos forças entrando e forças saindo.

Nesse ciclo as normas e os hábitos estão sendo absorvidos, o desenvolvimento sadio do ser humano está relacionado à dosagem, o equilíbrio e a harmonia das relações de autoridade, valores, limites e permissões. É o sentir que está sendo afetado, o desenvolvimento das emoções. Do interior para o exterior e vice-versa. A característica deste setênio é a troca, promove um profundo despertar do sentimento próprio.

mae e filhos 20

3º setênio – Dos 14 aos 21 anos: Dos 14 a 21 anos – Puberdade/Adolescência – Crise de Identidade

O que todo adolescente busca? … liberdade! A mulher começa a menstruar e o homem se torna fértil. A fase onde o ser humano sai do mundo mais paradisíaco e cósmico da infância e entra no mundo terreno. Ele se torna cidadão terrestre, coparticipante da cidadania, de seu lugar, sociedade, e do mundo.

Essa liberdade também tem um sentido de exposição. Tudo está voltado para o externo, para fora, para o mundo. Há uma dificuldade em ouvir o outro e entender suas posições, tudo deve seguir o seu sentimento de mudança, de julgamento de certo e errado, de bom e ruim. É tanta energia interna para ser extravasada que o sujeito pode perder o controle de si mesmo e precisar de intervenção – salvo se os ciclos anteriores tiverem cumprido bem os seus papéis. As trocas nesse ciclo são importantíssimas. O diálogo, a abertura ao novo, a prática da compreensão, da solidariedade, assim como o seu reconhecimento e o pertencimento.

4º Setênio –Dos 21 a 28 anos – O “Eu” – a Independência e a Crise do Talento.

Músculos e ossos estão fortes, homem e mulher atingem o ápice da fertilidade, além de ser a fase da alma, da sensação e da emoção. Surgem dúvidas como: Escolhi a profissão certa? Quais talentos e aptidões eu deixei para traz? Consegui uma boa relação com o mundo, com o trabalho, com a família e comigo mesmo?

Os questionamentos são fruto desses choques. É o momento de questionar a tudo e a todos. O caminho contrário do “habitual” pode ser exclusivamente para reforçar a tensão. As drogas podem estar nesse contexto. É importante que saibamos que é uma fase extremamente difícil, onde o adolescente precisa negar e se opor, para que, a partir da percepção do que não é, encontrar-se a si mesmo.

Também é o momento do discernimento, das escolhas profissionais, do vestibular, do primeiro emprego, pois a liberdade também só faz sentido quando percebemos a vida econômica. O dinheiro então pode ganhar um sentido de poder que talvez não seja saudável. É a partir desta idade que começamos a ter um pensamento mais autônomo, ainda que, nesta época, acreditemos estar amadurecidos para efetuar julgamentos.

Jogue Fora

5º Setênio –  Dos 28 a 35 anos – Fase Organizacional e Crises Existenciais

A partir dos 21 anos nossa individualidade, nosso self, toma uma força considerável na tentativa de estabilização. O baço-pâncreas não sustenta mais a carne, e o rosto começa a enrugar. Nesta fase vem a crise dos talentos: Será que estou no caminho? Qual o caminho a escolher? Também há questões sobre intelecto e índole próprios. Como: Consegui me expressar? Eu me sinto oprimido ou oprimi alguém? Encontrei meu local de atuação? Ocorreu alguma modificação importante em minha vida nessa fase? A história das pessoas começa a ser traçadas por elas mesmas, pois há uma tomada de caminho que não depende mais, diretamente, das outras instituições.

Estamos realmente, nessa fase, em organização. É nesse ciclo que passamos a pesar uma série de coisas, avaliar a trajetória da nossa vida, esse não lugar nos força a perguntar “quem sou eu”. Há uma renovação a partir desse ciclo.

Estamos tendo crises, mas é por meio dessas crises que construímos novos pensamentos, novos valores, terminamos relacionamentos e começamos outros, mudamos de emprego, de ideologias, de partidos políticos, enfim… crises, desorganizações e reorganizações.

É uma emancipação em todos os níveis, mas como resultado de toda a experiência nos três primeiros setênios. Surpreendentemente, é também a fase em que mais nos influenciamos pelos outros, pois a sociedade dirá o ritmo da vida de cada um.

mae-lendo-para-os-filhos

6º Setênio –  Dos 35 a 42 anos – Crise de Autenticidade

O fígado perde metade de suas funções e o cabelo começa a cair e embranquecer. É a fase da alma da consciência. As perguntas são: Já passou a metade da vida, o que farei daqui pra frente? Acrescentei novos valores à minha vida? Estou encontrando minha missão de vida? Estou caminhando nela? Encontrei e aceitei minha questão básica de vida? Temos, aqui, mais capacidade de julgamento, gozamos de mais maturidade psíquica e emocional. Em geral, já acumulamos alguns bens materiais ou ao menos conseguimos uma renda que seja suficiente para as questões básicas de consumo. O desafio, então, é encontrar valores espirituais e nos reconhecermos como seres únicos. A pergunta é: como é que encontro o caminho para a essência do mundo e para a minha própria essência?

Esse setênio configura a última fase do desenvolvimento da alma propriamente dita, estamos propensos a adentrar mais profundamente no nosso mundo espiritual, na parte mais sensível de nós. Buscamos a essência de tudo, no outro e em nós. Isso passa a acontecer com mais força nesse setênio pois, aqui, já há maturidade e aprendizado suficiente para esse conhecimento.

A carreira, a família (ou não) os desejos, tudo já teve seu tempo. Já alcançamos as conquistas que nos eram urgentes. Há um desaceleramento do ritmo do nosso corpo e da nossa mente, o que é algo importante para alcançarmos frequências mais sutis de pensamento, onde estará nosso corpo suprassensível.

É possível que esse ciclo traga um descontentamento com o novo. Pode ser que o sujeito questione se, chegando aos 40 anos, ainda há algo novo para se fazer. Buscar coisas novas é um exercício importante para esse ciclo. Em contraponto ao novo, há uma aceitação maior do que se é, de como se é, das histórias e experiências de vida.

 

7º Setênio – Dos 42 a 49 anos – Altruísmo x querer manter a Fase Expansiva

Os pulmões perdem mais capacidade de oxigenar o sangue, o rosto se torna descolado, a andropausa e menopausa geralmente chegam nesse setênio. A nova visão nessa etapa da vida questiona: Estou desenvolvendo alguma criatividade nova? Em que área? Como está meu casamento? E meus relacionamentos, a relação com meus filhos? Estou procurando ou já encontrei um novo lazer para esta fase? É um ciclo que tem um “ar” de recomeço, de ressurreição, de alívio, até. A crise dos trinta perde a força e parece não ter tido resultados tão graves como se pensava. É, porém, o momento de buscar, desesperadamente, por algo novo, para que a vida adquira sentido.

As mudanças nesse setênio são urgentes. Mesmo que nem todos estejam preparados para elas. As questões existenciais retornam com uma certa força, mas agora elas mais dinâmicas e menos melancólicas pois o sujeito já se vê capaz de produzir essas mudanças. O lema é “como está, não dá pra ficar”. O medo do envelhecimento surge. As questões internas despertadas pelos ciclos anteriores perdem um pouco de espaço para a estética e a necessidade de se fazer coisas que os jovens fazem. As rugas e a menopausa são os espinhos das mulheres nesse setênio.  A sexualidade retoma uma importância crucial. Contudo, a força que se perde com o declínio da sexualidade pode e deve ser empregada em outros nichos.

Esse setênio traz o contraditório: queremos mudanças, estamos em busca do novo, mas o envelhecimento que é uma mudança natural nos assusta, incomoda, gera ansiedade, muda nosso comportamento com relação a nós mesmos e ao mundo. Assim, sucumbimos à força do “sósia”, ou seja, da sombra, daquilo que está diretamente ligado aos aspectos pessoais não resolvidos, não integrados.

Nos enxergamos nas sombras do outro e entramos em confronto. As relações ficam à mercê das emoções distorcidas pelo que não vemos em nós, mas vemos nitidamente nas pessoas. No entanto, o que acontece é um espelhamento.

8º Setênio –  Dos 49 a 56 anos – Ouvir o Mundo

feliz   ir embora 4

A vitalidade declina, a energia dos rins e do fígado está mais fraca e surge a incapacidade de eliminar mais toxinas. Vem a fase inspirativa ou moral, e com isso, as perguntas: Consegui encontrar um novo ritmo de vida? Como está meu ritmo anual, mensal, semanal e diário? Quais são os galhos secos de minha árvore, os quais tenho de cortar para que os novos brotos possam aparecer?

É um momento em que estamos mais conscientes do mundo e de nós mesmos. É um bom momento para reconhecer os méritos da nossa história, aceitando-a sem julgamentos. Esse ciclo desperta em nós o existencialismo para observarmos mais de perto o valor simbólico das coisas. Deixamos o pessoal, particular em busca do universal, do humanístico, do existencial.

Contudo, alguns podem incorrer na falha dos egocentrismos, pois um ciclo depende do seu anterior. Assim, pode haver pessoas nesse setênio completamente voltadas para si, suas necessidades e do seu grupo. O desapego é uma consequência da vida pregressa.

Em termos físicos, esta fase espelha fisiologicamente o setênio 7 a 14 anos, o elemento do ritmo tem de ser priorizado, especialmente na condução de uma rotina. A vida nos ensina nesta época uma nova audição, temos a possibilidade de ouvir a voz do coração para esta renovação ético / moral que agora é propícia.

avo 9

9º Setênio – Dos 56 a 63 anos – Abnegação/Sabedoria

Os dentes começam a cair, a visão e a audição se tornam mais fracos, os reflexos e a

mobilidade passam a sofrer alterações em razão do declínio energético dos órgãos sólidos (coração, baço-pâncreas, fígado e rins). É a etapa mística ou intuitiva: O que eu consegui realizar? Como estou cuidando do corpo, da memória, dos órgãos dos sentidos? Como estão meus bens e aposentadoria? credita que o 56º ano de vida traz uma brusca mudança. Ela está na forma como a pessoas se relaciona consigo e com o mundo. Como os ciclos se correspondem, esse se liga ao primeiro setênio, aquele que vai do nascimento até os sete anos de vida. A audição, a visão, o paladar das pessoas dessa fase se iguala e o mundo fica estranho.

É importante pensar que essa teoria foi pensada em uma época em que a expectativa de vida era muito baixa e as pessoas com 60 anos eram verdadeiros anciãos. Logo é preciso também compreender que os ciclos são metafóricos e não tem uma relação matemática exata.

Contudo, essa fase, por exemplo, evidencia uma volta para dentro de si. O interno passa a fazer muito mais sentido que o externo. É importante internalizar-se, desenvolver os sentidos espirituais. A comunicação com o mundo externo passa a ter ruídos, principalmente pelas mudanças que a sociedade sofreu nesse período inteiro.

A reclusão passa a ser algo natural, boa para a autorreflexão e a busca pela essência. A sabedoria pelo conhecimento acumulado e a intuição que passa a ser mais clara, tornam-se elementos fundamentais dessas pessoas. Elas são o contraponto do sentimento de fracasso e insucesso que, porventura, possa aparecer, vindo dos questionamentos daquilo que se alcançou ou deixou de alcançar.

img_2981

10º Setênio – Dos 63 -a 70 anos – (e adiante) Sabedoria

A criança pequena tem em volta de si uma aura, uma luz, pois ainda não está totalmente encarnada. No 10º setênio, essa aura está interiorizada e luminosa por dentro, desde que a pessoa não esteja doente.

Se tiver respeitado o ritmo de cada fase, sua luz interior brilhará. Idosos e crianças são parecidos, pois são polos que se atraem. É o momento de passar o “cedro” ou o “cajado” do conhecimento! É um novo escutar e, neste momento, a pessoa é procurada a dar conselhos.

As questões são: Tenho momentos bons, sentimento de gratidão e alegria? Sou capaz de perdoar?

img_3257

Vivendo os Setênios:

Agora que as fases dos setênios foram apresentadas, é importante saber como aproveitar essa sabedoria. É preciso que a pessoa seja sempre ela mesma, mas saber das mudanças da vida e do corpo para pode tirar proveito de todas as fases. As condições básicas para o bem-estar é sentir o seu corpo e agir de acordo com isso. O corpo tem sua própria sabedoria, então não o perturbe e não se deixe levar apenas pela cabeça. Como você vê, nossa vida é feita de uma forma cíclica. Nossa energia vital circula pelas diversas fases da nossa vida. Nossa mente tem

diferentes estágios de aprendizado e nossa espiritualidade pode estar mais ou menos aberta também conforme cada estágio.

Hoje talvez essa divisão seja um pouco diferente e, com certeza, faz sentido pensar em mais um ou dois ciclos de sete anos, visto que estamos vivendo cada dia mais, mas o aprendizado com a Antroposofia e a teoria dos setênios é enorme.

Compreender as fases ou ciclos da vida é importante para aprendermos mais sobre nós mesmos e sobre o outro, adquirindo mais expertise no cuidado com as pessoas, especialmente os coaches, que devem ser peritos no desenvolvimento e aprendizagem humana. Saber sobre cada etapa nos possibilita saber mais sobre as crises e lidar melhor com elas.

Adaptado do Texto de: Helena Gerenstadt – Ilustração dos Setênios:

http://portalamigodoidoso.com.br/2018/03/10/conheca-teoria-dos-setenios-de-7-em-7-anos-sua-vida-muda-completamente/

http://www.jrmcoaching.com.br/blog/a-teoria-dos-setenios-os-ciclos-da-vida/

ERÓTICA É A ALMA!

“Envelhecer não é para qualquer um, envelhecer é para quem merece…” Aécio Barrêto Maciel.

Adélia Prado certa vez escreveu: “Erótica é a alma”. Além de poética, a frase é redentora, pois alivia o peso da sensualidade a qualquer custo, a busca desenfreada pela juventude perdida, a corrida pelos últimos lançamentos da indústria cosmética. E nos autoriza a cuidar mais da alma, a viajar pro interior, a descobrir o que nos completa. Pois se os olhos são as janelas da alma, de que adianta levantar pálpebras se descortinam um olho de súplica? Leiam a crônica:

Erótica é a alma que se diverte, que se perdoa, que ri de si mesma e faz as pazes com sua história. Que usa a espontaneidade para ser sensual, que se despe de preconceitos, intolerâncias, desafetos. Erótica é a alma que aceita a passagem do tempo com leveza e conserva o bom humor apesar dos vincos em torno dos olhos e o código de barras acima dos lábios; erótica é a alma que não esconde seus defeitos, que não se culpa pela passagem do tempo. Erótica é a alma que aceita as suas dores, atravessa seu deserto e ama sem pudores.

Por que não adianta sex shop sem sex appeal; bisturi por fora sem plástica por dentro; lifting, botox, laser e preenchimento facial sem cuidado com aquilo que pensa, processa e fala; retoque de raiz sem reforma de pensamento; striptease sem ousadia ou espontaneidade.

Querendo ou não, iremos todos envelhecer. As pernas irão pesar, a coluna doer, o colesterol aumentar. A imagem no espelho irá se alterar gradativamente e perderemos estatura, lábios e cabelos. A boa notícia é que a alma pode permanecer com o humor dos dez, o viço dos vinte e o erotismo dos trinta anos.

O segredo não é reformar por fora. É, acima de tudo, renovar a mobília interior: tirar o pó, dar brilho, trocar o estofado, abrir as janelas, arejar o ambiente. Porque o tempo, invariavelmente, irá corroer o exterior. E, quando ocorrer, o alicerce precisa estar forte para suportar.

A_foto_da_mulher_-madura

Não tem problema cuidar do corpo. É primordial ter saúde e faz bem dar um agrado à autoestima. O perigo é ficar refém do espelho, obcecado pelo bisturi, viciado em esticar, reduzir, acrescentar, modelar – até plástica intima andam fazendo!

Aprenda: bisturi nenhum vai dar conta do buraco de uma alma negligenciada anos a fio.

Cuide do interior. Erotize a alma. Enriqueça seu tempo com uma nova receita culinária, boas conversas, um curso de canto ou dança. Leia, medite, cultive um jardim. Sinta o sol no rosto e por um instante não se preocupe com o envelhecimento cutâneo. Alongue-se, experimente o prazer que seu corpo ainda pode lhe proporcionar. Não se ressinta das novas dores, da pouca agilidade, dos novos vincos. Descubra enfim que a alegria pode rejuvenescer mais que o botox.

E não se esqueça: em vez de se concentrar no lustre da maçã, trate de aproveitar o sabor que ela ainda é capaz de proporcionar….

Fonte: http://www.asomadetodosafetos.com/2013/09/erotica-e-alma.html

SINDROME DOS 50! S.D.A.D.A. SAIBA O QUE É ISSO.

“E qualquer desatenção, faça não! Pode ser a gota d’água”. Chico Buarque.

Outro dia li esta crônica achei bem divertido… me identifiquei, pronto já disse! Divertida!

Estejam atentas à S.D.A.D.A. ou Síndrome de Desordem da Atenção Deficitária por Amarelão (na certidão de nascimento, claro rsrsrs). Informações importantes para todas as pessoas que já passara dos 50. E quem não passou, prepare-se… não ria e tenha esperança, pois um dia vai chegar lá. E ainda vai descobrir que esta é a melhor opção pra nós, nesta altura da vida… rsrsrrs… Leiam:

Já para os que já passaram dos 50 ou está com os mesmos sintomas … acabaram de descobrir o diagnóstico desta doença. Qualquer coincidência com a vida real será mera coincidência. É uma doença séria.  Explicando melhor leiam:
Vou explicar melhor com meu exemplo:
1. Outro dia decidi lavar o carro; peguei as chaves e fui em direção à garagem, quando notei que tinha correspondência em cima da mesa.
2. OK, vou lavar o carro, mas antes vou dar uma olhadinha na correspondência, pois pode ter alguma coisa urgente.
3. Ponho as chaves do carro na escrivaninha ao lado e, olhando a correspondência, vejo que tem algumas contas para pagar e muita propaganda inútil, e por isso decido jogá-las fora (as propagandas), mas vejo que o cesto de lixo está cheio.
4. Então lá vou eu esvaziá-lo.
Coloco as contas sobre a escrivaninha, mas lembro-me que há um banco eletrônico perto de casa e vou primeiro pagar as contas.
5. Coloco o cesto de lixo no chão, pego as contas e vou em direção à porta.
6. Onde está o cartão do banco? No bolso do casaco que vesti ontem.
7. Ao passar pela mesa de jantar, olho para um suco que estava bebendo. Vou buscar o cartão, … mas antes vou guardar o suco na geladeira.
8. Vou em direção à cozinha, quando noto que a planta no vaso parece murcha, é melhor pôr água antes.
9. Coloco o suco na mesa da cozinha, quando… Ah! Achei os meus óculos! Estava à procura deles há horas!
É melhor guardá-los, já!
10. Pego num jarro,
… encho-o de água e vou em direção ao vaso.Alzheimer.1 jpg    - RAIVA

11. Deixaram o controle remoto da televisão aqui em cima! À noite, quando quisermos ligar a TV, ninguém vai se lembrar de procurar na cozinha.
É melhor levá-lo já para a sala. Mas…
12. Ponho os óculos sobre a mesa e pego no controle remoto.
13. Coloco a água na planta, mas caiu um pouco no chão. Deixo o controle remoto no sofá e vou buscar um pano.
14. Vou andando pelo corredor e penso que precisava trocar a moldura do quadro.
15. Estou andando e já não sei o que é que ia fazer!!!
16. Ah! Os óculos… Depois! Primeiro o pano. Pego nele.
17. Vou em direção ao vaso, mas vejo o cesto de lixo cheio.
18. Final do dia:
O carro continua por lavar… as contas não foram pagas… o suco, lá está, quentinho… a planta levou só metade da água…  não sei do cartão do banco… nem onde estão as chaves do carro! rsrsrs
19. Quando tento entender porque é que não fiz nada, hoje, fico atônito, pois estive ocupado o dia inteiro!
20. Percebo que isto é uma coisa muito séria e que tenho que ir ao médico, mas antes, acho que vou ver o resto da correspondência…
Divulguem esta mensagem para todos os conhecidos, pois eu não me lembro para quem enviei!!!
Mas não mandem outra vez para mim, pois posso enviá-la novamente para você…

Concluí… sou S.D.A.D.A. rsrsrs… e você?

 

SEXUALIDADE DEPOIS DOS 60 ANOS.

Sexo-terceira-idade

“Tento resolver todos os dias a minha sexualidade”. Padre Fábio de Melo.                                            Muito interessante este Post onde Dr. Drauzio Varella entrevista a médica psiquiatra Dra Carmita Abdo sobre a sexualidade depois dos 60 anos publicado no Blog Segredos de casais. Vale a pena conferir! Acredito que conhecimento pode ajudar muitas pessoas…

Segredos De Casais

Carmita Abdo é médica psiquiatra e coordenadora do grupo de sexualidade do Instituto de Psiquiatria da Universidade São Paulo.

old-people-616718_640

Muitos acham que fazer sexo é característica da juventude — quando muito da maturidade — e que a atividade sexual inexiste a partir de determinada faixa etária. Em geral, admite-se que nos homens, lá pelos 60 ou 70 anos, ela declina e, depois, desaparece de vez. Em relação às mulheres, a crença é que o fenômeno seja ainda mais precoce. A moral vigente durante séculos reforçou o mito de que o momento da menopausa e a consequente perda da capacidade de gerar filhos marcavam o fim do interesse sexual feminino.

Hoje, já existe a comprovação de que esses conceitos estão completamente equivocados. Do ponto de vista médico, o papel da sexualidade após os 60 anos é de fundamental importância para a saúde física e psíquica de homens e mulheres mais velhos…

Ver o post original 2.418 mais palavras

SOU UM PUNHADO DE EXCESSOS…

sou-um-punhado-de-excessos

“Sou uma alma insana; peco por excesso, nunca por escassez.” Haredita Angel

Assim como Monike Jordão “sou um punhado de excessos”… rsrsrs. Indentifico-me com a sua crônica, leiam:

Perdoe-me, mas é assim, eu não sei ser diferente, não posso e nem consigo. Na verdade, não quero também. Essa sou eu, um punhado de excessos. Eu falo alto, grito e esperneio, se necessário. Sou dramática, minhas paixões são ardentes e meus amores efervescentes. Minhas dores são de matar e o choro tem soluço. Eu passo dois dias sem dormir e, em seguida, durmo 18 horas seguidas. É assim, tudo ao extremo. Tudo no limite. Tudo exagerado.

Isso te assusta? Não precisa se preocupar, minha amplificação é aceitável e nunca feriu ninguém além de mim mesma. Não costumo arremessar nos outros o que transborda aqui dentro. A dor, ou o amor, sempre respinga e bagunça as coisas por aqui, nunca por aí. Eu já desejei que fosse mais morna, mas aqui a labareda é alta e eu não consigo controlar o fogo que me aquece, mas também me queima.

Eu sempre faço barulho. Sou a palheta da guitarra ou a baqueta da bateria. Que tal? O que acha de sermos as teclas do piano ou sopro da flauta? Sou a voz que grita no amplificador, reproduzindo o amor por todos os cantos do mundo e mantendo os tons no ritmo e no compasso certo.

Essa exorbitância toda tem muitos lados positivos, pode apostar. Os amigos são todos quase irmãos, os amores são todos “para a vida toda”, os beijos são intensos, os abraços apertados, os sonhos grandes e as noites quentes. Não há bloqueio ao coração, nada cala o pensamento.

A alma está sempre conectada. Nada me freia, não existe lombada ou radar que me faça diminuir a velocidade. Vivo a 200 km por hora e não sou adepta do cinto de segurança. Corro riscos. Sou feminina e cristalina!

http://www.asomadetodosafetos.com/2017/01/sou-um-punhado-de-excessos.html

TAG: PERGUNTAS ALEATÓRIAS…

LONDRES BIA PONTE 2
“Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir…” Clarice Lispector.
Olá! Chegando de Férias… estou respondendo a Tag que  Larissa Luiz  me indicou. Desculpe a demora rsrsrs. Obrigada pela indicação querida! Achei bem divertida.  São 10 perguntas aleatórias sem regras nesta Tag. Então vamos lá!
1- Na sinceridade , você acha que dinheiro é mais importante que amor ?
Não, nem um pouco… são bem diferentes. Amor é o melhor dos sentimentos… amar e ser amada é maravilhoso… sou bem romântica. Não conseguiria viver sem amar! Dinheiro é um bem material. Necessário para nos manter e realizar nosso sonhos… Gosto de ser independente e vou á luta com bastante entusiasmo.
2- Você ganhou um ingresso pra ir em qualquer show que você quiser ,de quem seria?
Com certeza seria pra Adele que vem em abril de 2017.
3- O que pesaria mais na sua consciência: a mentira ou a traição?
As duas tem peso igual…  “trair” vem sempre junto com “mentir”…  Sou muito intensa e verdadeira… diria transparente mesmo.  Não ia conseguir ficar em paz com minha consciência.
4- Qual a pessoa mais importante de sua vida?
Minha mãe… filhos…
5- Tem uma amizade de infância que dura até hoje?
Sim, minha amiga Stella…  desde quando morava no interior na minha infância.

Portugal Lisboa

6- Se não pudesse mais morar no Brasil, em qual país gostaria de viver?
Portugal, aliás estarei em breve indo morar lá rsrsrs….
7- O que você nunca perdoaria?
Traição > Mentira > Desrespeito.
8- Se tivesse uma filha menina que nome daria? e a um menino?
Tenho: o Bruno e a  Michelle. E 2 filhos de coração, do meu segundo marido. 
9- Qual a coisa mais louca que você já fez por dinheiro?
 Nenhuma.
10 – Quais são suas principais metas na vida?
Viver bem e com melhor Qualidade de vida. Melhorar hábitos alimentares e exercícios (movimentos). Preciso ser mais disciplinada e não me boicotar. 
Intercâmbios em Inglês. (Fiz o primeiro em Agosto de 2016 – Londres)
 Viajar… viajar… viajar… (Fazendo muitooooo)
Ser voluntária.  (Fazendo desde Janeiro de 2018)

Banner Londres palacio

Melhorar o Blog.
*Indiquei 10 blog para responder essa Tag:
Christine do Blog  https://letrasextraordinarias.wordpress.com/
Andressa do Blog https://cenariofeminino.com/
Juliana do Blog https://imperfeitas.com/
Vanessa do Blog https://vanessaanjos.com/
Elisangela do Blog https://blogelizangelaaraujo.wordpress.com/

Jamile do Blog https://viagensdeapartamento.com.br/

Joyce do Blog https://criandomeumundo2016.wordpress.com/

Bianca do Blog https://bemvindaaos18.wordpress.com/

Ricardo do Blog https://ricardoclicksonline.wordpress.com/

Candy do Blog https://theiceparadise.wordpress.com/

Espero que tenham gostado. Beijos.

COMO TRAZER SEU CÃO PARA O REINO UNIDO NA CABINE PARTE 3 – TRANSPORTE TERRESTRE – DO AEROPORTO DE PARIS ATÉ LONDRES.

Bella passaporte-cachorros-gatos

DURANTE / DEPOIS

 “A compaixão para com os animais é das mais nobres virtudes da natureza humana”. Charles Darwin

Post dividido em 3 partes para facilitar a leitura, Enjoy!              Fonte – Leia – https://perdidosemlondres.wordpress.com/2015/04/29/como-trazer-seu-cao-para-o-reino-unido-na-cabine-parte-3/

O TREM DO AEROPORTO DE PARIS ATÉ CALLAIS VILLE (lado Francês do Canal da Mancha)

Bella Paris

  • Comprou as passagens de trem pela empresa SNCF. Além de você comprar as suas passagens por essa empresa, você também deve comprar a do seu animal. Na França, o cachorro paga um valor em torno de 5 libras (convertendo).
  • Cliqueaqui para ler as informações necessárias para andar de trem na França com o seu animal e para comprar a passagem dele junto com a sua.
  • Provavelmente você vai pegar o TGV do CDG para Lille Europe, e o TER de Lille Flandres para Callais Ville. Quando sair de Lille Europe, você vai andar uns 10 min (na rua mesmo, atravessando semáforos, etc.) até chegar na estação de Lille Flandres. Tanto no CDG, quanto em Lille Flandres, você deve colocar o seu ticket e do seu animal (e de todas as outras pessoas que estiverem com você), em umas máquinas amarelas de verificação de tickets na estação, geralmente localizadas um pouco antes da entrada da plataforma. Além disto, vai passar um guarda durante a viagem para conferir as passagens e essa leitura.
  • O que ele fez : A viagem até Lille Europe, ele colocou a bolsa da Bella no seu colo e ela veio dormindo (todos nós!). Já na viagem de Lille Flandres até Callais Ville, não se achou espaço para guardar as malas, foi usado o espaço da segunda pessoa para colocar a bolsa. Eles adoram cachorros e pessoas transportam animais o tempo todo, então eles não ligaram.

O TAXI PARA ATRAVESSAR O EUROTUNNEL (DE CALLAIS VILLE ATÉ FOLKSTONE)

bELLA _london_d

  • Depois de uma conhecida minha recomendar os serviços da empresa Folkestone Taxi Co. Ltd. entrei em contato com eles por e-mail, e fui acertando os horários com o taxista. A melhor parte de dormir em Roissy-en-France, foi não ter a preocupação com o horário que o avião iria chegar do Brasil, além de que meu cachorro pode fazer necessidades e jantar tranquilo (ele não ficou sem comer, beber água, etc.).
  • A empresa de taxi cobra um preço fixo, e compra a passagem do eurotunnel do seu animal, e a ida e volta do motorista (que vem do UK sozinho e volta para o UK com você). Ele pagou 200 Libras por este serviço.
  • Passei o horário da chegada do trem para a empresa, e o taxista (que vem do lado inglês) já estava na porta de saída da estação esperando assim que o trem chegou em Callais Ville.
  • Ele está super acostumado com esse trajeto, visto que várias pessoas que querem ir para o Reino Unido e não querem deixar seus animais nos bagageiros, são obrigados a passar pela Ferry (é uma balsa, que demora bem mais pra atravessar, e que seu cachorro fica sozinho dentro do carro, em uma parte não acessível para passageiros), ou peloEurotunnel (que transporta carros, etc.).
  • O que ele fez: Tudo foi feito conforme estas orientações e deu super certo. Enfim chegamos na terra da rainha. Ufa!

O TREM DE FOLKSTONE CENTRAL (lado Inglês do Canal da Mancha) até WATERLOO (estação dentro de Londres)

Bella London-Euston

  • Southeastern Train corta toda a parte sudeste do Reino Unido, e sai das estações de Folkstone em direção a Waterloo em um tempo de 1h40min (mais ou menos).
  • Nesse trem você não precisa colocar o ticket na entrada não foi encontrado), mas vai passar um guarda e pedir. Na verdade ele só viu os tickets junto com o cartão two together em cima da mesa e nem falou nada.
  • Nessa hora coloquei meu cachorro embaixo da mesa, e logo ele começou a chorar. Coloquei então ele em cima do banco, peguei o pote de água e coloquei perto da bolsa pra ele tomar. Pense numa draga! Tomou muita água tadinho! Eu acho que a viagem toda o fez ficar muito agoniado e ele sentiu muita mais sede que o normal. Além disto, aqueles biscoitinhos que ele ama, eu sempre dei de tempo em tempo para que ele não ficasse faminto. Mas com meu filho foi tranquilo.
  • Outra coisa é importante lembrar: mais um motivo para amarmos o UK é que aqui dentro animais andam livremente de ônibus, trem, e metrô, sem pagar NADA.

IDENTIFICAÇÃO DO ANIMAL

Eu fiz para o meu pequeno uma coleirinha com um pingente na petshop. Nesse pingente estava escrito o nome dele de um lado, e dois números de telefone com DDD do Brasil. Além disto, eu fiz outro pingente com o nome dele, e o número do meu celular aqui de Londres. Foi o que ele também fez.

CUIDADOS DURANTE O PROCESSO DA VIAGEM

  1. Não deixe seu cão com vontade de fazer necessidades.
  2. Tome cuidado para não deixar seu animal morrendo de fome, mas não dê comida demais! Ele pode ficar enjoado pelas turbulências do avião, do trem, ou do taxi.
  3. NÃO SE ESQUEÇA DE DAR ÁGUA DE TEMPO EM TEMPO! O ar condicionado do avião pode piorar o animal que já está desidratado.
  4. Mantenha a calma e sempre faça carinho, mostre que está tudo bem.

COMO FOI QUE ACONTECEU? VEJA AQUI COM MAIS DETALHES….

Bella

  • Foi feito o check-out e ficou aguardando o ônibus rosa para retornar ao aeroporto. Seguiu-se em direção ao terminal do TGV (trem) que ia para Lille Europe.
  • Saindo de Lille Europe, andou-se 10 min a pé até Lille Flandres, onde pegou-se o TER, que levou para Callais Ville.
  • Em Callais Ville o Taxi já estava esperando! Segundo relatos, o motorista Patrick, foi um gentleman! Super querido e educado, conversou bastante e deixou meu cachorro à vontade para ficar no banco do carro. Mesmo assim foi mantido ele dentro da casinha, pois não sabia se ele ficaria enjoado.
  • Patrick levou para o terminal de verificação da documentação da empresa EUROTUNNEL. Daí meus queridos, que você observa a diferença dos nossos queridos ingleses! Pela primeira vez alguém pediu o CZI, mandou passar o leitor para verificar o chip do meu cachorro, e conferiu LINHA POR LINHA do CZI. Carimbaram e menos de 5 min depois meu cachorro já estava livre! Meu cachorro tinha recebido o aval pra entrar no UK.
  • Voltou-se para o taxi em direção do eurotunnel, passou-se pela polícia francesa (que não estava nem aí) e pela polícia inglesa (que pediu para abrir a porta, perguntou o motivo da viagem, qual foi o trajeto todo do meu cachorro desde que saiu do Brasil, etc.).
  • 20 minutos embaixo do Canal da Mancha, sem sentir absolutamente nada (segundo relatos), chegou-se no Reino Unido!!
  • Patrick deixou todos na estação de Folkstone Central, onde pegou-se as passagens na bilheteria, e seguiu-se para esperar o Southeastern Trains para London Waterloo.
  • Em Waterloo, ainda tiveram que pegar outro trem e ônibus para chegar em casa, mas dai depende de onde você vai morar.
  • Pode parecer loucura, pode parecer muita coisa, mas são apenas passos que se você seguir com organização vai ficar muito tranquilo.
  • Como foi com ele: A diferença é que ele preferiu dormir uma noite num hotel próximo ao aeroporto GDV para visitar sua irmã que mora em Paris e descansarem um pouco da viagem (B&B Hôtel Paris Roissy CDG Aéroportque também, obviamente, aceita cachorros por uma taxa). Acordou bem cedo para prosseguirem a viagem rumo ao Reino Unido, conforme você
  • Tirando a ansiedade geral para chegar em Londres, ocorreu tudo tranquilamente durante toda a viagem com meu filho e seu cão – Bella. Saber de todos os prazos e processos… (muitas informações em mãos) sobre vários detalhes de como tinha que proceder até chegar á terra da Rainha contribuiu muito para o sucesso da viagem. Estão lá muito bem obrigada…

Uma dica FUNDAMENTAL – poucas malas… traga só o essencial para você! O objetivo é não ter mil malas pra carregar, além da bolsa do seu cachorro nada mais é aconselhado. Pense que você vai caminhar, subir e descer de trem, talvez subir escadas, etc.

Uma dica ESSENCIAL – a bolsa que eu recomendei tem um ganchinho pra prender na coleira do seu animal. Eu pedi pra deixar o meu preso o tempo todo, principalmente dentro do avião, trem, etc. Era a garantia que eu tinha que onde a bolsa estivesse, ele estaria. TODAVIA, ele girava muito durante a noite e durante o dia, e às vezes (não sei como) ficava entre as patinhas, por isso sempre fique olhando. Foi preso essa trava na coleira de identificação que mandei fazer colocando o nome dele e os números de telefones aqui do UK, assim ele não ficou com aquela coleira de passear lhe prendendo o tempo todo.

MAIS REFERÊNCIA DE QUEM JÁ VIAJOU COM SEUS ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO TAMBÉM…

Bella dúvidas

Pesquisando aqui e acolá, achei um monte posts bem detalhadas de um pessoal que já viajou com seus bichinhos – gatos e cachorros – e que me deram informações importantíssimas na hora de me organizar (e que eu divido aqui para ver se te ajuda também!). Alguns já foram indicados nos posts anteriores.

É uma galera que tanto levou seus bichos para fora do Brasil ou que trouxe para o país, bem como depoimentos de quem viaja com eles de avião por terras brazucas também. Só vale lembrar que cada um dos blogueiros aqui relatou sua própria experiência na hora de levar seus bichanos – e que as regras mudam de país para país, e idem para algumas companhias aéreas. Então, vale a pena conferir com eles como foi o processo, mas não se esqueça de se informar os requisitos para você levar o seu bichinho!

  • Blog Colagem, da Luciana Misura: ela viajou de avião com o gatinho dela na cabine do avião, num voo interno dentro dos Estados Unidos. Ótima referência para felinos que já estão lá na terra de Obama.
  • Ducs Amsterdam, de Daniel Duclos: ele também tem dois bichanos que levou do Brasil para Amsterdam, e conta o passo a passo de como foi levar os gatinhos. Ótimo post.
  • Café com Broa:Também levou dois gatinhos para a Irlanda, que não faz parte do Reino Unido, mas cujas regras são muito parecidas para transporte de animais.
  • Uma Malla pelo Mundo, da Lucia Malla: esse é para donos de gatos nível “advanced”. J Ela levou o Catupiry, o gatinho diabético dela, da Coréia do Sul para o Brasil. Uma tensão que deu certo no final!

E você? Já levou ou está no processo de levar seu bichinho para algum outro país? Conta aqui como está sendo o processo –  e se os requisitos forem diferentes, melhor ainda: é bom para a gente trocar experiências com outros donos de animais!

Enfim, espero ter ajudado!

Fonte: https://perdidosemlondres.wordpress.com/2015/04/29/como-trazer-seu-cao-para-o-reino-unido-na-cabine-parte-3/